Postagem em destaque

Tchad: JULGAMENTO DE ATIVISTAS DE OPOSIÇÃO NO CHADE - Deby filho quer afogar o peixe na água

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... É um julgamento extraordinário e maratona que começou em 29 de novem...

sábado, 22 de agosto de 2020

Cuba mais perto de ter sua própria vacina contra a Covid-19.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

A organização superior de direção empresarial BioCubaFarma informou da concessão da licença para iniciar no país os testes clínicos para um candidato de vacina cubana contra a Covid19, capaz de induzir uma potente resposta imunitária perante a infecção do vírus Sars-Cov2.


Em 28 de julho passado, o candidato cubano da vacina foi testado pela primeira vez em humanos, precisamente em três dos seus pesquisadores, os que em uma avaliação inicial também apresentaram uma alta resposta imune. Foto: BioCubaFarma. Photo: Granma

A organização superior de direção empresarial BioCubaFarma informou da concessão da licença para iniciar no país os testes clínicos para um candidato de vacina cubana contra a Covid19, capaz de induzir uma potente resposta imunitária perante a infecção do vírus Sars-Cov2.

Identificado com as siglas FINLAY-FR-1, o projeto de vacina, liderado pelo Instituto Finlay de Vacinas, o Centro de Imunologia Molecular – ambos pertencentes à BioCubaFarma – e com a colaboração do Laboratório de Síntese Química e Biomolecular, da Universidade de Havana, concluiu satisfatoriamente a fase de desenvolvimento farmacêutico e os estudos pré-clínicos em animais; cujas evidências científicas permitiram a emissão da licença ou autorização por parte do Centro para o Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos de Cuba (Cecmed).

A nota explica que, com a referida licença e o acompanhamento de diversas instituições do ministério da Saúde Pública, começará «o teste clínico fase I-II, denominado Soberana, ao qual continuarão outros estudos clínicos, antes de a vacina ser considerada pronta para a sua aplicação».

Argumenta-se, aliás, que foi elaborada uma estratégia de fabricação industrial que gere capacidades, a fim de «dispor dos oito milhões de doses necessárias para proteger nossa população, após serem concluídos satisfatoriamente» os exames.

Da informação da BioCubaFarma transcende que o candidato a vacina é o trigésimo – o primeiro na América Latina e o Caribe – a receber permissão para testes clínicos, entre os mais de 200 que se desenvolvem no mundo.

Precisa-se que o solicitante da permissão, o Instituto Finlay de Vacinas, tem mais de 30 anos de experiência na obtenção de vacinas, «e o fato de dispor de plataformas desenvolvidas para outras epidemias, especificamente para a epidemia de meningite, nos anos 80 do século passado, lhe permitiu obter esses resultados relevantes».

A BioCubaFarma, reitora da atividade biotecnológica e farmacêutica da Ilha maior das Antilhas, qualificou os avanços da pesquisa urgente para procurar uma vacina nacional, como uma homenagem do Comandante-em-chefe Fidel Castro Ruz, fundador e promotor do desenvolvimento nesse setor, e em sadia expressão de orgulho pelos resultados anunciados, exortando a não variar o rigor no cumprimento das medidas sanitárias para conter a doença, enquanto o país se aproxima da hora em que possa dispor de sua própria vacina.

«Foram semanas de intenso trabalho, sacrifício e dias muito tensos, nos quais se contou com a inteligência e compromisso desta comunidade científica que tem como prioridade cuidar da saúde e salvar vidas»; e assegura ao povo de Cuba que não se vai descansar até que cada cubano esteja protegido com a vacina contra essa temível doença; mas neste momento é importante continuar mantendo as medidas higiênico-sanitárias orientadas pelo ministério da Saúde Pública, para o enfrentamento a Covid-19.

fonte: granma.cu



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo desde que contribua para melhorar este trabalho que é de todos nós.

Um abraço!

Samuel

Total de visualizações de página