Postagem em destaque

Tchad: JULGAMENTO DE ATIVISTAS DE OPOSIÇÃO NO CHADE - Deby filho quer afogar o peixe na água

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... É um julgamento extraordinário e maratona que começou em 29 de novem...

quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

Crise na Ucrânia obriga os EUA a reverem prioridades de política externa.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Desde que tomou posse como presidente dos Estados Unidos, Joe Biden tem, sistematicamente, reforçado o compromisso em contrapor a política externa que teve lugar durante o governo de seu antecessor. O trumpismo foi marcado, no campo internacional, por intenso apelo ao nacionalismo e ao protecionismo, por uma visão curto prazista, pelo insistente uso de mecanismos econômicos como instrumentos de barganha política e, sobretudo, por uma forte crítica à ordem liberal, frequentemente acompanhada do desejo de rever compromissos assumidos pelos Estados Unidos. A ideia era manter negociações duras em um contexto de elevada imprevisibilidade, com o objetivo de "aumentar o retorno sobre o i... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/colunas/fernanda-magnotta/2022/01/27/crise-na-ucrania-obriga-os-eua-a-reverem-prioridades-de-politica-externa.htm?cmpid=copiaecola.

Apesar de conquistas pontuais, o preço disso foi um progressivo isolamento dos Estados Unidos e a criação de vácuos de poder que rapidamente passaram a ser disputados por outras potências. Os norte-americanos minaram, por conta própria, sua liderança e abriram espaço para que novas redes de dependência fossem estimuladas mundo afora. Ciente disso, Biden assumiu a Casa Branca propondo um restauro da presença norte-americana e da agenda multilateral, além de uma reaproximação em relação aos aliados mais tradicionais. Ao mesmo tempo, restituiu um discurso moralista, velho conhecido da política externa dos Estados Unidos, amparado, principalmente, na difusão de certas ideias e visões ... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/colunas/fernanda-magnotta/2022/01/27/crise-na-ucrania-obriga-os-eua-a-reverem-prioridades-de-politica-externa.htm?cmpid=copiaecola

fonte: noticias.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo desde que contribua para melhorar este trabalho que é de todos nós.

Um abraço!

Samuel

Total de visualizações de página