Postagem em destaque

Tchad: JULGAMENTO DE ATIVISTAS DE OPOSIÇÃO NO CHADE - Deby filho quer afogar o peixe na água

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... É um julgamento extraordinário e maratona que começou em 29 de novem...

domingo, 30 de janeiro de 2022

Para Parly, a França não pode ficar no Mali a qualquer preço.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


O Mali continua a atrair todas as atenções. A situação atual do país preocupa a França e seus aliados. A situação tem sido bastante tensa entre a França e o Mali nas últimas semanas, especialmente após a decisão da CEDEAO de impor sanções contra este país membro.

O chefe da diplomacia francesa, Jean-Yves Le Drian, ontem, sexta-feira, 28 de janeiro, tomou a palavra para comentar a situação no Mali. O ministro dos Negócios Estrangeiros francês estimou que “a situação tal como está não pode continuar”. Uma saída que não foi do agrado das autoridades malianas que reformularam Le Drian após seus comentários pela voz de seu colega maliano. "Se uma presença em um determinado momento for considerada contrária aos interesses do Mali, não hesitaremos em nos assumir, mas não estamos lá", alertou Mali.

Este sábado, é a vez da ministra francesa das Forças Armadas falar ao microfone da France Inter para se pronunciar sobre a situação no Mali. O ministro insistiu que a França “não pode ficar no Mali a qualquer preço. "Devemos notar que as condições de nossa intervenção, seja militar, econômica, política, são cada vez mais difíceis", declarou a Sra. Parly que pede a determinação das novas condições de intervenção da França nestes países da África Ocidental. "Todos queremos continuar esta luta, estamos unidos em relação a este objectivo, temos agora de determinar as novas condições", disse o ministro Parly.

fonte: https://lanouvelletribune.info/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo desde que contribua para melhorar este trabalho que é de todos nós.

Um abraço!

Samuel

Total de visualizações de página