Postagem em destaque

Elon Musk pode lançar seu próprio smartphone.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Elon Musk, o homem mais rico do mundo ainda tem um apetite voraz. Ap...

domingo, 30 de outubro de 2022

África: Devemos nos preparar para uma escassez de trigo russo e ucraniano.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...
Com a situação atual na Ucrânia, os países africanos devem a todo custo aprender a viver sem o trigo russo e ucraniano. Como lembrete, mesmo que um acordo tenha sido alcançado entre a Ucrânia e a Rússia sob o impulso do Ocidente para a entrega de trigo, esse acordo acaba de ser quebrado com o ataque de drones sofrido pela frota russa. O país de Vladimir Putin acaba de anunciar a suspensão de sua participação no acordo de cereais após este ataque. Uma situação que mais uma vez revive o debate sobre a entrega de cereais em um mundo no limite. Os países africanos que são os principais consumidores de trigo russo e ucraniano terão, portanto, de encontrar outras soluções para não se encontrarem numa situação complicada. No início da crise ucraniana, vários empresários africanos haviam oferecido alternativas ao trigo na web, por exemplo, oferecendo pão feito com farinha de mandioca ou batata, sem que as autoridades em questão apoiassem esses projetos. Teremos, portanto, que procurar alternativas, pois não faltam no continente negro. O BAD alertou em abril que a África deve se preparar para uma crise alimentar global e que o continente deve aumentar rapidamente sua produção de alimentos. "Não fomos as maiores vítimas da pandemia. Não seremos consequências colaterais da guerra na Ucrânia", declarou Lionel Zinsou, ex-primeiro-ministro do Benin, em junho passado, como forma de encorajamento. Mas nas semanas que se seguiram, os preços do trigo dispararam no mercado internacional e também africano. A guerra na Ucrânia está longe de terminar, é hora de pegar o touro pelos chifres e antecipar uma crise do trigo no continente. fonte: https://lanouvelletribune.info/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo desde que contribua para melhorar este trabalho que é de todos nós.

Um abraço!

Samuel

Total de visualizações de página