Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Ativistas detidos em Cuba. EUA estão "profundamente preocupados".

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Yoani Sanchez e o marido, Reinaldo Escobar, numa foto de arquivo


Yoani Sanchez e o marido, Reinaldo Escobar, numa foto de arquivoFotografia © REUTERS/Desmond Boylan
Duas semanas após sinais de abertura do Presidente Barack Obama ao regime de Raul Castro, autoridades cubanas detiveram pelo menos dez dissidentes que se queriam manifestar.

Os Estados Unidos manifestaram hoje estar "profundamente preocupados" com a detenção, esta terça-feira, de ativistas em Cuba, apenas duas semanas depois do histórico anúncio para a normalização das relações com Havana.
"Estamos profundamente preocupados com as mais recentes informações de detenções por parte das autoridades cubanas de pacíficos membros da sociedade civil e ativistas", indicou o Departamento de Estado norte-americano em comunicado.
As autoridades terão detido ou mantido em casa vários dissidentes, na terça-feira, incluindo a artista Tania Bruguera,que convocou uma atividade pública para os cubanos expressarem pacificamente as suas ideias sobre o futuro na Praça da Revolução.
Elizardo Sanchez, porta-voz dos dissidentes, afirmou que foi confirmado que dez pessoas foram detidas ou mantidas sob prisão domiciliária, mas que esse número poderá ser mais elevado.
"Condenamos veementemente o contínuo assédio e repetido recurso à detenção arbitrária, às vezes com violência, para silenciar os críticos, interromper a reunião pacífica e a liberdade de expressão e intimidar os cidadãos por parte do governo cubano", referiu a diplomacia norte-americana, citada pelas agências internacionais.
A iniciativa de Tania Bruguera, que não contava com autorização oficial, não se chegou a realizar face à ausência da própria artista, cujo telefone está fora de serviço há várias horas, e que também poderá ter sido detida, segundo a Efe.
A ideia era instalar um microfone na célebre praça, para que qualquer pessoa pudesse falar durante um minuto, sem, contudo, "apelar para a violência, a discriminação, atentados à integridade das pessoas, ações ilegais ou ações violentas que perturbem a ordem pública".
"A 'obra' será um ato artístico que permita aos cubanos darem voz às questões que os preocupam", explicou na véspera Tania Bruguera, de 46 anos, que vive entre Cuba, França e Estados Unidos e que chegou na passada sexta-feira a Havana.
Deborah Bruguera, irmã de Tania, lançou um "apelo urgente" à comunidade nacional e internacional para que exijam ao Governo de Cuba que informe do paradeiro e da situação atual da artista, numa declaração que lhe é atribuída pela plataforma "Eu também exijo" na rede social Facebook, escreve a agência noticiosa espanhola.
Segundo esse comunicado, Deborah Bruguera recebeu a confirmação, de "fontes fiáveis" de que "Tania foi detida na sua residência às 10:00 (hora local) de dia 30 de dezembro".
No mesmo dia em que se ia realizar a atividade foram detidos o editor do jornal digital independente 14ymedio, Reinaldo Escobar, marido da 'bloguer' Yoani Sánchez, bem como membros da redação desse diário, como Víctor Ariel González, Claudio Fuentes, e o ativista Eliécer Ávila, segundo disse Luz Escobar, filha de Reinaldo à agência noticiosa espanhola Efe.
A Praça da Revolução é um dos lugares mais emblemáticos de Havana.
Alberga as sedes do Governo e do Comité Central do Partido Comunista e o ministério das Forças Armadas e é o palco tradicional das manifestações organizadas pelas autoridades. Qualquer outro tipo de concentração é totalmente proibido.

#dn.pt

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Gâmbia: pelo menos três pessoas mortas, incluindo o suposto mentor do golpe fracassado contra Jammeh.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Le président gambien Yahya Jammeh à Paris.
O presidente gambiano Yahya Jammeh em Paris. © AFP

Pelo menos três pessoas foram mortas, nesta terça-feira, na Gambia, durante a tentativa fracassada de golpe de Estado contra o presidente Yahya Jammeh, que estava ausente do país.
O exército gambiano - permanecente leal ao presidente Yahya Jammeh - matou nesta terça-feira três dos autores do golpe de Estado perpetrado no início do dia, notadamente o suposto mentor do golpe. De acordo com um oficial, que seria um desertor. "Os golpistas visavam o palácio presidencial, enquanto o presidente Jammeh estava fora do país e foram repelidos pelo exército. Eles eram comandados por um ex-capitão chamado Lamin Sanneh", disse o oficial a AFP sob condição de anonimato.

Falhou tentativa de golpe contra Jammeh
"Três dos golpista foram mortos, entre os quais o ex-capitão de nome Lamin Sanneh". Outro foi capturado na cena do crime. Ele foi entregue a NIA (Agência Nacional de Inteligência) para interrogatórios. Ele está em suas mãos", disse o oficial.
Segundo ele, Lamin Sanneh veio para atacar a presidência com seis soldados fortemente armados. Eles chegaram de piroga da Marinha para atacar o palácio, localizado na corno da capital gambiana. Ele não especificou se as forças leais ao presidente Jammeh sofreram perdas durante o ataque.
Um diplomata gambiano também relatou de que três golpista foram mortos, mas só falou de dois prisioneiros. "Pelo que eu já tive essa informação, há três atacantes mortos e dois capturados pelo exército", disse ele, acrescentando que não tinha saldo do exército.


(Com AFP)

Gâmbia: Mais notícias sobre tentativa de golpe de Estado falhada na ausência do Presidente.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Le président gambien Yahya Jammeh.
O presidente gambiano Yahya Jammeh© AFP


Uma tentativa de golpe terminou em fracasso nesta terça-feira, na Gâmbia. Enquanto o presidente Yahya Jammeh está fora do país, os homens armados teriam atacado o palácio presidencial antes de serem dominados por soldados leais ao poder, de acordo com a AFP.

Os soldados gambianos atacaram esta madrugada o palácio presidencial em Banjul e foram reprimidos por soldados leais ao presidente na ausência dele da Gâmbia. O Presidente Yahya Jammeh está em visita privada no exterior, de acordo com uma fonte diplomática consultada pela AFP e de acordo com os habitantes.

Em Banjul, os militares e policiais foram mobilizados nas ruas esvaziadas de habitantes. As patrulhas militares convidaram as pessoas para se acalmarem e ficarem em suas casas. A Rádio Nacional foi desligada por algumas horas, mas começou a emitir novamente nesta terça-feira, pouco antes das 11:00, hora local (e de Brasília), espalhando os seus programas habituais.

"A polícia e o exército controlam (atualmente) a situação totalmente", disse à AFP um oficial do exército, sem mais detalhes. Os resultados dessa violência permanecem ainda desconhecidos, mas os membros no seio da diáspora gambiana, disseram que a região que foi classificada como lugar onde ocorreram mortos e feridos.

"Os membros das forças armadas da Gâmbia teriam sido envolvidos em grande troca de tiros por volta de 3:00h", disse uma fonte militar, sem especificar o seu número ou unidades em questão. A fonte disse que os atacantes queriam derrubar o regime de Yahya Jammeh.

A guarda presidencial envolvida?
Um diplomata gambiano que trabalha como de costume em um seu posto, em um país Africano, disse que foi nesta terça-feira, em Banjul, que foi confirmado o ataque. "O palácio presidencial foi atacado no início desta manhã, por volta de 03:00h, por homens armados, alguns dos quais são da mesma guarda presidencial. Mas esta manhã de onde eu vos falo, a situação está sob controle. Além disso, eu estou no caminho para o meu trabalho ", disse o diplomata.

"Segundo nos informaram, houve uma tentativa de golpe, na noite passada, na qual teriam tomado parte elementos da guarda presidencial", explicou igualmente uma fonte ocidental na região. "A tentativa de golpe pôs em cheque, os militares favoráveis ao presidente que tomaram conta da situação", disse ele, afirmado que acompanha de perto a evolução.

Estes eventos ocorreram na ausência do Presidente Jammeh do país que, de acordo com uma fonte oficial gambiana, ele realizaria este último fim de semana uma visita privada para Qatar, por tempo indeterminado. De acordo com outras fontes não gambianas, o chefe de Estado faria uma visita privada à França.

Yahya Jammeh chegou ao poder em 22 de julho de 1994, após um golpe de Estado contra Dawda Jawara, que liderou a Gâmbia desde a independência. Eleito pela primeira vez em 1996, em uma eleição contestada, ele sofreu várias tentativas para o derrubar e permanece sob o fogo dos críticos internacionais por causa de restrições à liberdade de expressão e de violações dos direitos humanos.

(Com AFP)



Gâmbia sofre tentativa de golpe de estado durante ausência do presidente.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Presidente Yahya Jammeh

Uma tentativa de golpe de estado na Gâmbia gerou o caos na capital do país, Banjul, depois que um grupo de soldados aproveitou a ausência do presidente, Yahya Jammeh, para atacar vários edifícios governamentais, segundo informou nesta terça-feira a imprensa local.
Os militares atacaram durante a madrugada o Palácio Presidencial de Banjul e um quartel militar na ponte de Denton, que conecta a cidade com o resto do país, além de outras instalações da cidade, segundo o jornal local "Freedom Newspaper".
A mesma publicação informa que, durante os combates posteriores ao ataque do Palácio Presidencial, pelo menos cinco soldados rebeldes morreram, entre eles o suposto líder do golpe, o tenente-coronel Lamin Sanneh, um antigo líder da guarda presidencial.
Além da explosão do golpe de estado, nenhuma informação pôde ser confirmada até o momento porque nem o governo nem os militares golpistas se pronunciaram a respeito da situação.
A Agência de Imprensa Africana informou no domingo que Yahya Jammeh havia viajado à França com uma ampla delegação governamental para se reunir com o presidente francês, François Hollande. Os militares aproveitaram a ocasião para tentar aplicar o golpe.
Nascido em 1965, Yahya Jammeh chegou ao poder em 1994, aos 29 anos, após um golpe de estado de características muito similares ao atual e no qual praticamente não encontrou resistência.
Desde então, Jammeh ganhou quatro eleições multipartidárias consecutivas, sendo a última em 2011, quando conseguiu um apoio superior a 70%, embora as autoridades regionais da Comunidade Econômica de Estado de África Ocidental (Ecowas) discordem dos resultados.
Em julho de 2010, sete pessoas, entre elas o então chefe do Estado-Maior, o tenente-general Lang Tombong Tamba, foram condenadas à morte por organizar um golpe de estado. No fim de 2012, no entanto, a pena foi substituída pela prisão perpétua.

#gazetadopovo.com.br


segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

BURKINA FASO: ASSEMBLEIA NACIONAL - AÇÃO DE CIDADANIA PARA RECONSTRUÇÃO DE UM PARLAMENTO.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Uma  Comissão de iniciativa de cidadãos conduzirá o projeto de reconstrução da Assembleia Nacional, que em parte ficou destruído por chamas em 30 de outubro de 2014, por causa da vontade do Presidente de modificar o artigo 37 da Constituição da Vª República. Além da nova sede do Parlamento que será erguida, um museu também será construído para marcar o dia que estará para sempre na memória coletiva da insurreição de 30 e 31 de Outubro de 2014. Uma conferência de imprensa foi realizada para o efeito no sábado, 27 de dezembro de 2014 no centro de imprensa Norbert Zongo.
Assemblée nationale : Action citoyenne pour la reconstruction  d’un Parlement

A Assembleia Nacional, localizada na Avenida da Independência, encontra-se em um estado sepulcral desde a fúria desses homens e mulheres que saíram maciçamente no dia 30 de outubro de 2014 para se opor à caducidade do regime de Compaoré que tentava alterar o artigo 37 da Constituição de 11 de Junho de 1991. Desde então, e como outros edifícios públicos e privados, nada foi decidido pelas autoridades da transição. Enquanto isso, os homens e mulheres de boa vontade têm amadurecido o pensamento para reconstruir o edifício através de uma contribuição de cidadãos. Presidido por Luc Marius Ibriga, o Comitê é apoiado por um grupo de uma dúzia de membros da sociedade civil (no quadro, não exposto aqui...). A iniciativa de transformar o prédio em um museu, que foi a sede do Parlamento até a insurreição, em 30 e 31 de outubro de 2014, como proposto por Prof. Ibriga, é para marcar a renovação da democracia Burkinabé. "Isso é para manter as cicatrizes dessa violência transformadora e para marcar a consciência nacional, que será um lugar de memória e testemunho da mensagem do povo soberano e a demanda do cidadão para o respeito da sua vontade, da democracia e da liberdade. Este seria o símbolo de uma era banida para sempre ", disse ele. O novo Parlamento será um complexo integrado com a nova sede da Câmara e um museu sobre as ruínas da antiga, de acordo com os iniciadores. Termos de financiamento? Segundo o professor, a construção da nova sede do Parlamento deve ser através dos esforços de governos e instituições públicas, e o museu por um apoio popular de importância nacional. "O esforço nacional de reconstrução deve ser orientado e apoiado por todos os governantes e líderes em primeiro lugar. Seria inaceitável o fato de que as pessoas continuam a pagar as contas do governo transformadas em luxúria e má gestão. As bases da comissão e a legitimidade das pessoas que procuram o financiamento para projecto  do museu, é este requisito que alinha-se ao estilo de vida permanente do Estado sobre a situação real do país ", disse o Prof. Na data da conferência de imprensa, as disposições práticas para a busca de financiamento não foram determinadas, mas a iniciativa da comissão já ligou e já confirmou a boa vontade de todos para a realização do projeto.

Nas próximas edições, vamos publicar na íntegra o documento relevante.


Por: Lassane Ouedraogo

#l´observateur.bf


GUINÉ-CONACRY: PRESIDENTE ALPHA CONDÉ NAS ‘’INTERNATIONALES’’ - A RADIOSCOPIA DE UMA ENTREVISTA PRESIDENCIAL.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

No último domingo, o presidente Alpha Conde estava no show da emissão '' International '' da RFI, TV5 Monde e Le Monde. Principalmente focado sobre a epidemia de Ebola que afecta o país há quase um ano, o show também permitiu que o chefe de Estado falasse sobre outros assuntos tanto da política nacional e estrangeira.


Sobre a epidemia do vírus Ebola, o Presidente Alpha Conde manteve-se fiel ao que ele disse, desde o início da doença. Rejeitando acusações de negligência que o governo teria tido no que diz respeito à epidemia, o que o chefe de Estado diria mais tarde que a doença era desconhecida pelos Guineenses. Com tato e moderação, mesmo com uma nova ponderação, ele denunciouo  atraso na mobilização da comunidade internacional. Sobre a questão do isolamento da Guiné pelos países africanos, revelou-se menos veemente em relação as entrevistas em suas viagens recentes. Ele está apenas feliz porque grandes personalidades, notadamente, François Hollande ajudou a melhorar a forma possível de quebrar esse isolamento.

Contradição e risco de contradições

O verdadeiro anúncio do chefe de Estado é o seu compromisso com realização de eleições presidenciais em 2015. A priori, a oposição nos últimos tempos, suspeita de que o chefe de Estado está a querer explorar o Ebola para adiar as eleições, que ele teme o resultado, pode-se alegrar. No entanto, da parte do próprio Presidente Alpha Condé, ele mesmo, com o compromisso mais categórico de realizar eleições em 2015 eleva-se a uma contradição.
Com efeito, recorde-se que, durante a sua última conferência de imprensa, o mesmo presidente afirmou que sua prioridade é a luta contra o Ebola! As coisas, teriam elas mudadas depois? Não fundamentalmente em todo caso. Com as novas casas que pululam e se multiplicam novos casos, o fim da epidemia não é para amanhã. A situação que prevalece no terreno deixa mesmo crêr que, o presidente Alpha Conde assume grandes riscos, anunciando com alguma confiança de que as eleições seriam realizadas durante o ano que se inicia.

É particularmente evidente que o movimento vai se acalmar daqui para outubro? Mesmo que a epidemia venha a ser controlada dentro de 3 a 5 próximos meses, o país teria tempo, então suficiente para resolver as muitas contradições que cercam o processo eleitoral? O presidente estaria certamente mais sensato a ser mais sutil sobre esta questão.

Argumentos presidenciais bastante questionáveis

Sabatinado, ele também deve estar despoto a responder sobre a questão do correspondente da RFI na Guiné, Mouctar Bah. Como se ele não tivesse interesse algum em acreditar na idéia de que, na realidade, é ele que é a base do bloqueio. Agora, esta é exatamente a sensação que se tem depois de seguir esta entrevista. A isto se soma o fato de que os argumentos do Presidente Alpha Condé são todos menos sólidos. Em primeiro lugar, fez questão de destacar o fato de que, à imagem da BBC, RFI não deve ter "dez correspondentes" na Guiné. Segurando tenazmente a essa linha de defesa, ele não quis ouvir a nossa colega, Sophie Malibeaux, quando esta tentou dizer-lhe que, em alguns países africanos, a Rádio Mundial tem dois correspondentes.
No entanto, a realidade é que notadamente, em Abidjan, Dakar e Bamako a Rfi tem um correspondente principal e um "secundário". O segundo argumento do presidente Alpha Condé consistiu na evocação de um compromisso com a  RFI  que teria tomado há dois anos em favor de substituir Mouctar Bah, por um jornalista não-guineense. Yves Rocle, Adjunto da Diretora responsável pela Informações da África, disse que nós estamos unidos a essa categoria, é categórico: "Nunca foi sobre a substituição de Mouctar Bah." Ele acrescenta: " Sidi Yansané foi contratado para dar '' apoio '' e não para substituir Mouctar Bah." Além disso, qual é o interesse do Presidente Alpha Condé de querer um correspondente cuja especificidade é que '' não seja guineense ''?

Alpha Condé, Hollandophile!

O Presidente Alpha Condé também falou sobre questões de política externa. Ele aproveitou a oportunidade para reafirmar seus fortes laços com o presidente François Hollande. É assim que ele faz crêr, que a intervenção deste último no Mali não deve, de modo algum, ser equiparada com Françafrique. É, antes, a consequência do fracasso de líderes africanos, eles próprios.

Bastante corajosa a intevenção do presidente guineense. Só que quando é perguntado o que ele acha da mudança constitucional na África, ele não demonstrou a mesma coragem. Proferiu na linguagem da madeira, ele disse não ter algum conselho para os outros líderes. Por contras, ele acha que é o direito de François Hollande de dar o seu parecer sobre as mesmas emendas constitucionais.
Da mesma forma, sobre a questão do caos na Líbia, é daqueles que acreditam que "o Ocidente tem de prestar o serviço pós-venda." Aqui, também, em termos de François Hollande, Alpha Condé acha que ele herdou uma situação difícil resultante de um acto feito por seu antecessor.

Por: Boubacar BARRY Sanso GCI © 2014 GuineeConakry.info

#guineeconacry.info

Senegal: Em uma visita esta manhã a Guiné-Conakry - Awa Marie Coll-Seck em missão recomendada por Condé.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


A Ministra da Saúde e Ação Social - Awa Marie Coll-Seck

A Ministra da Saúde e Ação Social foi esta manhã a Guiné-Conacry por instrução do presidente Macky Sall, no sentido de harmonização a resposta contra o vírus Ebola entre os dois países, mas também a nível sub-regional.

Este é mais um sinal de diminuição das tensões entre Dakar-Conakry. A Ministra da Saúde e Ação Social vai ser recebida esta manhã em Conakry, no quadro da resposta sub-regional para a doença do vírus Ebola. Sob "instrução" do Presidente da República, Awa Marie Coll-Seck estará no Palácio Presidencial, em Conakry, onde será recebida pelo Presidente Alpha Condé com quem ela vai falar sobre a epidemia e, claro, sobre o "mal-entendido" entre os dois países, que nasceu da decisão do Senegal fechar suas fronteiras por causa da proliferação do vírus na Guiné.

As informações coletadas pelo Diário junto de uma viagem turbilhada da ministra de Saúde, seria de que a viagem visa apenas entabulação de uma conversar com as autoridades guineenses sobre condições de fronteiras terrestres reabertas entre os dois países. Mais de um mês após a reabertura, os atrasos na reabetura das fronteiras aéreas e portuárias são observadas em relação a fronteiras terrestres. Isto porque, na realidade, esta reabertura não é tão fácil como se pensa. É necessário que os dois países cheguem a um acordo sobre uma estratégia de resposta comum, com o apoio do reforço do dispositivo de prevenção nas fronteiras.

Nossas fontes revelam que a cooperação guineense é importante e é esperado para ter uma "harmonização perfeita" de intervenções em áreas de risco. O lado senegalês também estaria pronto para reforçar o seu apoio médico para a Guiné, que está em fase da curva de diminuição da contaminação da doença. Vários surtos da doença foram neutralizados e o Senegal estaria pronto para colocar seus conhecimentos à disposição da Guiné para melhor circunsescrever o mal.
Em suma, ela ( a visita) será muito mais uma questão de resposta sub-regional e todas as indicações são de que ambos os países concordam com um calendário relativo a reabertura das fronteitras das pistas terrestres.

#seneweb.com


BRASIL: NEYMAR RETROSPETIVA - 12 postagens recuperam o ano de 2014 do craque.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Neymar (Crédito: Reprodução do Instagram pessoal)

Neymar pode facilmente ter sua vida contada através das redes sociais. Cada postagem, um momento de dor, reflexão ou vibração em relação à sua vida. O ano de 2014 não foi diferente. Da lesão na Copa do Mundo à exaltação dos catalães ao "Super Neymar", o jogador relatou sua história. Em 12 momentos do Instagram, o GloboEsporte.com recuperou mês a mês os 365 dias de alegrias, tristezas e realizações do craque brasileiro. Os corações - em vermelho ou cinza - contam os saldos positivo e negativo para o craque, que ainda pretende elevar o Brasil ainda mais ao alto com seu nome.

Header Neymar Jr - Janeiro (Foto: globoesporte.com)
Neymar Janeiro (Foto: Instagram)Neymar começa o ano com lesão (Foto: Instagram)
"2014 ... Vamo que vamo #workhard"
O ano começava com grande expectativa para Neymar. Com uma Copa do Mundo pela frente, o jogador voltou aos treinos pelo Barcelona no dia 2 de janeiro. Ainda no mesmo mês, esteve em Zurique, na Suíça, para concorrer ao prêmio de gol mais bonito do ano de 2013, mas acabou perdendo para Ibrahimovic. Um pouco depois, sofreu uma lesão no tornozelo.


Header Neymar Jr - Fevereiro (Foto: globoesporte.com)


Neymar Fevereiro (Foto: Instagram)Neymar volta aos treinos (Foto: Instagram)

Demorou, mas chegou .... Muito feliz por voltar a treinar com meus companheiros !!!"

Fevereiro foi um mês de retorno. Recuperado do problema no tornozelo sofrido em 16 de janeiro diante do Getafe, que o fez até mesmo andar com muletas, Neymar voltou aos treinos pelo Barça no dia 11 de fevereiro. Em seguida, já integrou a delegação na partida diante do Real Sociedad. Com a vitória de 2 a 1, o time catalão chegou à decisão da Copa do Rei. Se na vida profissional a fase era de festejos, na pessoal, ele deixava claro que o relacionamento com Bruna Marquezine já não andava bem. No dia dosnamorados na Espanha, 14 de fevereiro, ele chegou a postar: "Valentine's day ! #Fail kkkkkkk".

Header Neymar Jr - Março (Foto: globoesporte.com)

Neymar Março (Foto: Instagram)Neymar usa máscara de carnaval (Foto: Instagram)
"Partiu #camarote #Sapucai #TALVEEEEEZZZZZ HAHAHA"

Carnaval? Nada feito para Neymar. O jogador seguiu no dia 3 de março para Joanesburgo, onde a Seleção venceu a África do Sul, no dia 5, por 5 a 0, no Soccer City. Começava ali, a preparação para o Mundial: com três gols de Neymar e um show em campo. No Barcelona, a fase não era das melhores. Criticado por parte da imprensa espanhola, ele chegou a figurar no banco. Assistiu à goleada de 7 a 0 do time diante do Osasuna, dia 16, e o recorde de Messi - chegou aos 371 gols e tornou-se o maior artilheiro do clube.
Header Neymar Jr - Abril (Foto: globoesporte.com)
Neymar Abril (Foto: Instagram)Neymar com o filho na campanha (Foto: Instagram)


"#somostodosmacacos #weareallmonkeys #somostodosmonos #totssommonos"
O mês foi de nova lesão para Neymar. O jogador sofreu um problema no quarto metatarso do pé esquerdo durante a derrota para o Real Madrid na final da Copa do Rei em 16 de abril. 

No dia 27 de abril, Daniel Alves teve uma banana lançada em sua direção diante do Villarreal e abriu os olhos do mundo para o racismo. Neymar logo foi às redes sociais manifestar apoio ao amigo e lançou a hashtag #somostodosmacacos. No mesmo mês, dois dias antes, ele viveu o luto pela morte de Tito Vilanova, ex-treinador do Barça falecido em decorrência de um câncer. 

Header Neymar Jr - Maio (Foto: globoesporte.com)
Neymar Maio (Foto: Instagram)Neymar viaja a SP (Foto: Instagram)
"Partiuuuuu Sp com papai !!! Brasa ai vou eu .... #saudadedecasa #saudadedafamilia #saudadedosamigos"

Começava a preparação à Copa do Mundo. No dia 18 de maio, Neymar pegava o avião em Barcelona rumo a São Paulo. Dali, aproveitaria alguns dias de férias. O deslocamento para a Granja Comary, em Teresópolis, ocorreu no final do mês. O clima era o melhor possível. E Neymar tratava de mostrar a habilidade já nos treinamentos. 

Header Neymar Jr - junho (Foto: globoesporte.com)


Neymar Junho (Foto: Instagram)Neymar manda men(Foto: Instagram)
"Obrigado por fazer parte desse momento, desse grande sonho que estou realizando !! Hoje foi uma dia praticamente perfeito ... Só faltou te ver kkkk Feliz dia dos namorados meu amor !!! Te amo, preta"

Estreia na Copa do Mundo. Alegria. Neymar começava já provando que poderia liderar, sim, a Seleção a um grande destino no Mundial. Foram dois gols contra Croácia e dois diante de Camarões. Até mesmo seu clube, o Barça, à distância, vibrava com o momento do craque. No site oficial, o time culé estampava: "Mais perto dos mitos do futebol brasileiro". No coração, ainda a atriz Bruna Marquezine. De longe, concentrado, ele não esqueceu de desejar um feliz dia dos namorados.
Header Neymar Jr - Julho (Foto: globoesporte.com)
Neymar Julho (Foto: Instagram)Neymar Julho (Foto: Instagram)


Obrigado a tudo e a todos !! E O SONHO CONTINUA"

Dia 4 de julho. Fortaleza. Ali, a Copa do Mundo acabava para Neymar. Uma joelhada nas costas dada pelo zagueiro Zuñiga tirou o craque brasileiro da competição. A comoção foi geral. A classificação às semifinais chegou mesmo sem o atacante em campo. Ele, com o rosto coberto, era deslocado de maca no avião de retorno da Seleção ao Rio de Janeiro. O choro de dor batia na alma de cada brasileiro. Um mês para ser esquecido, curado. Sem o jogador, veio o 7 a 1 diante da Alemanha, no Mineirão. Neymar não se entregou: "O sonho continua". Naquele momento, ele dava a largada para o Mundial de 2018.

Header Neymar Jr - Agosto (Foto: globoesporte.com)

Neymar Agosto (Foto: Instagram)Neymar retorna aos gramados (Foto: Instagram)


"Muito Feliz de voltar a desfrutar em campo com meus companheiros ... Obrigado por tudo meu Deus !!!!"

Foi um mês de opostos. Enquanto na vida pessoal, Neymar terminava o namoro com Bruna Marquezine, em campo, ele era saudado pelo retorno aos gramados. A data foi marcante: 18 de agosto. Ele voltava após mais de um mês ausente. E não poderia ser melhor: dois gols na goleada de 6 a 0 diante do Léon, um deles de calcanhar, em partida pelo Troféu Joan Gamper. 

Os elogios voltaram. Os jornais espanhóis exaltaram a parceria que começava a ser afinada: "NeyMessi". O técnico Luis Enrique saudou a conexão que os dois já mostravam. 
Header Neymar Jr - Setembro (Foto: globoesporte.com)

Neymar Setembro (Foto: Instagram)Neymar com os colegas de Seleção (Foto: Instagram)


"Voltando pra casaaaa .... Partiuuuu"

Neymar seguia dando frutos ao Barcelona ao lado de Messi. Mas foi pela Seleção que ele teve um confronto de recordações. Em 5 de setembro, o Brasil enfrentou novamente a Colômbia em amistoso. Qual seria a reação do craque ao ver novamente Zuñiga, em Miami? Alguém tinha dúvidas? Um golaço. O atacante definiu em cobrança de falta a vitória por 1 a 0 diante dos adversários.

No retorno ao Barça, nada de seca. Ele assegurou logo três gols diante do Granada na vitória por 6 a 0. A imprensa espanhola vibrava com a forma física do brasileiro e passava a referir-se a ele como "touro".

Header Neymar Jr - Outubro (Foto: globoesporte.com)
Neymar Outubro (Foto: Instagram)Neymar na conquista do Superclassico das Américas (Foto: Instagram)



"Parabéns rapaziadaaaaa !!!!"

O mês foi de mais uma conquista para Neymar. Líder técnico da Seleção, ele também recebeu mais uma missão. Passava a ser o capitão da equipe canarinho em confirmação dada por Dunga. Em campo, o atacante provou que merecia. Em mais um amistoso com o Brasil, o atleta marcou nada menos do que os quatro gols na vitória por 4 a 0 diante do Japão, no dia 14. A "vingança" chegou alguns dias depois de perder gols na conquista do título do Superclássico das Américas, diante da Argentina, em Pequim, e não conseguir deixar sua marca no placar de 2 a 0.

Os gols nas partidas com a equipe de Dunga ainda transformaram Neymar em recorde. Ele foi o oitavo jogador da história da Seleção a marcar quatro gols em um mesmo jogo, conseguindo igualar-se a Ademir de Menezes, Zizinho, Julinho Botelho, Careca, Romário e Zico.
Header Neymar Jr - Novembro (Foto: globoesporte.com)
Neymar Novembro (Foto: Instagram)Neymar agradece carinho dos turcos (Foto: Instagram)




 "Obrigado Turquia pelo carinho, até a próxima"

O mês começava com novo show. Neymar marcou dois gols pelo Brasil diante da Turquia na vitória de 4 a 0,  no Sükrü Saracoglu Stadium, em Istambul. Chamado de "Super Neymar", ele dava dicas que encerraria o ano com chave de ouro depois de uma Copa com um final triste. Chegou a ser ovacionado pelos donos casa logo depois do amistoso. 

No Barça, o rei das assistências. Dia 22, diante do Sevilla, ele serviu de parceiro para que Messi marcasse três gols e ainda garantiu o seu na vitória por 4 a 1. Como prêmio, Neymar acabou sendo indicado entre os atacantes finalistas para a seleção do ano da Fifa.
Header Neymar Jr - Dezembro (Foto: globoesporte.com)
Neymar Dezembro (Foto: Instagram)Neymar com o filho (Foto: Instagram)


"FELIZ NATAL"

O mês do Papai Noel começou com um belo presente de Neymar para a torcida do Barcelona. Com o tridente em alta, o brasileiro marcou na vitória de 3 a 1 diante do PSG na Liga dos Campeões, assim como os companheiros Messi e Suárez. O resultado garantiu o primeiro lugar no Grupo F da disputa. 

Após um ano tão dourado, a recompensa. Os jornais catalães já estampavam que o Barça deseja ampliar o vínculo com o atacante até 2022 e colocar o jogador entre os mais bem pagos do clube. Negócios à parte, ele finalmente recebeu a folga de final de ano. Encerrando um ano de tantas conquistas, assegurou mais uma. Um golaço para fechar 2014. Inaugurou o Instituto Neymar, em Praia Grande, litoral paulista, para assegurar assistência aos mais necessitados.


#g1.globo.com

domingo, 28 de dezembro de 2014

Rússia: Obama - Cúmulo da estupidez, ou cúmulo do autoengano?

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Obama: Cúmulo da estupidez, ou cúmulo do autoengano?. 21335.jpeg

"Afinal, esses 50 anos mostraram que isolamento não funcionou. É hora de nova abordagem. (...) Absolutamente não acredito que podemos continuar a fazer a mesma coisa durante cinco décadas e esperar resultado diferente. Além do mais, não serve aos interesses dos EUA nem do povo cubano, tentar empurrar Cuba para o colapso. Ainda que funcionasse - e não funcionou durante 50 anos - sabemos por nossa dura experiência que é mais provável que países usufruam de transformações duradouras, se o povo não é submetido ao caos." (sic)

Ouvindo o discurso de Obama sobre Cuba, chamou-me a atenção a seguinte passagem:
É. É quantidade im-pre-s-si-o-nan-te de banalidades e tolices. Ok, mas, entenderam bem? Obama admite que 50 anos de sanções e tentativas para isolar uma pequena ilha ali, no litoral da Flórida,deram em nada. 

E então, na sequência, Obama 'anuncia' que imporá mais sanções contra a Rússia, o maior país, em território, do planeta, e que isolará a Rússia, e que fará e acontecerá contra a Rússia... mesmo sabendo que a Rússia tem hoje pleno acesso à maior economia do planeta?!

O cúmulo da estupidez? Ou o cúmulo do autoengano?
#pravda.ru

sábado, 27 de dezembro de 2014

Senegal: Ensino superior - A Lei sobre as universidades públicas, em conformidade com as novas diretrizes do governo.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



O Projeto de Lei nº 18/2014 relativo às universidades públicas no Senegal foi aprovada, ontem, pela Assembleia Nacional. Através das inovações, notadamente na gestão, este novo texto permite harmonizar a organização, o funcionamento das universidades e promover uma parceria entre as universidades e as empresas.
As universidades públicas senegalesas passam a ser regidos por um novo texto, ou seja, a Lei nº 18/2014. O último foi ontem aprovado pela Assembleia Nacional. Ele faculta as orientações e novas missões que o governo quer dar ao ensino superior. Que sofreu, de acordo com o ministro, a falta de um quadro legislativo e regulamentar unificada levou a disparidades e incoerências na governança institucional e acadêmica do sistema universitário.
O Ministro da Educação Superior e Pesquisa, Mary Teuw Niane, explicou que o novo texto visa harmonizar a organização e funcionamento das universidades, através da introdução de inovações na gestão, por um lado e, por outro, promover uma parceria dinâmica entre universidades e indústria através de uma melhor abertura para o mundo do trabalho.
Esta opção é no entanto mais justificada tanto é que, depois dele, o Governo do Senegal quer fazer da educação superior e da pesquisa uma das suas principais prioridades com base na qualidade dos recursos humanos e de um diploma universitário alargado. "Em um mundo caracterizado pela economia do saber, dispôr de recursos humanos bem treinados e altamente qualificados é uma garantia para o desenvolvimento sustentável. Porque é estabelecido que a educação no ensino geral e superior em particular, são os principais determinantes do crescimento económico, a competitividade no mercado mundial, a revitalização socio-económica e melhoria da qualidade de vida das populações ", disse o Pr. Niane.

Os melhores graduados receberão uma bolsa de estudos de 60 mil francos CFA por mês
No âmbito da reforma, a política de bolsas foi revisada com subsídios para incentivar os melhores graduados. Dentro dessa ótica, os bacharéis teriam como qualificação "Muito Bom" ou "Bom", para aqueles que ficam no Senegal, receberão uma bolsa de estudos, o valor foi fixado em 50 mil francos CFA. Com o apoio dos deputados essa soma ficou para ser revista para um valor acima, o Ministério de Ensino Superior decidiu subi-lo para 60 mil francos CFA, o mesmo se destina para Mestrandos.

No entanto, Mary Teuw Niane disse que todos os outros estudantes que não têm esse conhecimento e beneficiarão de bolsa como de costume que é de 36.000 francos CFA, ou 18 mil francos CFA. Para graduados que vão para o exterior, em especial das melhores escolas participarão os melhores estudantes do país, estes para onde forem contemplados, eles recebem uma bolsa de estudos de Excelência de € 650, mais de 420 mil francos CFA.
Além disso, o ministro declarou que este ano, temos 15.653 novas bolsas para bacharéis. Quanto as novas atribuições, que dizem respeito àqueles que não tinha bolsa de estudos e devem receber este ano, como os bem sucedidos, eles são em número de 9836. Em relação às reavaliações, ou seja, os estudantes que tiveram meia-bolsa no ano passado e vão receber este anos uma bolsa de estudos integral, são no total 11.844. Quanto aos bolsistas anuais eles são em número de 28.909 para este ano, correspondendo um aumento de 10 bilhões de francos CFA, informou o Sr. Niane.

FACULDADE DE MEDICINA: "Não há alguma correlação entre a questão orientada e a destituição do reitor", diz Mary Teuw Niane

O ministro do Ensino Superior não escapou às perguntas dos deputados sobre a situação atual na Faculdade de Medicina, incluindo a orientação de 1100 formandos e demissão de Dean Abdarahmane Dia. O Pr. Niane insistiu que estas duas questões são diferentes. Em relação à orientação dos formandos, ele garantiu que isso foi devido a problemas internos na UCAD. Mas, depois de consultas com todas as partes interessadas, foi encontrada uma solução.
A Faculdade de Medicina receberá exatamente o número de diplomados que havia solicitado, ou seja 645 estudantes. O resto dos 1.100 recém-formados  que foram orientados nesta Faculdade serão repassados a outras instituições que formam quadros de medicina tanto no público como no privado.

Em relação à demissão do director da Faculdade de Medicina, o ministro da Educação Superior e da Pesquisa, rebateu que desde que o governo assinou o programa de governança e de financiamento do ensino superior com base nos resultados, há todo um programa de modernização, de racionalização e de reforço da eficácia na governação dos estabelecimentos de ensino superior. É neste sentido que muitas auditorias foram lançadas e foram feitas recomendações. Para a Faculdade de Medicina, a auditoria observou que houve uma forte suspeita de peculato e recomendou o encaminhamento para o tribunal. "Quando nós temos duas situações como estas, a coisa mais simples é remover a pessoa ou as pessoas especificamente referidas pela auditoria.
Esses últimos foram intimados a responder, porque eles tinham o relatório provisório. Eles fizeram suas observações, que foram incorporadas no relatório final. É neste sentido que a decisão de revogação de Dean foi tomada ", disse Mary Teuw Niane.


Por: Ibrahima Thiam Elhadji

# seneweb.com


BURKINA FASO: PONTO DA IMPRENSA SOBRE O GOVERNO - AVALIAÇÃO DE UM MÊS DE TRANSIÇÃO.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Point de presse gouvernemental : Bilan d'un mois de Transition

Agora, a famosa conferência de imprensa semanal do governo torna-se mensal com a transição e que agora é chamada de « Face à la presse ». Ele se refere a designação dos órgãos de Transição. Para começar, quarta-feira, 24 de dezembro de 2014, são os ministros da Comunicação; Frédéric Nikiema; da Administração Territorial Descentralização e Segurança, Auguste Denise Barry; Indústria, Comércio e Artesanato; Hyppolite Dah, e da Habitação e Desenvolvimento Urbano; René Bagoro que estavam de frente para a imprensa para explicar problemas de gravação.
Para o ministro da Comunicação, Frédéric Nikiema, esta primeira edição de "Face à la presse" entende-se como a nomeação dos órgãos da transição com o povo, através dos meios de comunicação, por dever de responsabilidade. É um quadro que tem como objetivo fornecer informações, mas também para recolher as preocupações do povo por seu envolvimento na implementação efectiva da transição. Desde a formação do governo, várias ações foram realizadas para atender às aspirações profundas do povo e, especialmente, selando, ainda que levemente, sua sede com informações precisas por justiça e respeito. Os resultados alcançados são considerados reconfortantes. Esta é, entre outras coisas: a estabilização das instituições com a nomeação do Presidente de Transição, cargo ocupado por um civil, a nomeação de um primeiro-ministro e do estabelecimento de um governo, nomeação do CNT e sepultamento dos mártires cuja memória será perpetuada em uma homenagem nacional a uma data a fixar por mútuo acordo com as forças vivas da nação.
Além disso, o primeiro-ministro também compartilhou os objectivos da transição dentro de limite de um ano. Isto é principalmente devido a: restauração da autoridade do Estado; organizar os Estados Gerais de Justiça e reabrir os processos pendentes; lutar contra a corrupção e má governação, pela recuperação de ativos roubados e realizar eleições gerais no final de 2015. Todas estas prioridades e muitos outras serão incluídas em um roteiro que será a referência para a realização de transição.
A suspensão do CDP, de ADF / RDA e FEDAP / BC: uma medida de segurança
Para o Ministro da Administração Territorial, Descentralização e Segurança, coronel Auguste Denise Barry, não há necessidade de lembrar que, após 27 anos no poder, as ramificações do antigo regime estão em todos os níveis da empresa e se a revolta popular derrubou o regime para as gemas, mas é de lembrar que os seus hábitos corruptos ainda vagam. Em um estado de direito, a liberdade é, certamente, um princípio, mas quando a liberdade de um indivíduo ou grupo de indivíduos são susceptíveis de prejudicar a segurança nacional, compete às autoridades de segurança e / ou judicial de privar as ações temporariamente ou permanentemente. E de acordo com o coronel Barry a oportunidade de suspensão de ordens de prisão é justa. Governar é prever e prever é antecipar, razão pela qual seu departamento assumiu a liderança antes que seja tarde demais. Por ocasião da temporada de férias o Ministério da Segurança vai implantar mais de 4.866 agentes das forças da ordem e da segurança em todo o país.
O antigo campo de fontenário em breve será um campo comunal
O Ministro da Habitação e Desenvolvimento Urbano, René Bagoro, voltou para a recuperação do Estado de SOCOGIB e para montagem do antigo campo oficial para estacionamento comum. Está no contexto do plano de ajustamento estrutural lançado em 1991, em que Burkina Faso tenha se envolvido em um processo de privatização de algumas empresas e SOCOGIB era uma dessas empresas. De acordo com René Bagoro, relatos consistentes indicam, no entanto, que o processo de privatização de algumas empresas, incluindo SOCOGIB não cumpriu com as normas em questão. É por isso que o primeiro-ministro tomou a decisão política para conduzir uma revisão completa do processo de privatização dessas empresas. No final deste processo, as empresas poderão voltar sob a administração direta ou indireta do Estado. Esta decisão política faz parte do contexto da transição, que tem a missão de corrigir uma série de injustiças cometidas sob o antigo regime. Portanto, não é uma nacionalização de SOCOGIB mas um procedimento legal que faz parte da sua recuperação. Além disso, o ex-campo oficial será erguido em estacionamento comum. Devemos lembrar que esta é uma área de três hectares localizada na área de Zaca. O plano de desenvolvimento inicial esperava realmente um estacionamento paisagístico. A obra está orçada em mais de dois mil milhões de FCFA. Infelizmente, os investidores não se apressaram em torno deste projecto e o espaço estava vazio, provocando inveja a todos os níveis. Corroborando com fontes, e de acordo com René Bagoro, personalidades próximas ao antigo regime tinha a ambição e até mesmo ambições de anexar esta área.
#l´observateur.bf

Total de visualizações de página