Postagem em destaque

Ucrânia: Lula se recusa a entregar munição para tanques.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... O governo brasileiro se opôs ao pedido da Alemanha de entrega de mun...

terça-feira, 1 de abril de 2014

Dia da Mentira – 1º de Abril. Saiba como surgiu.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Menino Maluquinho (Melhoramentos) e Pinóquio (Walt Disney) Encontro em Paris, capital da mentira
Menino Maluquinho (Melhoramentos) e Pinóquio (Walt Disney) Encontro em Paris, capital da mentira.

Tudo começou quando o rei da França, Carlos IX, após a implantação do calendário gregoriano, instituiu o dia primeiro de janeiro para ser o início do ano. Naquela época, as notícias demoravam muito para chegar às pessoas, fato que atrapalhou a adoção da mudança da data por todos.
Antes dessa mudança, a festa de ano novo era comemorada no dia 25 de março e terminava após uma semana de duração, ou seja, no dia primeiro de abril. Algumas pessoas, as mais tradicionais e menos flexíveis, não gostaram da mudança no calendário e continuaram fazer tal comemoração na data antiga. Isso virou motivo de chacota e gozação por parte das pessoas que concordaram com a adoção da nova data, e passaram a fazer brincadeiras com os radicais, enviando-lhes presentes estranhos ou convites de festas que não existiam.Tais brincadeiras causaram dúvidas sobre a veracidade da data, confundindo as pessoas, daí o surgimento do dia 1º de abril como dia da mentira.
Aproximadamente duzentos anos mais tarde essas brincadeiras se espalharam por toda a Inglaterra e, consequentemente, para todo o mundo, ficando mais conhecida como o dia da mentira. Na França seu nome é “Poisson d’avril” e na Itália esse dia é conhecido como “pesce d’aprile”, ambos significando peixe de abril. No Brasil, o primeiro Estado a adotar a brincadeira foi Pernambuco, onde uma informação mentirosa foi transmitida e desmentida no dia seguinte. “A Mentira”, em 1º de abril de 1848, apresentou como notícia o falecimento de D. Pedro, fato que não havia acontecido.
Walt Disney criou uma versão para o clássico infantil Pinóquio, dando ênfase à brincadeira, mostrando para a criançada o quanto mentir pode ser ruim e prejudicial para a vida das pessoas. Ziraldo, um escritor brasileiro da literatura infanto-juvenil, também conta histórias sobre as mentiras, através do tão famoso personagem, o Menino Maluquinho. Em "O Ilusionista", Maluquinho descobre o mal provocado por roubar, fingir e mentir.
Pregar mentiras nesse dia é uma brincadeira saudável, porém o respeito e o cuidado devem ser lembrados, para que ninguém saia prejudicado, afinal, a honestidade é a base para qualquer relacionamento humano.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia


MAIS UM GOLPE DE ESTADO NA GUINÉ-BISSAU - HOJE DIA 01 DE ABRIL PONTUALMENTE ÀS 00:01:00hs, OS MILITARES ANUNCIARAM MAIS UM GOLPE!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

guiné-bissau, militares, soldados

É, MEUS IRMÃOS! SE NÃO FOSSE 01 DE ABRIL, DIA DA MENTIRA, CERTAMENTE MUITOS QUE ACABARAM DE LER ESTA NOTÍCIA AGORA, SERIAM LEVADOS A APERTAR O CORAÇÃO PARA EVITAR O PIOR.

MAS CHEGA! UMA VEZ CONSOLIDADO O PROCESSO DEMOCRÁTICO, NÃO OUVIREMOS NUNCA MAIS FALAR DE GOLPE DE ESTADO E NEM DOS HORRORES VIVIDOS NOS ÚLTIMOS 40 ANOS. I KAFUNBAN! = (É MENTIRA!) É A PALAVRA QUE PASSAREMOS A USAR QUANDO NOS ATORMENTAM COM NOTÍCIAS DE GOLPE DE ESTADO NA GUINÉ-BISSAU.

ALIÁS A PRÓXIMA ELEIÇÃO QUE SE AVIZINHA É PARA ELIMINAR ESSA VERSÃO IMUTÁVEL QUE CIRCUNDA A GUINÉ-BISSAU COMO UM DAS NAÇÕES AFRICANAS QUE MAIS SOFREU GOLPE DE ESTADO EM ÁFRICA.

DORAVANTE, ARMAMENTOS RUSSOS VÃO SERVIR PARA DEFENDER NOSSAS FRONTEIRAS E NÃO PARA ASSUSTAR O NOSSO POVO!

DE AGORA EM DIANTE NEM AK, NEM KALASHNIKOV, ETC, ETC.



Ele criou essas armas para defender sua pátria, mas já não está mais entre nós - isso significa que é o momento de silenciarmos as armas! Guiné precisa urgentemente de reconstrução e essa tarefa é gigantesca. Reservemos a mente para desenvolver projetos viáveis é isso que a Guiné precisa. Desenvolver projetos viáveis não é " VENDER AS AREIAS DE NOSSAS PRAIAS, DEVASTAR NOSSAS FLORESTAS, EXPLORAR DESENFREADAMENTE NOSSOS RECURSOS MARÍTIMOS SEM OLHAR PARA TRÁS E SABER QUE, ESSAS AÇÕES QUE ENVOLVEM OS INTERESSES DESSES POUCOS QUE " OSTENTAM RIQUEZAS NUM DOS PAÍSES MAIS POBRES DO MUNDO! ", AOS OLHOS DESSE POVO SOFRIDO, SUFOCARÃO A PRÓXIMA GERAÇÃO QUE ENFRENTARÁ SEM DÚVIDA, PROBLEMAS CLIMÁTICOS E FALTAS DE RECURSOS - PENSEM NISSO. " Os quarenta anos perdidos já não se acham mais...os quarenta anos que os outros países africanos saíram na frente, nós nunca os alcançaremos. Ainda que executem seus projetos a passos de tartaruga, a lacuna que deixaram ser-nos-á intransponível; a não ser que, em pouco tempo, consigamos muitos recursos naturais de alto valor e que atrai muitos investidores - aí sim, a coisa pode mudar.

Um abraço a todos!

Samuel Vieira







Total de visualizações de página