Postagem em destaque

Ucrânia: Lula se recusa a entregar munição para tanques.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... O governo brasileiro se opôs ao pedido da Alemanha de entrega de mun...

terça-feira, 26 de julho de 2011

“Quero acabar carreira no Chelsea”, Didier Drogba.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

image
O costa-marfinense rejeita uma eventual saída do Chelsea. “Estarei aqui na próxima época e espero acabar a carreira no Chelsea”, disse Didier Drogba que quer integrar o onze de André Villas-Boas.

Drogba rejeita uma eventual saída do Chelsea: “Estarei aqui na próxima época e espero acabar a carreira no Chelsea”, disse o jogador.Na Tailândia, onde os blues se encontram em estágio, o costa-marfinense reiterou que vai "continuar a jogar bem”, garantindo que estará no Chelsea “na próxima época”, clube onde espera “acabar a carreira”.“Se merecer jogar ficarei muito contente, senão terei de aceitar. A competição é boa para a equipa. Vamos motivar-nos e dar o melhor de nós", afirmou o costa-marfinense, revelando ainda que as conversações para a renovação do seu contrato com o clube inglês já tiveram inicio."Já começámos a falar. Todos sabem o que sinto pelo Chelsea e o que pretendo. Tenho 33 anos mas não estou preocupado", finalizou Drogba.
Fonte: Record

Abdulai Sila lança “As Orações de Mansata” em Portugal.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

image
Abdulai Sila, escritor da Guiné-Bissau, apresentou em Coimbra, cidade portuguesa, a peça teatral “As Orações de Mansata”. Com o lançamento deste trabalho, Sila torna-se o primeiro autor guineense a escrever uma peça de teatro.

Publicada pela editora “Cena Lusófona”, a obra foi apresentada esta segunda-feira, 25 de Julho, em Coimbra.Com a “As Orações de Mansata”, Abdulai Sila tornou-se o primeiro autor guineense a escrever uma peça de teatro. A peça assume-se como uma versão africana de “Macbeth”, de Shakespeare e, segundo o autor, terá continuação numa segunda obra, “mais alegre, com menos violência, mais cómica, mas crítica, na mesma”.Sila prepara-se também para ser pioneiro da ópera no seu país, numa parceria com o músico José Manuel Fortes, recentemente regressado ao país natal, depois de ter vivido alguns anos nos Estados Unidos.
Fonte: Diário Digital/Lusa 

Total de visualizações de página