Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

terça-feira, 19 de novembro de 2019

Sabe qual é a melhor forma de descongelar carne?

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Há boas notícias para os cozinheiros de última hora. Bifes podem ser descongelados em menos de 10 minutos, sem comprometer a sua qualidade e com muito pouco esforço.


Há boas notícias para os cozinheiros de última hora. Os bifes podem ser descongelados em menos de 10 minutos, sem comprometer a sua qualidade (ao contrário do que se pensava) e com muito pouco esforço. Só é preciso água quente, segundo um estudo publicado no Journal of Food Science.
Muitas das vezes, os alimentos são descongelados lentamente no frigorífico, que é o método recomendado pelos fornecedores e pelo Departamento de Agricultura para minimizar o crescimento bacteriano e a perda de sucos. Descongelar em água fria, a 4,5 graus ou menos, também é seguro e é muito mais rápido, uma vez que a água transfere o calor com muito mais eficiência do que o ar. No entanto, esta opção também pode demorar tempo.
Segundo o estudo do Departamento de Agricultura dos EUA que foi divulgado inicialmente pelo New York Times em 2011, há outra forma de descongelar a carne que é igualmente segura e muito mais rápida. Basta colocar os bifes envoltos em plástico em água quente e ir rodando ocasionalmente.
O estudo foi feito nos laboratórios do USDA em Beltsville, Maryland. Os investigadores Janet S. Eastridge e Brian C. Bowker descongelaram mais de 200 bifes de lombo de carne de três centímetros de espessura de três formas diferentes: alguns num frigorífico a cerca de 3/4 graus centígrados, alguns em banho-maria em circulação constante a 20 graus e outros em banho-maria a quase 39 graus.
O degelo no frigorífico demorou 18 a 20 horas e o banho de água em temperatura ambiente demorou cerca de 20 minutos. Já o banho de água quente demorou apenas 11 minutos para descongelar a carne. Segundo concluíram, os tempos de banho-maria são tão curtos que qualquer eventual crescimento bacteriano permanece dentro de limites seguros para a saúde.
Para além disto, os bifes descongelados com água perderam menos água do que os bifes descongelados no frigorífico. Os pesquisadores também grelharam os bifes, descobrindo que os bifes descongelados perderam cerca de 26% do seu peso original quando cozidos, em comparação com bifes nunca congelados, que perderam 21%. Não foi ainda detetada qualquer diferença significativa entre bifes descongelados lentamente e rapidamente.
Este método pode ser usado sem qualquer perigo em bifes (incluindo os de frango), costeletas, filet mignons e outros cortes relativamente finos, pouco antes de cozinhar. Já em relação a pedaços de carne grandes, o método torna-se perigoso, uma vez que estes demoram tempo suficiente a derreter para que possa haver um crescimento bacteriano significativo.

fonte: observador.pt

Comissão da ONU junta-se a apelos para presidenciais livres na Guiné-Bissau

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Entidade encoraja à resolução das diferenças através do diálogo e de acordo com as disposições da Constituição guineense.  
José Mário Vaz (PAIGC) e Nuno Gomes Nabiam (independente) disputam presidência da Guiné-Bissau  

A Comissão da Configuração da Paz da ONU para a Guiné-Bissau congratulou-se com os apelos lançados pela organizações regionais e internacionais para que os atores políticos mantenham o compromisso de eleições presidenciais justas e livres.
Esta posição consta de um comunicado saído da reunião deste comissão, em que se agradece o envolvimento no processo de paz do Grupo dos Cinco na Guiné-Bissau (ONU, União Africana, Observador Permanente da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental/CEDEAO, União Europeia/UE, CPLP) para a estabilização da Guiné-Bissau.
Na mesma nota, divulgada este sábado, expressa-se também um agradecimento ao "importante papel" e às contribuições da Representante Especial da Secretária Geral Rosine Sori-Coulibaly e da equipa do UNIOGBIS.
Os membros da Comissão dizem apoiar os apelos lançados pelas organizações regionais e internacionais a todos os atores políticos da Guiné-Bissau para que mantenham o seu compromisso de realizar "eleições presidenciais livres, justas, pacíficas, transparentes e credíveis em 24 de novembro de 2019", assim como para concluir o ciclo eleitoral em 29 de dezembro de 2019, se for necessário uma segunda volta.
Nesse sentido, exortam os atores políticos a absterem-se de tomar qualquer ação que possa "impactar negativamente na organização das eleições presidenciais".
A Comissão destaca que a conclusão bem-sucedida do processo eleitoral na Guiné-Bissau será fundamental para romper o ciclo de instabilidade política e garantir um compromisso internacional de longo prazo com a implementação das prioridades de construção da paz e a promoção do desenvolvimento socioeconómico naquele país lusófono.
Assim, a Comissão encoraja todas as partes interessadas políticas a resolver as suas diferenças através do diálogo e de acordo com as disposições da Constituição guineense.
A Comissão reitera o seu compromisso de acompanhar a Guiné-Bissau na realização de reformas políticas e institucionais, conforme descrito no Acordo de Conacri e no plano estratégico de desenvolvimento do governo para 2015-2025.
"Em estreita colaboração com a liderança do UNIOGBIS, a Comissão compromete-se a mobilizar apoio internacional para o fortalecimento das instituições locais e a promoção do diálogo e da reconciliação, inclusivamente capacitando mulheres e jovens a desempenharem um papel maior nesses processos", acrescenta a nota.
A Comissão salienta também a sua expectativa de que mudanças futuras na presença das Nações Unidas na Guiné-Bissau tenham em consideração a necessidade de apoio efetivo à implementação das prioridades de construção da paz no país.
A reunião juntou como representantes o presidente da Configuração Específica para o País, embaixador Mauro Vieira, Rosine Sori-Coulibaly, Representante Especial do Secretário-Geral e Chefe do Escritório Integrado de Construção da Paz das Nações Unidas na Guiné-Bissau (UNIOGBIS), Tanou Koné, Observador Permanente da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), Barrie Freeman, Diretora e Vice-Chefe do Escritório de Apoio à Construção da Paz e os membros da Configuração Específica do País na Guiné-Bissau.
A Guiné-Bissau realiza eleições presidenciais em 24 de novembro, estando a segunda volta, caso seja necessária, marcada para 29 de dezembro.

fonte:  cmjornal.pt

Senegal: Mais de um quilograma de cocaína encontrado no corpo de uma jovem durante o controle transfronteiriço.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Single Post

Os serviços policiais e aduaneiros da Holanda, Luxemburgo, França e Bélgica organizaram de quinta a domingo uma ação transfronteiriça conjunta contra o narcotráfico e o turismo de drogas. Entre as 1.659 pessoas controladas, 183 estavam em posse de drogas e 10 bêbadas, disse segunda-feira a polícia federal belga. A polícia prendeu 10 pessoas e apreendeu 10 veículos.

A polícia verificou 1.309 veículos. Eles encontraram 5 armas, 8,7 kg de maconha, mais de 2 kg de espaço-espaço, 1,2 kg de cocaína e 260 gramas de haxixe. Uma mulher da Guiana foi presa quinta-feira no Thalys, entre Antuérpia e Roterdã. Durante um exame radiográfico no hospital, 144 "balas" de cocaína de 8 gramas cada foram encontradas em seu corpo, num total de 1.152 kg por um valor de mercado de 57.600 euros.

Oito quilos de maconha

A alfândega de Brasschaat notou um veículo belga suspeito na E19 perto de Minderhout na quarta-feira antes da operação de controle. Continha 8 kg de maconha, um valor de mercado de 80.000 euros. O motorista, um residente belga, disse que estava viajando de Maastricht para Mouscron. Ele foi preso. O inquérito complementar foi confiado à Polícia Judiciária Federal de Antuérpia.

Ainda no E19, a polícia encontrou no sábado 56.600 euros escondidos em um veículo holandês, confiscado. Os serviços aduaneiros também receberam 28.045 euros em atraso de multas criminais.
Frascos de perfume
Um grande número de frascos de perfume ainda embalados foi encontrado na sexta-feira, 15 de novembro, por volta das 12h20, perto de Rekkem, em um veículo registrado na França. Um registro de ocultação foi redigido. No domingo, durante as checagens realizadas nos ônibus, a polícia coletou em um deles 50 gramas de cocaína e 1,7 gramas de metanfetamina.

A polícia prendeu novamente dois traficantes, incluindo um belga, que possuíam 40 gramas de heroína, 20 gramas de cocaína e 545 euros.


fonte: seneweb.com 

Senegal: Espanha - Moussa, o senegalês que faz as prostitutas gozarem.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Single Post
 Os 20 minutos acordados são eternos, a pedido da prostituta, deslumbrados com as proezas de seu cliente que desejam mais. Satisfeita como sempre, ela pega o número de telefone do Senegal. Todas as noites, depois de passear nas ruas da Grand Via, Monica convida Moussa para sua casa para partes de suas pernas que se tornam trabalhadoras.
A ucraniana fala com as amigas que disputam os benefícios da sexualidade africana. Moussa assegura cada vez, e o barulho corre entre as prostitutas. Aconselhado por seus compatriotas, Moussa se depara com a oportunidade de sua vida e usa seu desempenho sexual para ganhar um pouco de dinheiro. É Maria, uma transexual brasileira que fará de Moussa um verdadeiro Gigolo profissional depois de ter bebido em suas proezas.


A partir de agora, os senegaleses viajam por toda a Espanha com a única missão de aproveitar as prostitutas por meio de dinheiro vivo e dinheiro vivo. Moussa Fall, o imigrante ilegal, deixou o centro de recepção de um apartamento nos subúrbios de Madri, do qual ele administra discretamente seu novo negócio sexual.

fonte: seneweb.com 

Senegal: Luta contra o terrorismo na África - Presidente Ghazouani dá a receita aos seus pares.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Single Post
Co-presidindo a cerimônia de abertura da 6ª edição do Fórum Internacional em Dacar sobre Paz e Segurança na África, como convidado de honra, Mohamed Ould, Presidente da República Islâmica da Mauritânia; O xeque Mohamed Ahmed El-Ghazouani enviou algumas linhas de pensamento à platéia. Isso, para "derrotar" o terrorismo na África, especialmente no Sahel.

fonte: seneweb.com 

Senegal: A esposa do lîder incontestavel africano - Colette Senghor será enterrada com o marido em Bel air:

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Single Post

Colette Hubert Senghor, viúva do falecido presidente Léopold Sédar Senghor, falecido ontem na Normandia aos 93 anos de idade, será enterrada no cemitério de Bel Air ao lado de seu marido, informa Iradio. Além disso, a data de seu enterro ainda não foi comunicada.

fonte: seneweb.com 

Líderes africanos em Berlim à procura de mais investimento alemão

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...
 fonte: DW Africa

Esta terça-feira (19.11), em Berlim, vários líderes africanos voltam a sentar-se com o Governo da chanceler alemã, Angela Merkel, no âmbito do projeto de investimento "Compact with Africa". 

Líderes africanos com a chanceler Angela Merkel na cimeira do projeto Compact with Africa em Berlim, em 2018
 Líderes africanos com a chanceler Angela Merkel na cimeira do projeto "Compact with Africa" em Berlim, em 2018

Foi Merkel que lançou a iniciativa "Compact with Africa" em 2017, sob a presidência alemã do G20, com a promessa de gerar mais investimento privado nos países africanos. Mas o projeto acabou por não ter os resultados esperados.
O investimento estrangeiro nos 12 países africanos que fazem parte da iniciativa não aumentou de forma significativa. Segundo Robert Kappel – que é o autor de um estudo ao projeto encomendado pela Fundação Friedrich Ebert – em dois anos registaram-se melhorias nos ambientes de negócio.
"Os investimentos não aumentaram nos países do projeto. O que se conseguiu foi melhorar o ambiente de investimento nos países africanos, que cumpriram a sua missão", explica Ebert, acrescentando, "no entanto", que os países "estão um pouco desapontados com o investimento direto que não flui como esperado".
Ouvir o áudio 02:25

Líderes africanos em Berlim à procura de mais investimento alemão

Segundo o estudo, a criação de empregos prevista por África acabou por não se concretizar, como comenta a embaixadora da Etiópia na Alemanha, Mulu Solomon Bezuneh: "O progresso é bom. Nestes dois anos houve investimentos. O programa é razoável, mas comparado com as expectativas e compromissos, achamos que não é suficiente".
Investimento alemão
De 2017 a 2018, o investimento alemão em África cresceu apenas 19 milhões, sendo que 80% desse dinheiro foi direto para 4 países: Egito, Marrocos, Etiópia e Gana. Agora, o Ministério do Desenvolvimento da Alemanha pretende assinar mais três parcerias com Marrocos, Senegal e Etiópia à margem da cimeira em Berlim.
Além disso, na segunda-feira (18.11), o Governo alemão apresentou sete novos projetos de cunho digital em África. No total, o Ministério do Desenvolvimento está a investir quase 270 milhões de euros em mais de 200 projetos digitais
Entretanto, apenas 800 empresas com capital alemão estão ativas em todo o continente africano. Segundo um estudo do Instituto Allensbach, apenas 5% de todas as outras empresas alemãs preveem fazer negócios com África no futuro.
Para Rob Floyd, do Centro Africano de Transformação Económica, ainda há um longo caminho a percorrer e que "que se pode fazer mais". Para Floyd, os países africanos podem ser mais eficazes na captação de investimento para os seus próprios projetos, e "os países do G20 precisam de ser mais ativos na promoção do investimento das suas empresas em África".
default

Total de visualizações de página