Postagem em destaque

PRESIDENCIAL NO SENEGAL: Macky Sall tranquiliza mas não convence.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Tal como prometido durante o diálogo nacional realizado nos dias 26 ...

terça-feira, 26 de maio de 2015

Ruandenses apresentam petições ao Parlamento sobre Kagame para o terceiro mandato.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


O presidente de Ruanda, Paul Kagame chegando em Dar es Salaam em 13 de maio de 2015 para uma cimeira sobre crise do Burundi com líderes africanos do Leste, na Tanzânia. FOTO | AFP

Muitos ruandenses aglomeraram no Parlamento, em Kigali, na segunda-feira, com petições acondicionadas em cestas e caixas de presente, exigindo que o limite de dois mandatos seja apagado da Constituição para permitir que o presidente Paul Kagame fique para à reeleição.

Os peticionários querem ver o artigo 101 da Constituição ruandense alterada, mas ele pertence à seção protegida e de fácil manipulação, que só um referendo pode tombar.

10:00h centenas de pessoas tinham-se alinhado perante o Parlamento cantando canções de louvor e cantando slogans denunciando e apelando estrangeiros a convencer Kagame a seguir a lei de dois mandatos.

As procissões seguiram para a casa onde a câmara dos deputados se abriu para eles, e a Sra. Donatilla Mukabalisa dirigiu-se para o alto-falante.

O alto-falante foi usado por peticionários um após o outro, invocando o Sr. Kagame a oferecer-se para mais um mandato e pedindo no Alto-falante para concederem suas petições.
O referendo poria fim à especulação sobre se o Sr. Kagame estaria ou não se candidatando.

Ficha do presidente

Os peticionários citaram a ficha do presidente sobre o desenvolvimento, sobre a paz e a unidade no país, que em 1994 sofreu um genocídio que deixou mais de 800.000 mortos. Dizem que ele melhorou o fornecimento da energia elétrica, melhoria de estradas, assistência médica, educação e segurança, entre outras coisas.

Os críticos de Kagame, no entanto dizem, que o seu partido, a Frente Patriótica Ruandense, está por trás dos numerosos grupos e que as pessoas têm medo de se expressar.

A Sra. Mukabalisa disse ao jornal Daily Monitor do Uganda sobre à margem de que a Casa tem recebido muitas petições, mas ela não poderia disponibilizar o número para eles.

No entanto, os especialistas colocam o número em mais de 1,5 milhões de peticionários.

"Nós recebemos petições a cada dia. Revelaremos, no entanto, a tabela de movimento na próxima sessão ", prometeram. O Parlamento de Ruanda recomeça em 5 de junho.

Sr. Robert Mutunda, um representante da juventude de Muhanga, disse durante a apresentação de sua petição que o Ruanda passou de um estado de desesperança para um ponto de decolagem e promessa.

"Quando nascíamos, viamos mortes em nossa frente", disse ele, para uma casa cheia de provadores de petições ", Removamos qualquer obstáculo que se coloca no caminho de Paul Kagame para ele ficar porque nós ainda precisamos dele."

Mais de 12 distritos apresentaram suas petições ontem, cada um representado por pelo menos 10 pessoas.

#africareview.com

Total de visualizações de página