Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Investidura do novo presidente da Guiné-Bissau: Ibraim Boubacar Keita, Presidente do Mali, está em Bissau.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Mali: le gouvernement étudie les propositions de plan de paix
O Presidente maliano Ibrahim Boubacar Keïta.
REUTERS/Louafi Larbi

O Presidente da República Ibrahim Boubacar Keita  assistirá hoje à cerimônia de posse de seu homólogo e novo presidente da Guiné-Bissau, José Mário Vaz. O Chefe de Estado da Guiné-Bissau foi, pessoalmente, portador do convite para o presidente Ibrahim Boubacar Keita, em 12 de junho, quando de sua breve visita a Bamako.

Durante a visita, o presidente Keita saudou a eleição brilhante de José Mario Vaz e sua visita ao nosso país antes de sua posse. "Para a percentagem que o meu irmão conquistou na eleição presidencial (62%), disse-lhe que lhe tiro o chapéu. Este país precisa de estabilidade, como todos os nossos países. Eu acredito que com o meu irmão Vaz, a Guiné-Bissau vai finalmente conquistar a estabilidade, a paz e o desenvolvimento ", comentou o chefe de Estado. Ibrahim Boubacar Keita também está muito feliz em participar de sua posse.

O novo presidente da Guiné-Bissau, de 57 anos, é economista por formação. E é com eufemismo que dizemos que ele é muito conhecido no cenário político da Guiné-Bissau desde quando ele foi ministro das Finanças de seu país e Presidente da Câmara de Bissau. Para analistas políticos, a eleição marca o retorno da democracia na Guiné-Bissau, que nas últimas décadas testemunhou uma série de golpes militares.

José Mario Vaz deve ser empossado hoje diante de uma platéia de Chefes de Estado e de Governo. Ele é o candidato do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), a formação que libertou o país do domínio colonial português. Ele foi eleito em 20 de maio, com 61,90% dos votos contra o seu adversário, Nuno Gomes Nabiam.

Esta eleição visa, assim, pôr fim a um longo período de instabilidade política neste pequeno país costeiro. O último golpe militar remonta a 12 de abril de 2012, quando o exército derrubou o regime do PAIGC entre as duas torres da eleição presidencial daquele ano.

Por: A. M. Cisse

# maliweb.net

Cuba: Carros de luxo de Fidel de Castro são agora táxis para turistas.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Uma das limousines cedidas foi um presente do antigo líder da ex-União Soviética ao chefe de Estado cubano.


Actualmente é possível conhecer Havana, a capital cubana, como um “comandante”, numa viagem que além de luxuosa e insólita tem um cariz histórico.

Catorze limousines oficiais, produzidas na antiga União Soviética entre os anos 1960 e 1970 das marcas GAZ e ZIL, que durante vários anos estiveram ao serviço do antigo líder cubano, Fidel Castro, foram cedidas pelo governo à companhia de táxis estatal Cubataxi.

O objectivo é ter os antigos carros de luxo à disposição dos turistas. Há um que tem maior destaque: um modelo conversível ZIL-111, o primeiro a sair da linha de montagem, que foi oferecido a Fidel de Castro pelo antigo líder soviético Nikita Khrushchev.

Moisés Suárez, de 58 anos, taxista de uma das limousines com capacidade para seis passageiros, explicou à AP, que quando conta aos passageiros a história do veículo que conduz “eles sentam-se nos bancos traseiros, esticam as pernas e dizem: 'Eu não acredito'”.

Embora estes veículos tenham sido utilizados em diversos eventos oficiais – como por exemplo, um dos carros é o que transportou Jimmy Carter, o antigo presidente dos Estados Unidos da América, numa visita histórica, em 2002, a Fidel de Castro –, o antigo líder cubano não era um grande utilizador dos automóveis, uma vez que era habitual fazer-se transportar em jipes militares.

# publico.pt

Portugal: O que diz a imprensa internacional: “Em bicos dos pés” e “Ligado à máquina”.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Marca sugere que a comitiva portuguesa vá a Fátima se conseguir passar aos "oitavos", o Guardiandiz que a morte está à porta da selecção portuguesa.

"[Ronaldo] Esperou pelo último minuto do tempo de compensação para fazer o que se espera de um jogador como ele" DYLAN MARTINEZ/REUTERS
A má forma da selecção portuguesa no Mundial 2014 já deixou de ser uma surpresa para a imprensa internacional. “Como a sua grande estrela, Portugal tem passado pelo Mundial do Brasil em bicos de pés”, escreve o diário desportivo espanhol Marca a propósito do empate deste domingo, em Manaus, com os EUA.

“Com uma goleada sofrida com a Alemanha, os erros cometidos frente aos norte-americanos e uma alarmante falta de jogo, só um milagre frente ao Gana pode salvar a equipa de Cristiano Ronaldo. Se o milagre acontecer, o avião, no regresso a Portugal, devia deixar a comitiva portuguesa em Fátima”, acrescenta a Marca.

O diário britânico Guardian sublinha que ainda estão todos vivos no “grupo da morte do Mundial”, mas que “Portugal está ligado à máquina”. “Os EUA conquistaram o direito de olhar com confiança o seu último jogo do agrupamento. Enquanto isso, a Morte ronda a porta portuguesa”, escreve o enviado do jornal britânico a Manaus.

O francês L’Equipe fala de uma “má preparação física da selecção portuguesa”, destaca o “furacão norte-americano” e fala de Cristiano Ronaldo como o homem do jogo, devido à assistência que fez para o golo de Varela: “Esperou pelo último minuto do tempo de compensação para fazer o que se espera de um jogador como ele.”

A imprensa norte-americana destaca a desilusão do apuramento adiado pelo golo de Varela no último minuto. “O empate sabe um pouco a derrota, tendo em conta que os EUA estavam bem perto de fazer história”, considera Grant Wahl, jornalista da CNN.

“Um choque tardio interrompeu a festa”, escreve, por seu lado o New York Times, menos elogioso da exibição norte-americana, destacando a incerteza do apuramento até à última jornada do grupo: “Mais uma vez, vai estar mais um dia entre o sucesso e o falhanço. Foi o preço de dois erros, um no início, outro no fim, o que permitiu a Portugal chegar ao empate. Mais meio minuto e tinha uma vitória que garantia o apuramento. Agora, a matemática é complicada.”

# publico.pt

Seis chefes de Estado africanos na posse do novo Presidente da Guiné-Bissau.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Seis chefes de Estado africanos já confirmaram que vão estar presentes na cerimónia de tomada de posse de José Mário Vaz, presidente eleito da Guiné-Bissau, marcada para segunda-feira, disse hoje à Lusa fonte da comissão preparatória do evento.

Presidente eleito José Mário Vaz

Vão estar presentes os presidentes Jorge Carlos Fonseca (Cabo Verde), Macky Sall (Senegal), Yaya Jameh (Gambia), Ibraim Bubacar Keita (Mali), Blaise Kamporé (Burkina-Faso) e Goodluck Johnatan (Nigeria). 
Da Costa do Marfim virá "um alto membro" do gabinete do presidente Allassane Ouatara, disse a mesma fonte, adiantando igualmente a presenças do ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Rui Machete.

Angola será representada pelo seu ministro da Defesa, Eduardo Lourenço.

O Brasil e a França também serão representados ao nível ministerial, mas a organização desconhece os nomes dos governantes.

A organização endereçou convites para 11 chefes de Estado de países da sub-região oesteafricana e até esta tarde seis confirmaram presença nas cerimonias que vão ter lugar no Estádio Nacional 24 de Setembro, em Bissau.

A mesma fonte da organização admitiu que outros dignitários africanos poderão ainda confirmar a sua participação.

O Senegal tem dado "uma grande ajuda" à organização da cerimónia, tendo enviado para Bissau 20 viaturas e outras tantas motorizadas para os batedores da polícia, indicou a mesma fonte, confirmando também que de Dacar deve chegar uma tenda gigante que será montada no relvado do Estádio 24 de Setembro.

São aguardados 2.500 convidados para a cerimónia.

De Marrocos deverá chegar outra parte da logística, com serviços de mesa e cozinheiros.

# bissauresiste.blogspot.com.br

Guiné-Bissau: Jorge Carlos Fonseca assiste à tomada de posse de José Mário Vaz.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

O Presidente da República Jorge Carlos Fonseca assiste esta segunda-feira, 23, a posse do seu homólogo da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, tal como os seus homólogos do Senegal, Gâmbia, Mali, Burkina Faso e Nigéria, mas também o ministro angolano da defesa João Lourenço, ou ainda o chefe da diplomacia portuguesa Rui Machete.
Guiné-Bissau: Jorge Carlos Fonseca assiste à tomada de posse de José Mário Vaz

A cerimónia de tomada de posse de José Mário Vaz, está agendada para começar às 10 horas no Estádio Nacional 24 de Setembro em Bissau.
Toda a logística desta grande festa está a ser apoiada pelo Senegal, que enviou 20 viaturas e 20 motorizadas para os batedores da policia guineense, e pelo Reino de Marrocos que fornece os cozinheiros, que vão preparar um banquete para os dois mil convidados aguardados.
José Mário Vaz, economista de 56 anos, dirigente do PAIGC e antigo ministrodas finanças no último governo constitucional deposto pelo golpe de estadomilitar de 12 de Abril de 2012.
Foi eleito na segunda volta das eleições presidenciais em Maio passado com 61,9% de votos, e vai partilhar os destinos do país com Domingos Simões Pereira, Primeiro-ministro e presidente do PAIGC, que em Abril elegeu 57 dos 102 deputados do actual parlamento guineense.
Vaz é o quarto Presidente democráticamente eleito na Guiné-Bissau, depois de Nino Vieira (eleito duas vezes), Kumba Ialá e Malam Bacai Sanhá.
Após a cerimónia de investidura do Presidente guineense, Jorge Carlos Fonseca vai encontrar com a comunidade cabo-verdiana residente naquele país. O chefe de Estado leva uma uma mensagem de amizade, de solidariedade, de mantenhas aos nossos conterrâneos.

O MINISTRO dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Balói, participa hoje na cerimónia de investidura do Presidente-eleito da República da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, em representação do Presidente da República, Armando Guebuza.
Em Bissau, Balói vai se juntar a outras individualidades internacionais que testemunharão a tomada de posse do novo Presidente deste país africano falante da língua portuguesa, eleito na segunda volta das eleições, as quais foram consideradas livres, justas e transparentes pela comunidade internacional. Oldemiro Balói vai ainda representar o Chefe do Estado moçambicano na 23.ª Sessão Ordinária da Cimeira da União Africana, a decorrer em Malabo, Guiné Equatorial, a partir desta quinta-feira. Neste evento Balói faz-se acompanhar pelos ministros da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia, e da Agricultura, José Pacheco. Fazem parte da delegação os vice-ministros da Justiça e da Saúde, Alberto Nkutumula e Nazira Abdula, respectivamente.



jornalnoticias.co.mz



Cuba: Raúl Castro recebeu presidente de Angola.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...
O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, general-de-exército Raúl Castro Ruz recebeu quarta-feira (18), à tarde, no Palácio da Revolução, o presidente da República de Angola, Excelentíssimo senhor José Eduardo dos Santos, que realiza umavisita oficial a nosso país.
Raúl Castro recebeu presidente de Angola

Durante o encontro, ambas as autoridades ratificaram o ótimo estado das relações bilaterais, de vez que destacaram que são expressão dos históricos vínculos de amizade que unem os dois povos e governos. Além disso, dialogaram sobre outros temas internacionais de interesse.
Acompanharam o distinto visitante os Excelentíssimos senhores, o ministro de Estado e chefe da Casa Civil, Edeltrude Mauricio Fernándes Gaspar da Costa; o ministro das Relações Exteriores, Georges Rebelo Pinto Chikoti; o ministro das Finanças, Armando Manuel; o assessor de temas diplomáticos de cooperação do presidente,  Carlos Alberto Saravia e o embaixador de Angola em Cuba, José César Augusto “Kiluanji”.
Pela parte cubana marcaram presença o vice-presidente do Conselho de Ministros, Ricardo Cabrisas Ruiz, os ministros das Relações Exteriores e do Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro, Bruno Rodríguez Parrilla e Rodrigo Malmierca, respectivamente, bem como o presidente do Grupo de Administração Empresarial, Luis Alberto Rodríguez e a embaixadora de Cuba nesse país africano, Gisela García Rivera.
Após concluir as conversações oficiais teve lugar a assinatura do Memorando de Entendimento para a cooperação entre Angola eCuba, assinado pelo ministro das Relações Exteriores, Georges Rebelo Pinto Chikoti e o vice-presidente do Conselho de Ministros, Ricardo Cabrisas Ruiz.

# granma.cu

Total de visualizações de página