Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

segunda-feira, 9 de março de 2015

Guiné-Bissau: Sete armazéns foram consumidos pelas chamas, esta madrugada, no mercado do Bandim, o principal local de comércio de Bissau, capital da Guiné-Bissau. Aliu Seidi, presidente da associação de comerciantes daquele mercado, fala de uma tragédia «incalculável» e suspeita que o fogo «é de origem criminosa», já que naquela zona do mercado do Bandim não há corrente elétrica e na altura em que o incêndio deflagrou não havia ninguém no mercado tirando os guardas, «que estavam a dormir». Um comerciante, avisado pelos moradores, ainda tentou chamar os bombeiros mas estes só chegaram ao local do incêndio mais de uma hora, acusou. «Quando cá chegaram não havia nada a fazer», disse Alfa Umaru Bá, que por alto, afirma ter perdido 70 milhões de francos CFA em mercadorias. O presidente dos comerciantes do mercado do Bandim pede medidas urgentes por parte do governo para fazer face à falta de segurança. Para terça-feira está marcada uma reunião entre todos os comerciantes do Bandim para analisar as medidas a propor ao executivo, mas para já Aliu Seidi mandou encerrar o mercado «em sinal de solidariedade» para com os colegas afetados e de «protesto por falta de segurança». Na semana passada um outro incêndio também considerado de origem duvidosa consumiu dois armazéns no mesmo mercado. Mussa Balde, BissauNovo incêndio consome sete armazéns do mercado do Bandim

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Foto de arquivo

Sete armazéns foram consumidos pelas chamas, esta madrugada, no mercado do Bandim, o principal local de comércio de Bissau, capital da Guiné-Bissau.

Aliu Seidi, presidente da associação de comerciantes daquele mercado, fala de uma tragédia «incalculável» e suspeita que o fogo «é de origem criminosa», já que naquela zona do mercado do Bandim não há corrente elétrica e na altura em que o incêndio deflagrou não havia ninguém no mercado tirando os guardas, «que estavam a dormir».

Um comerciante, avisado pelos moradores, ainda tentou chamar os bombeiros mas estes só chegaram ao local do incêndio mais de uma hora, acusou.

«Quando cá chegaram não havia nada a fazer», disse Alfa Umaru Bá, que por alto, afirma ter perdido 70 milhões de francos CFA em mercadorias.

O presidente dos comerciantes do mercado do Bandim pede medidas urgentes por parte do governo para fazer face à falta de segurança.

Para terça-feira está marcada uma reunião entre todos os comerciantes do Bandim para analisar as medidas a propor ao executivo, mas para já Aliu Seidi mandou encerrar o mercado «em sinal de solidariedade» para com os colegas afetados e de «protesto por falta de segurança».

Na semana passada um outro incêndio também considerado de origem duvidosa consumiu dois armazéns no mesmo mercado.
Mussa Balde, Bissau
#abola.pt

Fase II de um estudo de desenvolvimento estratégico lançado em Abidjan.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Santé/Couverture

Abidjan - O primeiro-ministro, Daniel Kablan Duncan, lançou na segunda-feira em Abidjan, a Fase II do "Estudo para o desenvolvimento do plano estratégico da Costa do Marfim país emergente em 2020", que marca "um passo significativo" para a implementação da visão do presidente da República para o desenvolvimento da Costa do Marfim.

"O lançamento desta segunda fase é um importante passo para o desenvolvimento de uma estratégia robusta para o desenvolvimento econômico da Costa do Marfim", disse Kablan Duncan, na presença dos representantes e especialistas de instituições de desenvolvimento, organizações profissionais e membros do governo.

"Isso vai mudar a face da Costa do Marfim, que tem os meios", disse ele, que ilustra seu ponto de vista com a coroação dos Elefantes no último Campeonato Africano das Nações.

O objetivo geral deste estudo é o desenvolvimento da Costa do Marfim pela transformação estrutural da sua economia, o crescimento com a participação da produção industrial, reduzindo os custos em todos os atos, a facilitação do investimento do sector privado , criando um ambiente atraente.

Também são abordados, a transição de uma agricultura para uma economia industrial, o desenvolvimento do capital humano, a inovação tecnológica, a boa governação e bem-estar.

Isto é para a OCDE a pensar em "estreita colaboração" com as autoridades da Costa do Marfim na visão estratégica de toda a economia da Costa do Marfim no âmbito do plano estratégico o qual o país adotou, o chamado de "Plano Estratégico da Costa do Marfim para 2020."

Lançado em setembro de 2014, a primeira fase foi a de estabelecer um diagnóstico dos obstáculos ao desenvolvimento e motores de crescimento que poderiam ajudar a atingir e manter um ritmo de crescimento constante, sustentável e inclusivo para acelerar o progresso do país rumo à emergência.

A segunda fase, em curso até meados de novembro, será para medir a competitividade da economia da Costa do Marfim, avaliar a infra-estrutura e identificar habilidades capazes de realizá-la.

"Ele se enquadrará em capitalizar o crescimento esperado e o jogo sobre margem de manobra que ele proporciona", disse o responsável de Exames multidimensionais do Centro de Desenvolvimento da Organização  de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Jan Rielaender, cuja organização realizou o estudo, o primeiro em África.

A Costa do Marfim é o primeiro país Africano, que, a seu pedido, pediu que a OCDE realize o exame multidimensional de sua economia, como o programa "Threshold" como parte do Millennium Challenge Corporation (MCC).

#abidjan.net

Força da ONU atacada no Mali.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Força da ONU atacada no Mali. Chade e Níger lançam operações contra Boko Haram.



Três pessoas morreram e 12 outas ficaram feridas num ataque a uma base das Nações Unidas no norte do Mali.
Numa declaração, a ONU disse que mais de 30 rockets foram disparados contra o quartel  da força de paz da ONU conhecida por Minusma erm Kidali.
Um membro da força de paz foi morto e oito outros soldados foram feridos.
Os rockets atingiam também um acampamento de nómadas árabes nas proximidades causando dois mortos e quatro feridos.
Entidades oficiais disseram que as forças do Minusma responderam ao fogo.
Desconhece-se quem é o responsável pelo ataque que ocorreu esta manhã.
O ataque ocorreu um dia depois de homens armados terem morto pelo menos cinco pessoas e ferido várias outras num ataque a um restaurante na capital do Mali Bamako.
Lançada operação contra Boko Haram
Os exércitos do Chade e do Níger lançaram uma operação conjunta contra o grupo islamita baseado na Nigéria Boko Haram.
As duas nações aliaram-se aos Camarões e à Nigéria no combate ao Boko Haram que recentemente declarou a sua aliança ao estado Islâmico.
Acusado confessou ter morto líder da oposição russa.
Uma juiz russa disse hoje que um antigo comandante da polícia da Chechénia confessou ter estado envolvido no assassinato do líder da oposição russa Boris Nemtsov.
Quatro outros suspeitos estão a ser investigados.
A Juiz Nataliya Mushnikova disse que um dos homens , o antigo vice comandante da policia checheno, Zaur Dadayev assinou uma confissão mas não foram divulgados outros pormenores.
Um ano depois avião malaio continua desaparecido
A Malásia emitiu hoje um relatório interino sobre o desaparecimento do avião das linhas aéreas da Malásia MH 370 que desapareceu há precisamente um ano atrás sem deixar rasto com 293 pessoas a bordo.
O documento diz que o piloto e a tripulação não tinham demonstrado qualquer anormalidade no seu comportamento ou hábitos, acrescentando que nada de anormal foi encontrado durante uma investigação aos registos de manutenção do avião.
A única excepção é que a bateria de um sinal de localização do avião tinha expirado um ao antes do seu desaparecimento.
 #VOA

BAMAKO: Na armadilha de Boko Haram, Mujao e outros...

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Boko Haram tece sua teia na Net e no terreno. Enquanto ele jura lealdade na Web, o Estado islâmico, e em terras africanas, os terroristas jihadistas continuam a massacrar a populção inocente e pessoas inocentes. Esta estratégia de horror semea o terror em todos os lugares. A última cidade vítima: Bamako. Assassinato banal e selvagem de dois europeus e três malianos, no último sábado no restaurante chique na capital maliana chamado ‘’La Terrasse’’. Uma dezena de pessoas feridas, incluindo dois militares suíços.



Um ato terrorista que confirma o desejo irascível do Boko Haram de meter todo o mundo ao não, quando ele mesmo se declara o Estado islâmico, tudo simplesmente.
Embora ainda não tenham terminado as negociações de Argel com os rebeldes tuaregues, eis que Minusma é atacada, por sua vez, em Kidal no domingo de manhã com tiros de foguetes. O assalto no cruzamento provocou três vítimas, dois civis, incluindo um soldado da ONU. Muitos dos feridos são considerados, principalmente, os de forças de paz da Minusma. Esta ação surpresa força as unidades da ONU para defender vigorosamente, fazendo com que, no bairro, haja infelizmente, danos colaterais graves, incluindo a perda de vidas.
Este ataque que acontece ecoando os assassinatos seletivos em Bamako, vem na sequência confirmar a determinação do Boko Haram e seus cúmplices, de vingar as derrotas recentes que limparam o rosto da fúria das forças armadas do Chade. E o fato de que o movimento armado jihadista, Al-Mourabitoun também revindicar 'matinalement', autoria de crimes de Bamako, nada trivial e reconfortante.
Esta é a prova de que o sangue diante de nossos olhos impotentes, é o processo de formação de um novo terror internacional, com todas as ligações como o perigoso 'Estado Islámico, e, gradualmente, dar à luz a novos monstros em África e em outros lugares. Na verdade, desde o seu nascimento em 2013, o grupo jihadista demonstra suas assinaturas e ferocidades sanguinárias.
Às vezes, em cumplicidade com o Mujao, aqui com o Boko Haram, com a mesma ideologia do terror, a mesma bulimia para derrubar a àfrica Ocidental por toda parte, sem medo e sem piedade! Mokhtar Belmokhtar - um ex-líder da Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQIM), é um dos seus pensadores criminoso que esteve à beira do leito do nascimento destes hidras sanguinários.
A prova é que agora a nebulosa e criminosa se reestrutura, está expandindo suas atividades e de forma mais densa. Forças africanas na linha de frente, incluindo a Nigéria, Chade, Níger e Camarões devem agora perceber que os atingidos em Bamako, objetivamente, podem ser atingidos em outras capitais envolvidos na guerra contra este '' louco Satanás ''.
Daí a necessidade urgente de coordenar esforços para beneficiar do cerco ao inimigo Boko Haram e seus cúmplices e abatê-los quando eles menos esperam, para finalmente conter as suas atividades criminosas.

Por: Maria BABIA GCI

#2015 - GuineeConakry.info

Total de visualizações de página