Postagem em destaque

CONCESSÃO DO PRÊMIO HOUPHOUET BOIGNY PELA BUSCA DA PAZ EM RCI: Os marfinenses poderão finalmente se olhar no espelho?

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Realiza-se esta quarta-feira, 8 de fevereiro de 2023, em Yamoussoukr...

sábado, 9 de agosto de 2014

Ébola: Estado de emergência na Nigéria enquanto o vírus progride.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Acesse o LINK e veja notícias sobre Ebola.

Obs.: Sinto-me na obrigação de publicar ou republicar notícias sobre ebola que afeta a nossa sub-região. E sinto-me ainda mais responsável e imbuído de satisfação por dedicar-me a esse trabalho para ajudar o meu país (Guiné-Bissau) a previnir contra esse mal devastador.

Samuel Vieira

# euronews.pt

Teste de droga contra ebola em americanos na África levanta polêmica.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Ilustração: IMAGEM DE UM SUPOSTO PACIENTE VÍTIMA DO EBOLA NO BRASIL

Andrew Pollack
Do The New York Times
Alguns disseram ser errado que, com centenas de africanos morrendo pelo surto do ebola, o suprimento extremamente escasso de uma droga experimental ter sido usado em dois agentes de saúde americanos brancos.
Mas e se as primeiras doses da droga –que nunca foram usadas em pessoas e que ainda não tinham concluído os típicos testes de segurança em animais– tivessem sido dadas a pacientes africanos?

"Viraria uma manchete de primeira página: africanos usados como cobaias para medicamento de empresa farmacêutica americana", disse o dr. Salim S. Abdool Karim, diretor do Caprisa, um centro de pesquisa de Aids na África do Sul.

Uma história de controvérsia envolvendo testes de drogas na África é apenas uma das complexidades diante das autoridades de saúde pública, ao decidirem se devem e como trazer essa droga e, possivelmente, outras experimentais aos países afligidos pelo ebola. Quem deve receber esse suprimento escasso de medicamento? Os agentes de saúde? Crianças? O recém-infectados que ainda não adoeceram?

A OMS (Organização Mundial de Saúde) está convocando uma reunião de eticistas no início da semana que vem para discutir esse dilema sensível e difícil. O governo americano também está formando um grupo para considerar as mesmas questões, disse o dr. Anthony S. Fauci, o diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas.
# noticias.bol.uol.com.br

Total de visualizações de página