Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Costa do Marfim: Chegada em Abidjan do Presidente Ali Bongo, Presidente do Gabão para em seguida efectuar sua visita oficial à Costa do Marfim.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Arrivée
© Presidência por DR
Chegada dos presidentes Ali Bongo Ondimba e Alassane Ouattara em Abidjan.
Quinta-feira, 27 de novembro de 2014. Chegada em Abidjan dos presidentes Ali Bongo Ondimba e Alassane Ouattara provenientes de Yamoussoukro, e o Presidente da República do Gabão começará uma visita oficial de 72 horas à Costa do Marfim.

O Chefe de Estado do Gabão, Ali Bongo Ondimba chegou nesta quinta-feira, no final da manhã, a Abidjan, onde ele continua a sua visita oficial à Costa do Marfim que começou em Yamoussoukro, a capital política e administrativa da Costa do Marfim.

Bongo, e seu colega marfinense Alassane Ouattara foram recebidos no aeroporto internacional Felix Houphouet Boigny pelo primeiro-ministro marfinense, Daniel Kablan Duncan.

Na parte da tarde, o presidente do Gabão vai receber as chaves de Abidjan e o pergaminho de cidadão honorário pelas mãos do Governador do Distrito de Abidjan, Robert Beugre Mambé.Ele terá encontro depois com a comunidade do Gabão que vive na Costa do Marfim.

Um jantar será organizado em sua honra pelo Presidente Alassane Ouattara. Além disso, Ali Bongo Ondimba terá audiências de subvenção políticas antes de deixar Abidjan, esperada para esta sexta-feira.

Cinco acordos de cooperação nas áreas de economia, diplomacia, educação, agricultura e militar foram assinados na quarta-feira para reforçar as relações entre os dois países. 22 outros acordos serão assinados em Abidjan.

Anteriormente, os dois presidentes visitaram o mausoléu de Felix Houphouet Boigny, onde Ali Bongo Ondimba depositou uma coroa de flores no túmulo do pai da independência da Costa do Marfim, que morreu em 1993.

A visita de trabalho de três dias em solo marfinense é a segunda que efectuará Ali Bongo Ondimba neste país da África Ocidental após o ano 2009.

O final desta primeira visita oficial está agendada para sexta-feira. O Gabão e Costa do Marfim mantêm relações políticas e diplomáticas de vários anos. Uma forte colônia de estudantes do Gabão vive em Abidjan.

#abidjan.net

Nigéria: Ministra do Petróleo, Alison-Madueke eleita pela primeira vez como presidente mulher da Opep.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Foto: Premium Times
Alison-Madueke.

Viena - A Ministra dos recursos petrolíferos, a Sra Diezani Alison-Madueke, foi eleita a primeira mulher presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Alison-Madueke foi eleita Presidente da OPEP, nesta quinta-feira, na 166ª Assembleia Geral permanente do corpo, em Viena, na Áustria.

Ela substitui o ex-presidente da Opep, o Líbio e Vice Primeiro-Ministro das Corporações, Abdourhman Atahar Al-Ahirish.

Ela era antes de ser eleita, esta manhã, a presidente suplente da OPEP e está prevista para começar imediatamente a servir o mandato de um ano à frente dos negócios da OPEP.

Da Opep espera-se que na 166ª reunião, se tomará decisões importantes que poderão travar a queda de preço cada vez maior de petróleo bruto.

Al-Ahirishhad em seu discurso de abertura antes da reunião a portas fechadas, afirmou que a ampla oferta, demanda moderada, e o dólar dos Estados Unidos cada vez mais forte e as incertezas sobre o crescimento econômico global têm sido fatores-chave para a recente evolução dos preços.

Isto, observou ele, foi além do impacto das atividades especulativas no mercado de petróleo.

#allafrica.com

Burkina Faso: O General Gilbert Diendéré demitido de suas funções.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Gilbert Diendéré et l'otage suisse, Béatrice Stockly, en avril 2012 à Ouagadougou.
Gilbert Diendéré e a refém suíça, Beatrice Stockly em abril de 2012 em Ouagadougou. © AFP

O presidente da transição, Michel Kafando, pós fim, na quinta-feira, pelo decreto as funções de chefe do Estado Maior, particularmente na presidência do Burkina Faso do general Gilbert Diendéré, chefe do Regimento da Segurança Presidencial (RSP).
Gilbert Diendéré não é mais chefe do Regimento da Segurança  Presidencial. O general foi demitido por decreto do Presidente da transição Michel Kafando, na quinta-feira, 27 de novembro.
O documento não faz, no entanto, questão de dar detalhes sobre quem vai substituí-lo na cabeça deste regimento estratégico. Michel Kafando tinha reconhecido a necessidade de iniciar reformas a nível do exército para eliminar os "clãs" dentro dele.

O primeiro-ministro Zida Isaac, também da RSP, também foi relatado em 24 novembro de 2014 de que uma de suas principais tarefas, como o ministro da Defesa Nacional, seria a de reformar o exército.
Outros militares também foram agraciados, entre eles o assessor especial ao ex-presidente Blaise Compaoré, Justin Damo Barro e o Secretário Permanente do Conselho Presidencial para Investimento, Djibrina Barry.


Decreto abaixo:
# jeuneafrique.com


Total de visualizações de página