Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

sábado, 3 de setembro de 2011

Angola: Manuel Vicente deverá suceder a José Eduardo dos Santos.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...




Image
Foto: (Negócios)
José Eduardo dos Santos terá escolhido o sucessor.

Correio da Manhã

O presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, terá escolhido como sucessor o presidente da petrolífera Sonangol, Manuel Vicente. Segundo uma notícia publicada esta sexta-feira pelo semanário angolano 'Novo Jornal', citando fontes do MPLA, o abandono do homem que lidera o país africano há 32 anos deverá ser discutido no congresso do partido, marcado para Abril de 2012, antes das eleições legislativas.

Segundo a Constituição de Angola, "é eleito Presidente da República e chefe do Executivo o cabeça-de-lista, pelo círculo nacional, do partido político ou coligação de partidos políticos mais votado", pelo que a Manuel Vicente bastará ocupar esse lugar nas listas do MPLA, ainda mais hegemónico depois da morte de Jonas Savimbi, líder histórico da UNITA.

Manuel Vicente, que integra a Comissão Política do MPLA desde o último congresso, realizado em 2009, já deixou claro que irá abandonar a presidência da Sonangol no final deste ano.

José Eduardo dos Santos tem 68 anos e tornou-se presidente de Angola em Setembro de 1979, na sequência da morte de Agostinho Neto, líder do MPLA e primeiro Chefe de Estado após a independência.

Fonte: Correio da Manhã

Novo regime se prepara para assumir poder na Líbia.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Moustafa Abdel Jalil, líder do Conselho Nacional de Transição, na Líbia.
Moustafa Abdel Jalil, líder do Conselho Nacional de Transição, na Líbia.
AFP/Eric Feferberg

Ana Carolina Dani
O novo regime da Líbia se prepara para se instalar na capital Trípoli e assumir o poder político no país. A direção do Conselho Nacional de Transição (CNT), que lidera a oposição ao general Muamar Khadafi, afirmou, neste sábado, que a sede do movimento vai trocar a cidade de Benghazi por Trípoli na semana que vem.

Os rebeldes consideram que a transição política no país pode começar, apesar de Khadafi continuar escondido e de que as forças leais ao líder líbio continuam resistindo em pontos isolados do país.
As novas autoridades líbias também afirmaram, neste sábado, que as forças de ordem fieis ao novo regime já têm condições de garantir a segurança na capital. O responsável de questões militares do CNT, Omar al Hariri, pediu aos combatentes anti-Khadafi que deixem as ruas de Trípoli e voltem a suas casas. Ele garantiu que um novo exército está sendo criado.
"Estamos iniciando a criação de um novo exército nacional para proteger a democracia, as instituições líbias e os civis inocentes", disse.
No âmbito político, o representante do CNT no Reino Unido, Guma al-Gamaty, indicou que eleições gerais podem ser organizadas na Líbia em 20 meses.
"Durante 8 meses, o CNT vai dirigir a Líbia até que uma assembleia eleita pelo povo assuma o comando do país para redigir uma nova constituição e, após mais 1 ano, eleições gerais serão organizadas", afirmou em entrevista à rádio britânica BBC.
Cerca de 60 países do mundo já reconhecem o CNT como representante legítimo do povo líbio, inclusive a Rússia, que durante anos foi um aliado do regime de Khadafi.
Um enviado especial das Nações Unidas chegou neste sábado à Líbia para discutir com as novas autoridades a reconstrução, segurança e estabilidade do país.

fonte: RFI

Total de visualizações de página