Postagem em destaque

Ucrânia: Lula se recusa a entregar munição para tanques.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... O governo brasileiro se opôs ao pedido da Alemanha de entrega de mun...

terça-feira, 3 de março de 2015

Guiné-Bissau : M. Vaz assume alimentação Hospital de Cumura.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



O Presidente da República entregou quinta-feira um Cheque no valor de Nove Milhões de francos cfa ao Responsável do Hospital de Cumura.
O dinheiro é destinado às despesas de seis meses de alimentação dos doentes internados naquele centro hospitalar situado a cerca de 21 quilómetros de Bissau.
O Presidente, José Mário Vaz, decidiu apoiar o Hospital depois de um jantar que ofereceu a Missão Médica parceira da Fundação Ricardo Sanhá que se encontrava em Missão Humanitária no Hospital e Cumura e outros centros do interior da Guiné.
Durante o jantar, o Chefe do Estado ouviu do Frei Armando Cossa Responsável da Missão Católica de Cumura, como funciona o hospital,as dificuldades e quem são os benfeitores.
Sensibilizado com o nível de organização do hospital, da procura e dos tratamentos dados aos doentes, o Presidente decidiu ir no dia seguinte para um almoço com doentes internados.
E foi ali que anunciou em crioulo o seu compromisso em garantir alimentação dos doentes internados enquanto estiver no poder.
 " Vou entregar ao Bispo um cheque de nove milhões de francos cfa.
Enquanto eu estiver como Presidente da República a refeição de um milhão e meio está garantido até eu sair do poder na Guiné-Bissau".
"Por ser Presidente da República, Presidente de todos os guineenses estes doentes são meus doentes,são meus filhos porque me escolheram para ser Presidente",assegurou o Chefe do Estado.
Mensalmente a Direcção do Hospital gasta 1 milhão e meio de francos cfa,cerca de 2 mil e 400 euros. A partir de agora essa despesa vai ser acarretada pelo Presidente da República que vai disponibilizar 1 milhão de cfa e o Gabinete da Primeira Dama,Rosa Vaz vai afectar 500 mil fcfa.
O Hospital de Cumura foi construído por Dom Settímio Arturo Ferrazzetta,1º Bispo de Bissau, para o Tratamento dos doentes de Lepra.
Mais tarde com o crescimento da população em Cumura, o  Hospital alargou as áreas de serviço, tratando todas as patologias.
Indira Correia Baldé, em Bissau
#http://pt.radiovaticana.va

Empresários cabo-verdianos à procura de oportunidades de negócio na Guiné-Bissau.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Empresários cabo-verdianos chegam esta quarta-feira à Guiné-Bissau

Um grupo de 80 empresários cabo-verdianos desloca-se esta quarta-feira a Guiné-Bissau, numa missão que visa avaliar oportunidades de negócios e estabelecer parcerias a classe empresarial guineense.

Esta missão empresarial tem também como objetivo reforçar as relações bilaterais e comerciais entre os dois países lusófonos.

Durante a sua estada de quatro dias na Guiné-Bissau, a missão terá encontros com empresários guineenses, bem como visitas a pontos de interesse empresarial.

Energias renováveis, saúde, educação, formação profissional, ensino superior, turismo, pescas, reforma do Estado, modernização da Administração Pública e Previdência Social são algumas das áreas que os dois governos querem ver reforçadas as relações de cooperação.
Daniel Almeida, Cabo Verde
#abola.pt

Sengal: Palestras em Dubai - Como o Presidente Macky Sall mantem os Emirados em Dakar.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Os Emirados queriam bem suspender a sua companhia aérea com vôos entre Dakar-Dubai no próximo dia 27 de março, apesar da negação do Ministro do Turismo e de transportes aéreos, Abdoulaye Sarr Diouf.

De acordo com o “Libération” o presidente da República, Macky Sall, teria enviado uma missão para Dubai para salvar os males entendidos. Por que as autoridades dos Emirados Árabes Unidos estão dotados dos melhores sentimentos.

O presidente, de fato, deapachou para lá os seus ministros Amadou Bâ, Abdoulaye Diouf Sarr, Diène Farba Sarr e seu Director de gabinete Makhtar Cisse. Um resultado positivo é esperado. E para mostrar a sua boa-fé, os Emirados lançaram ontem o seu sistema de reservas que suspenderam por duas semanas, em preparação para a sua retirada.

De acordo com o "Liberation", Emirates teriam julgado o comportamento como inaceitável da Agência Nacional de Aviação Civil do Senegal (Anacim). Enquanto que a França assegura até lá a manutenção para aeronaves dessa companhia, o Anacim queria impor unilateralmente ... Ahs. Mas a companhia aérea dos Emirados, uma das melhores empresas do mundo, estimou que Ahs não tem as permissões necessárias para fornecer tal serviço. Os líderes desta empresa haviam deixado claro para o Anacim que eles não tinham a intenção de dar cumprimento à presente decisão. E enquanto o Anacim se mantiver preso a sua posição, os Emirados acabarão por decidir retirar-se de Dakar.

#seneweb.com

Curtas notícias da Guiné-Bissau.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

PAIGCS preocupado com desavenças entre os três principais dirigentes políticos
Domingos Simões Pereira, primeiro-ministro da Guiné-Bissau

O Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, no poder), vai juntar à mesma mesa o Presidente da República, José Mário Vaz, o líder do parlamento, Cipriano Cassamá e o primeiro-ministro Domingos Simões Pereira, para um esclarecimento sobre os motivos das alegadas desavenças entre os três.

A informação sobre este encontro, cuja data não foi revelada, foi avançada por fonte da direção PAIGC e é uma das principais conclusões da reunião política que decorreu ontem, sábado, 28 de fevereiro, em Bissau.

Os veteranos do partido auscultaram individualmente José Mário Vaz, Cipriano Cassamá e Domingos SimõesPereira, para saber se as alegadas desavenças entre os três têm fundamento ou não e quais os motivos.

Após estas diligências, os veteranos do PAIGC, que se manifestaram «preocupados com a falta de sintonia entre principais dirigentes políticos», auscultaram os 91 membros do ´bureau´ político, que, por sua vez, sugeriram um encontro entre as partes.

«A ideia é juntar os três numa mesa redonda para esclarecer os eventuais mal entendidos que possam existir», assinalou a mesma fonte da direção do PAIGC.
A Redação

Corrida para liderança da Câmara do Comércio anima a Guiné-Bissau.
Uma das candidaturas à Câmara do Comércio foi apresentada em Bissau (fotografia de arquivo)

Já se mexem as eleições para a liderança da Câmara do Comercio da Guiné-Bissau, uma das mais importantes organizações da sociedade civil do país.

As eleições ainda não têm uma data marcada mas deverão ter lugar, impreterivelmente, no mês de Março para que a nova direcção possa entrar em funções em Abril, indicou uma fonte da organização.
Este sábado, dois empresários, que se assumem como homens de ruptura com o passado, os empresários Mama Saliu Lamba e Braima Canté lançaram publicamente as suas candidaturas em comícios que mais se assemelhavam às campanhas político-partidárias tal era o entusiasmo e número de apoiantes num lado e noutro.

Mama Saliu Lamba apresentou a sua candidatura em Bissau e Braima Canté na vila de Safim, nos arredores da capital guineense. Perante apoiantes entusiastas, Saliu Lamba (empresário do sector dos combustíveis) e Braima Canté (que se dedica ao comercio da castanha do caju), prometeram, cada um à sua maneira, mudar a Câmara do Comércio, Industria, Agricultura e Servicos (CCIAS) a partir das próximas eleições.

Lamba, actual vice-presidente da CCIAS para as relações internacionais, disse que vai introduzir «a cultura de prestação de contas e afastar a Câmara do Comercio do jogo político», numa referência directa ao actual presidente da organização, Braima Camara, que é deputado ao Parlamento e um dos conselheiros do Presidente guineense, José Mario Vaz.

Braiam Canté prometeu fazer da CCIAS «uma instituição forte, dinâmica e unificadora de todo sector privado» para que possa ajudar no desenvolvimento do país.

Na liderança da Câmara do Comércio guineense há 11 anos, Braima Camara, empresário que também se dedica ao negócio da castanha do caju (principal produto de exportação da Guiné-Bissau) e dono de um conhecido hotel de Bissau, ainda não assumiu oficialmente a recandidatura a um terceiro mandatado, mas fontes que lhe são próximas garantem que deve avançar nos próximos dias.
Mussa Baldé, Guiné-Bissau
#abola.pt

Gâmbia: Os jogos de azar e outros proibidos (Oficial).

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Presidente Gambiano - Sr. Yahya Jammeh

As Autoridades gambianas emitiram um comunicado à imprensa anunciando nesta segunda-feira a proibição de qualquer forma de atividades como jogos de azar "jogos a dinheiro", com efeito imediato em todo o território gambiano.
Portanto, o Estado ordenou a cessação imediata das actividades de loteria, casinos e outras formas de jogos de azar no país.
"A sociedade gambiana foi construída com base na promoção de valores sociais positivos, como poupança e integridade em vez de ganância e avareza que são valores negativos.

Por isso, é dever do governo gambiano proteger e promover o bem-estar dos seus cidadãos ", diz o comunicado.

Segundo o comunicado, o alarmante número de pessoas, incluindo crianças que fugiram da escola para se envolver nessas práticas, justifica esta proibição. A outra razão é que alguns chefes de famílias gastam seu dinheiro em paris, privando as despesas para as suas famílias, segundo o comunicado.

Nos últimos anos, a Gâmbia tem visto a criação de muitas empresas de PMU no país, Entre eles o Primeiro Jogo e Companhia de Lotto na África Ocidental.

Assinatura: APA

#seneweb.com

Total de visualizações de página