Postagem em destaque

Ucrânia: Lula se recusa a entregar munição para tanques.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... O governo brasileiro se opôs ao pedido da Alemanha de entrega de mun...

sábado, 28 de novembro de 2015

Malema disse fechar sobre baixas observações sobre Mandela.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Mandla Mandela. FOTO | ARQUIVO

O Ícone Sul Africano Nelson Mandela tem sido defendido por seu neto mais velho, Mandla, contra um ataque pungente pelo político populista Julius Malema.
 
O líder do Partido da Liberdade Económica Fighters (FEP) disse na quarta-feira aos estudantes da Universidade de Oxford que o desvio da Carta de Mandela da Liberdade foi o início da "venda" da revolução.
 
"Ao Nelson nós celebramos agora é uma encenada o Mandela, que comprometeu os princípios da revolução, que são sintetizados na Carta da Liberdade", o Sr. Malema disse aos estudantes durante a sua visita ao Reino Unido.
 
Mas Mandla Mandela saiu com armas em punho na sexta-feira, descrevendo o líder da FEP como "desprovido de cultura, conhecimento e sabedoria."
 
"Discurso de Julius Malema sobre Madiba vendendo para fora a Carta da Liberdade é ridículo. Ele e seus comparsas na FEP têm mostrado desdém por tudo o que a Carta da Liberdade representa -. Incluindo a destruição do parlamento, que é a mais alta expressão da declaração Carta da Liberdade que o povo regerá [a si] ", disse o neto de Mandela.
 
Legado
 
Ele continuou: "Ele (Malema) é destituído da cultura, conhecimento e sabedoria, mas ele tem a intenção de fazer o parlamento ingovernável, agredir o legado de nossos heróis e ícones, corromper a nossa democracia e a condução de negócios às nossas costas", dizia a declaração .
 
Ele acusou o ex-líder do Congresso Nacional Africano e da Liga da Juventude de não ter nenhuma consideração para com os valores tradicionais africanos tais como o respeito pelos mais velhos.
 
"Como aqueles de muitos dos nossos fiéis e heróis, o legado de Madiba é inatacável e o bobo de Julius Malema é apenas isso, asneiras. Não há limites para o comportamento impertinente de Julius Malema. Desta vez foi o legado de Madiba que ele atacou. Ele não percebeu que ele estava cortando o próprio galho em que ele estava sentado ", disse Mandla Mandela.
 
Ele acrescentou que o legado de seu avô de construidor da nação, da reconciliador e promotor da coesão social mantem-se como uma obra monumental em andamento guiado pela Carta da Liberdade, Constituição Sul-Africana a, Declaração de Direitos da África do Sul e pelos 103 anos de luta travada pelo ANC e um dos mais amplos movimentos de libertação.

#africareview.com

Ministério da Saúde e UNFPA assinam acordo sobre construção de infra-estruturas sanitárias no sul da Guiné-Bissau.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Secretário de Estado da Gestão Hospitalar da Guiné-Bissau, Dr. Martilene Fernandes dos Santos e a representante do Fundo das Nações Unidas para a População (FUNUAP), Drª. Kourtoum Nacro rubricaram hoje(antes-de-ontem), quinta-feira (26 de Novembro), em Bissau, um Processo Verbal para a implementação de vários projectos de construção e reabilitação das infraestruturas hospitalares nas regiões de Quinará e Tombali.

Segundo reza o acordo, as partes se comprometem: a “Construir um Bloco Operatório para a Maternidade do Centro de Saúde de Buba; Reabilitação do Centro de Saúde e Residência de pessoal de saúde de Gã-Pará; Construção da Casa de Mães de Catió e Construção da Casa de Mães de Buba”.
O FUNUAP considerou ainda a finalização do Bloco Operatório de Bubaque, mas para que tal obra possa ser realizada, a propriedade do edifício e terreno em que este se encontra tem de ser clarificada, podendo o FUNUAP avançar com a finalização da obra caso se trate de uma propriedade do Estado da Guiné-Bissau.

O Secretário de Estado da Gestão Hospitalar, Martilene dos Santos manifestou-se satisfeito com estas iniciativas, tendo assumido o compromisso de tudo fazer para que os recursos financeiros destinados às iniciativas descritas no acordo sejam rigorosamente utilizados para os fins destinados.
Martilene dos Santos afirmou ainda não poupar esforços em combater “tendências ou comportamentos” que possam pôr em causa tais propósitos, bem como zelar pelo cumprimento “escrupuloso” dos prazos para as obras.

O acordo refere também que as partes comprometeram-se a observar as disposições internas e internacionais para a organização de concurso público aberto e garantir os princípios da transparência durante todo o processo do concurso e de execução das obras”.
O acto de assinatura deste acordo que resulta duma análise profunda do estado da cooperação entre as duas instituições sobre as questões mais prementes da Saúde Pública na Guiné-Bissau, teve lugar hoje a margem do atelier de validação do Plano de Acção do Programa do País (2016-2020 - Programa de Cooperação entre o Governo e o FUNUAP).

Por: Assessor de Imprensa
(Sec. Est. Gest. Hospt/MINSP)

Belolat Manuel Gô

Total de visualizações de página