Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Virgindade de brasileira leiloada por 600 mil euros em experiência para documentário.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...




A virgindade da brasileira Catarina  Migliorini, de 20 anos, que estava a ser leiloada na internet, foi hoje  arrematada por 780 mil dólares (601 mil euros), oferecidos por um japonês.


A "experiência" de Catarina faz parte de um projeto intitulado "Virgins  Wanted", do australiano Justin Sisely. No documentário, Sisely afirmou pretender  mostrar a "transformação" da primeira vez na vida dos jovens. 
Além da brasileira, também faz parte do projeto o russo Alexander Stepanov,  cuja virgindade foi vendida por três mil dólares (2.300 euros), num lance  feito por um comprador não identificado, no Brasil.  
 De acordo com o regulamento, a cena do ato não será filmada, apenas  os preparativos e depoimentos dos participantes, antes e após a experiência.
Em entrevistas à imprensa brasileira, Catarina disse ser "responsável  pelo próprio corpo" e não ver qualquer problema com a sua decisão, já que  "não está a prejudicar ninguém". 
A primeira vez dos jovens deverá ocorrer dentro de um avião, daqui a  dez dias. O documentário ainda não tem data de estreia.  
O leilão começou a 15 de setembro e hoje, último dia, cinco propostas  foram feitas por um australiano, um indiano e três americanos. 
Na página "online" onde decorreu o leilão, uma foto de Catarina aparece  coberta com uma faixa vermelha a dizer "Sold" [vendida, em inglês]. O comprador  é identificado apenas por "Natsu".  
fonte: Lusa

Gâmbia: Presidente gambiano demite ministro das Terras e Administração Regional

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Lamin Waa Juwara
Foto: Ministro Lamin Waa Juwara
Banjul, Gâmbia  (PANA) - O Presidente gambiano, Yahya Jammeh, demitiu segunda-feira o seu ministro das Terras, Administração Regional e Sobas, Lamin Waa Juwara, indica um comunicado da Presidência da Rwpública divulgado no mesmo dia.

Nenhuma razão foi avançada por esta demissão mas um comunicado indica que "o grande público está informado que o Presidente Yahya Jammeh, agindo em virtude das disposições  da Constituição da República da Gâmbia, decidiu demitir Lamin Waa Juwaara do seu posto de ministro, com efeito imediato".

Juwara, nomeado ministro em fevereiro último, era antes governador da região do Baixo Rio Gâmbia, indica-se. 

Antes de ingressar no Governo, Juwara era uma figura da oposição, radicalmente crítica ao regime de Yahya Jammeh.

fonte: Panapress

Total de visualizações de página