Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Dia da Europa - Primeiro-ministro enaltece papel ativo da União Europeia na resolução de diferentes crises políticas no país.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Bissau, 10 Mai 18 (ANG) – O Primeiro-ministro enalteceu o papel ativo desempenhado pela União Europeia na resolução pacífica  das crises políticas que assolam o país em particular a mais recente e que culminou no acordo para a criação do novo executivo.


Aristides Gomes que discursava quarta-feira na delegação da União Europeia em Bissau por ocasião da celebração do Dia da Europa, disse que esta organização através da cooperação com a Guiné-Bissau tem marcado de uma forma firme o apoio fundamental para a democratização e construção do Estado de Direito no país.

“Espero igualmente contar com apoio da União Europeia na realização de eleições legislativas previstas para 18 de Novembro do ano em curso”, disse.

O Primeiro-ministro disse que o seu executivo já está empenhado na preparação das referidas eleições, acrescentando que, para o efeito, conta com apoios da União Europeia em todos os aspectos.

Por sua vez, o embaixador da União Europeia na Guiné-Bissau elogiou o acordo alcançado entre os actores políticos guineenses na última cimeira da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) realizada em Lomé(Togo).

“A última cimeira da CEDEAO de Lomé está a dar os seus primeiros resultados depois de um longo período de estagnação se não retrocesso no progresso  do país”, frisou Victor Madeira dos Santos.

Aquele diplomata sublinhou que a nomeação de um Primeiro-ministro de consenso, a retoma dos trabalhos da Assembleia Nacional Popular, a formação de um governo inclusivo, a marcação das eleições legislativas para o dia 18 de Novembro deixa-lhe pensar com alguma certeza que, a breve a trecho, haverá um futuro diferente e melhor para a Guiné-Bissau.

“Os nossos irmãos guineenses merecem viver em paz e usufruir de  bem-estar”, almejou Victor Madeira dos Santos. 

 A celebração de 09 de Maio foi marcada com uma exposição de fotos e de panos de pentes, e  projecção de um vídeo sobre a cooperação entre a União Europeia e a Guiné-Bissau.  

ANG/ÂC/SG

ANGOLA: “MÃOS LIVRES” TEM RELATÓRIO COM NOMES DOS QUE RETIRARAM MILHÕES DO PAÍS.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Resultado de imagem para Bandeira de Angola

ANGOLA. A associação angolana “Mãos Livres” anunciou hoje que está disponível para entregar um relatório com os nomes de “dezenas” de cidadãos nacionais que de forma ilícita retiraram “milhões de dólares” de Angola para o exterior nos últimos anos.
A posição foi assumida pelo advogado e deputado eleito pela UNITA, David Mendes, um dos fundadores da associação de defesa dos direitos humanos “Mãos Livres”, numa reacção ao anúncio do Governo angolano, que diz desconhecer a quantidade de dinheiro existente no exterior do país ou quanto poderá recuperar no âmbito da nova legislação de repatriamento voluntário de capitais.
“Faremos sim a entrega deste relatório ao Governo angolano, porque se estamos numa perspectiva de recuperação do dinheiro que está no exterior do país e nós, com os elementos que temos e com outros que forem necessários, poderemos desta forma auxiliar o Governo a saber onde está parte do nosso dinheiro”, disse hoje David Mendes.
O ex-presidente das “Mãos Livres”, formada por advogados angolanos, informou ainda que o referido relatório elaborado há mais de cinco anos havia já sido entregue à Procuradoria-Geral da República (PGR) de Angola. Ou seja, em termos práticos, foi deitado ao lixo.
Segundo o advogado, dos nomes do relatório constam “altas figuras” do anterior Governo angolano, entre elas, afirma David Mendes, o ex-Presidente José Eduardo dos Santos, o ex-vice-Presidente, Manuel Vicente, ou o antigo chefe da Casa de Segurança do Presidente, general Hélder Vieira Dias “Kopelipa”.
“E demais figuras que faziam parte da grande estrutura do Governo angolano. À luz dessa mudança, desse novo contexto, penso que chegou o momento de não terem medo de inquirir essas pessoas e tudo fazerem para que o dinheiro volte a procedência”, sublinhou David Mendes.
Para David Mendes o relatório a ser entregue às autoridades é “um contributo da Associação Mãos Livres”, já que, observou, “as pessoas preferem não falar no assunto”.
“E acredito que outras pessoas que se dedicam à investigação económica poderão ser chamadas a contribuírem para que o dinheiro volte”, disse.
fonte: jornalf8.net

Opositor de 92 anos toma posse como primeiro-ministro da Malásia.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Veterano político da Malásia se tornou também o chefe de governo mais velho do mundo, aos 92 anos.
Mahathir Mohamad
Mahathir MohamadFoto: Roslan Rahman / AFP




O veterano opositor malaio Mahathir Mohamad, 92 anos, tomou posse nesta quinta-feira (10) como primeiro-ministro após a inesperada vitória eleitoral, e se tornou o chefe de governo mais velho do mundoMahathir fez o juramento oficial no Palácio Nacional, diante do rei.

Mahathir Mohamad, que foi primeiro-ministro do país de 1981 a 2003, venceu as legislativas de quarta-feira à frente de uma coalizão de oposição que derrotou o premiê Najib Razak, líder de uma coalizão que estava há 61 anos no poder.

Na cerimônia no Palácio Nacional, com séculos de tradição muçulmana malaia, Mahathir foi empossado pelo rei Sultan Mohamad V, na presença de aliados políticos e funcionários do governo. "Eu, Mahathir Mohamad, depois de ser eleito primeiro-ministro, prometo fazer o meu trabalho com todas as minhas habilidades, e serei fiel à Malásia e preservarei e defenderei a Constituição", acrescentou.

Após a posse, fogos de artifício brilharam no céu de Kuala Lampur. Antes, Mahathir e sua esposa, Siti Hasmah Mohamad Ali, entraram no palácio entre centenas de partidários agitando bandeiras e cantando o hino nacional. Mohamad Azlan Shah, membro do partido de Mahathir, presente entre a multidão, disse estar "muito orgulhoso". "Nossa batalha para mudar a política da Malásia não foi frustrada. Acredito que Mahathir pode fazer a mudança", disse à AFP.

História
O ex-médico deu seus primeiros passos na política em 1964 e liderou o país do Sudeste Asiático por 22 anos. Ele voltou à linha de frente da política para tentar derrubar Najib Razak, antes seu protegido e atualmente mergulhado em um escândalo de desvio de milhões de euros do fundo soberano 1MDB, criado quando chegou ao poder em 2009 para modernizar o país.

Embora alguns enxerguem Mahathir como o pai fundador da Malásia moderna, atribuindo-lhe o mérito de ter desenvolvido o país, relativamente rico, outros o acusam de ter aprisionado adversários e de incitar as tensões étnicas no país.

Quando ficou claro que a coalizão governista enfrentava uma derrota histórica, Najib desapareceu por horas e reapareceu apenas na manhã de quinta-feira para uma entrevista coletiva, na qual aceitou a decisão do povo. "Tivemos que esperar muito tempo para que isso acontecesse", declarou à Michael Larson, de 35 anos, eleitor dos arredores de Kuala Lumpur.  "Mahathir voltou para nos ajudar a resgatar o país. Agora vamos ver se ele cumprirá suas promessas", acrescentou.

A coalizão de oposição O Pacto da Esperança optou pelo vínculo entre Mahathir e os malaios para atrair o eleitorado nas eleições legislativas de quarta-feira. Durante a campanha, ele participou de vários comícios eleitorais no país, criticando Najib por sua má gestão da economia e pelo escândalo do 1MDB. "O maior erro da minha vida foi ter escolhido Najib" para se tornar primeiro-ministro, disse Mahathir a seus seguidores.

Após ser empossado, Mahathir deu uma coletiva de imprensa e garantiu que seus focos serão a economia e o custo de vida. Ele ainda alertou: "Descobrimos que algumas pessoas ajudavam um primeiro-ministro que o mundo condenou como cleptomaníaco", por isso, "cabeças vão rolar" nos ministérios.
Leia também...

Malásia: homem é acusado de mais de 600 agressões sexuais contra filha

Nas acusações, figuram 599 casos de sodomia, incestos, um estupro e outros crimes sexuais
Um homem foi acusado na Malásia de 626 agressões sexuais contra sua filha de 15 anos, 
crimes pelos quais poderá ser condenado a mais de 12.000 anos de prisão. A leitura de todo 
o processo contra esse pai divorciado de 36 anos levou dois dias, terminando nesta quinta-feira (10).
Nas acusações, figuram 599 casos de sodomia, incestos, um estupro e outros crimes sexuais. 
O homem se declarou inocente. Por cada caso de sodomia, o suspeito poderá pegar uma pena 
de 20 anos de prisão. Também deverá cumprir 20 anos de prisão por um caso de estupro e a mesma pena por outras 30 acusações de agressões sexuais.

O homem, que atuava na área de investimentos, foi detido em 26 de julho depois que a mãe da adolescente apresentou uma denúncia contra ele. Estupros e atos de sodomia são crimes severamente castigados na Malásia.

Em 2015, um policial foi condenado a 100 anos de prisão por ter estuprado uma adolescente de 13 anos
em um hotel da Ilha de Bornéu.

Presidente da Bolívia: Evo Morales afirma que Trump é 'a pior ameaça para a humanidade'.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

fonte: pravda.ru


foEvo Morales afirma que Trump é 'a pior ameaça para a humanidade'. 28741.jpeg 
Evo Morales afirma que Trump é 'a pior ameaça para a humanidade'
O presidente da Bolívia, Evo Morales, chamou o seu colega dos EUA, Donald Trump, de "a pior ameaça à humanidade" pela decisão de romper o acordo nuclear internacional com o Irã.
"Ao impor sanções e romper o acordo nuclear com o Irã, os EUA estão isolados do mundo e revelam seu plano nefasto para continuarem sendo um país com a capacidade para produzir bombas nucleares", anunciou o líder boliviano em sua conta no Twitter.
Morales lembrou que os EUA "já usaram (armas nucleares) para matar milhares em Hiroshima e Nagasaki", em referência ao bombardeio que forçou a rendição do Japão no final da Segunda Guerra Mundial, em 1945.
 "Trump é a pior ameaça para a humanidade", disse o presidente boliviano, que na terça-feira tinha denunciado em outro tweet que a decisão do governo dos Estados Unidos demonstrou que o país "está comprometido com a destruição, morte e desestabilização do Oriente Médio".Essa medida unilateral dos Estados Unidos, anunciada por Trump em 8 de maio, foi tomada "com o único objetivo de se apropriar dos recursos naturais da região", acrescentou Morales.
Trump considerou prejudicial para o seu país e perigoso para a paz mundial o pacto de 2015, que libertou o Irã das sanções econômicas e políticas em troca da suspensão de seus planos de desenvolvimento nuclear.
A decisão de Trump suscitou preocupação das potências europeias, como Alemanha, França e Reino Unido, que pretendem honrar o acordo celebrado com o Irã.

Brasil: Manifesto 400 advogados acusam Moro de abuso de autoridade.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

 Fonte de informações: 

Pravda.ru

 
Manifesto: 400 advogados acusam Moro de abuso de autoridade. 28733.jpeg

Manifesto: 400 advogados acusam Moro de abuso de autoridade

O desprezo pelo direito de defesa alcança outro patamar
Fonte: Conversa Afiada
Conversa Afiada mostrou no sábado 28/IV como o Tribunal Regional Federal da 1ª Região deu uma cacetada no Judge Murrow por ele ter ignorado decisão do TRF-1 e mantido a ordem de extradição de Raul Schmidt, que está em Portugal e é investigado por suposto pagamento de propina a ex-diretores da Petrobras
(Clique aqui para relembrar o caso).
Nesta quarta-feira 2/V, um grupo de cerca de 400 advogados divulgou um manifesto em defesa de Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, e Diogo Malan, que defendem Schmidt, e contra mais um abuso de autoridade de Moro:
As entidades representativas da classe e os advogados abaixo assinados, em defesa das prerrogativas da advocacia, vêm de público lançar um grave alerta em vista de decisão do juiz federal Sergio Fernando Moro, que determina expressamente que as autoridades envolvidas num processo de extradição desconsiderem liminar concedida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região e prossigam com a tramitação da sua ordem. Afirma que os advogados omitiram informação para poderem obter tal liminar. O referido magistrado, em uma só assentada, ofende a jurisdição do tribunal, os advogados de defesa e ultrapassa seus deveres funcionais como magistrado.
A 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região manifestou em nota pública "[ser] inimaginável, num Estado Democrático de Direito, que a Polícia Federal e o Ministério da Justiça sejam instados por um juiz ao descumprimento de decisão de um tribunal, sob o pálido argumento de sua própria autoridade". É inimaginável, ainda, acrescentamos, que um magistrado se utilize dos autos do processo para colocar em dúvida a ética profissional dos advogados de uma das partes, sem qualquer fundamentação.
É preciso reafirmar, alto e bom som, que o advogado é indispensável à administração da Justiça, a ele é garantido tratamento igualitário perante os demais agentes do sistema, seja o membro do Ministério Público, seja o próprio magistrado, tudo como garantia do pleno exercício de sua atividade profissional na defesa dos direitos e garantias individuais daqueles que representa.
A escalada de desprezo pelo direito de defesa e pela própria advocacia alcança agora outro patamar, que precisa ser derrubado antes que possa se estabelecer como praxe. A criminalização da advocacia pelo magistrado que deveria conduzir os autos com imparcialidade e isenção configura-se abuso de autoridade, desvio de função e, se não incontroversamente contido, dá impulso aos cada vez mais frequentes abalos que afetam pilares fundamentais do Estado de Direito.
Rendemos nossas homenagens aos advogados Antonio Carlos de Almeida Castro (Kakay) e Diogo Malan, ofendidos em seu ofício, e instamos as autoridades de controle do Judiciário a assumirem seu papel institucional. É preciso conter de imediato o avanço de posturas voluntaristas e autocráticas no Judiciário, que poderão ter um custo insolvável à democracia no Brasil.

O LIDER A PRAZO SOFRE DE CRISE DE DIAREIA AO TOMAR CONHECIMENTO DO PEDIDO DE LEVANTAMENTO DA SUA IMUNIDADE PARLAMENTAR.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...




Engº Domingos Simões Pereira foi indiciado de crime de corrupção e de ter REBENTADO A ECONOMIA NACIONAL, cometendo o Crime de lesa-pátria, no caso do RESGATE, pelo que foi solicitado a ANP o levantamento da imunidade, para ser interrogado pelo Ministério Público-

O NHU DOMINGOS SASSA-MOTEMA, JÁ VINHA ENGENDRANDO NOVO PLANO E ESQUEMAS, PARA DESFERIR NOVOS GOLPES E REBENTAR OS DINHEIROS DE ESTADO NO COFRE DE ESTADO.

TENTA ORGANIZAR SEUS BANDOS DE CRIMES ORGANIZADOS, PARA ALICIAR ELEMENTOS DO MINISTÉRIO PUBLICO COM DINHEIROS PARA ENGANAR E FINTAR MAIS UMA VEZ A JUSTIÇA GUINEENSE.

NÓS TRABALHAMOS. ELES COMEM E DEPOIS DIZEM COBRAS E LAGARTOS CONTRA O PRESIDENTE JOMAV.

Leia também:

DEPOIS DE «MENHÉR MENHÉR DO PAIGC!», QUE LEVA O NOVO GOVERNO GUINEENSE A SUSPENDER GOVERNADORES REGIONAIS, AGORA É A VEZ DO DSP INSTRUIR SEUS CAMARADAS NO GOVERNO A INICIAREM AÇÕES DE CAPTAÇÃO DE FUNDOS JUNTO DAS INSTITUIÇÕES E DOS DEPARTAMENTOS GOVERNAMENTAIS QUE TUTELAM, COM EFEITO, ALGUNS MINISTROS MAIS MAIS CARENTES OU ESFOMEADOS JÁ DÃO LARGAS AS SUAS APETÊNCIAS.
ESTE LIDER CESSANTE DO PAIGC NÃO PRESTA MESMO.

GUINÉ-BISSAU ANUNCIA REGRESSO ÀS NEGOCIAÇÕES DO ACORDO DE PESCA COM UE.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Era de esperar que os fantoches (do PAIGCWOOD) no governo retomassem as negociações do acordo de pesca com os mafiosos da UE (União de Exploradores sobejamente conhecida por União Europeia). Por esta e por outras razões os corruptores da UE querem a todo o custo a quadrilha do PAIGCWOOD no poder, ou seja, sabem que com o PAIGCWOOD no poder tudo é possível e fácil, com a inclusão dos agentes da UE e outras organizações no governo, as negociatas que estavam em curso mas travadas pelo Presidente JOMAV   serão retomadas. 

Se calhar o Papú (PM Aristides Gomes) tomou um copito de tintola e uma cervejola na festa  por isso fez essa declaração infeliz. Estamos atentos às negociatas. 

A Guiné-Bissau vai retomar as negociações do acordo de pesca com a União Europeia, anunciou o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes.

"Vamos dar instruções para que nós retomemos as negociações com a União Europeia no domínio das pescas", afirmou Aristides Gomes.

O chefe do Governo guineense falava na quarta-feira à noite na festa do Dia da Europa, que decorreu nas instalações da União Europeia em Bissau.
O governante explicou que, apesar de o acordo de pesca ser um dossiê comercial, a União Europeia, sendo o principal doador do mundo, "tem levado essas negociações na base de um espírito de cooperação, de solidariedade e não na base puramente comercial".

A parceria no setor da pesca entre a União Europeia e a Guiné-Bissau terminou em novembro de 2017, sem que as partes tivessem chegado a acordo para a sua renovação.

O acordo permite que navios de Espanha, Portugal, Itália, Grécia e França pesquem nas águas guineenses e inclui a pesca de atum, cefalópodes (polvos, lulas, chocos), camarão e espécies demersais (linguados e garoupas).

No discurso, Aristides Gomes disse também contar com o apoio da organização europeia para as eleições legislativas, que se devem realizar a 18 de novembro.

"Nesta fase, em que estamos a preparar as eleições na Guiné-Bissau, vamos contar com a União Europeia, como sempre contamos em todos os aspetos", disse o primeiro-ministro.

"Já conhecemos o montante avançado pela Comissão Europeia" para o financiamento das eleições, disse, sem dar mais pormenores.

O primeiro-ministro guineense sublinhou também que a Guiné-Bissau espera continuar a contar com a União Europeia no "acompanhamento e solidariedade" para "resolver os problemas internos de desenvolvimento e democracia".

Fonte: https://www.dn.pt

GOVERNO GUINEENSE DISPOSTO A DIALOGAR COM A UNTG.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Ministro da Presidência do Conselho de Ministros e Assuntos Parlamentares diz que o governo está disposto em continuar a dialogar com a União Nacional dos Trabalhadores da Guiné para encontrar uma solução a reivindicação.

Desejo foi manifestado esta quinta-feira (10 de Maio) pelo Agnelo Regala depois do primeiro conselho de ministros liderado pelo Aristides Gomes.

«Embora considerando que não teve tempo suficiente para sentar e poder delinear as vozes destes diálogos, mas a grande verdade é que o governo está disposto a dialogar com os funcionários públicos para encontrar as melhores soluções para o problema. Sabemos que é um direito que cabe ao sindicato e não pomos em causa isso, mas a grande verdade é que o governo, apela também aos sindicatos para que têm em conta que acaba de ser nomeado e é um governo que precisa de algum tempo para poder analisar aquilo que foi estabelecido com os governos anterior, que é inconstitucional», observou.

Confrontado com assuntos ligados a suspensão e demissão de alguns governadores regionais, Regala diz que, “há uma evolução e em breve haverá uma informação sobre o assunto e que haverá um consenso, porque de facto, este é uma fase em que o governo é inclusivo e o primeiro-ministro é do consenso e todas as acções devem ser na medida de possível consensualizadas ”.

Agnelo Regala sublinhou por outro lado que a reunião serviu também para o primeiro-ministro apontar as grandes linhas de orientação para cada sector de governação que tem por objectivo essencial a preparação e a realização das eleições legislativa na data prevista.

Os 26 membros do Governo resultaram de um consenso político alcançado entre os dois principais partidos, o PAIGC e o PRS depois de intensas negociações promovidas pela CEDEAO. O governo foi empossado no passado dia 26 de Abril e duas semanas depois reuniu o conselho de ministros.

Por: Braima Sigá/radiosolmansi com Conosaba do Porto

BARCELONA: JOGO NA ÁFRICA DO SUL PARA HOMENAGEAR NELSON MANDELA.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Equipa espanhola vai jogar frente à equipa sul africana Mamelodi Sundowns, em Joanesburgo.


O Barcelona anunciou, nesta quinta-feira, a sua presença num jogo de homenagem a Nelson Mandela, frente ao Mamelodi Sundowns, na África do Sul.

O jogo, agendado para 16 de maio, será disputado em Joanesburgo, e vai assinalar o centenário do nascimento do antigo presidente sul-africano.

«O Barcelona sempre manifestou uma grande admiração por Nelson Mandela, uma das grandes figuras do século XX, que após 27 anos de prisão se tornou presidente da África do Sul», refere o clube blaugrana no seu site oficial.

O clube catalão já tinha prestado a sua homenagem a Mandela, aquando da sua morte em 2013, ao jogar com uma fita preta numa partida frente ao Cartagena.

Esta será a segunda vez que o Barcelona disputa um jogo na África do Sul. Em 2007, num jogo amigável perante o mesmo adversário, os catalães venceram por 2-1, diante de 50 mil espectadores.

Na altura, uma delegação do clube espanhol, que incluiu Andrés Iniesta, visitou Nelson Mandela em Joanesburgo, na sede da sua fundação.


Conosaba/maisfutebol

1º de Maio: o maior estádio do mundo fica na Coreia do Norte.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Fonte de informações: 

Pravda.ru

 
1º de Maio: o maior estádio do mundo fica na Coreia do Norte. 28745.jpeg

1º de Maio: o maior estádio do mundo fica na Coreia do Norte

Rungnado 1º de Maio. Este é o nome do maior estádio do mundo, localizado em Pyongyang, capital da Coreia do Norte. A denominação deriva da ilha fluvial de Rungna, no Rio Taedong, próximo ao local de sua construção, e do Dia dos Trabalhadores, uma vez que o estádio foi inaugurado em 1º de maio de 1989.
Com capacidade para impressionantes 150 mil pessoas sentadas, ele é reconhecido internacionalmente como o maior estádio do mundo. Os jornais esportivos frequentemente divergem entre si nas posições inferiores da lista de maiores estádios do globo.
De acordo com o site britânico Business Insider, o segundo maior estádio é o Camp Nou (Barcelona). Já o também britânico The Sun coloca em sua lista uma série de estádios de universidades americanas entre os dez maiores. Outro jornal inglês, o The Guardian posiciona em seu ranking um estádio da Índia, um da Malásia e o Azteca do México no topo das gigantescas construções esportivas. Mas, em todos esses casos, o Rungnado sempre aparece por unanimidade em primeiro lugar.
Entretanto, o estádio norte-coreano não costuma receber jogos de futebol. A maioria das partidas da seleção nacional é disputada no Estádio Kim Il Sung. Os grandes eventos no Estádio 1º de Maio são as edições do tradicional festival artístico Arirang.
Contudo, foi em um evento internacional de luta livre, em 1995, que o estádio recebeu o seu maior público. Maior até que suas arquibancadas comportam: 190 mil pessoas. Além disso, recebeu as cerimônias de abertura e de encerramento do 13º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes, logo após ser inaugurado.
A arquitetura do estádio é inspirada em uma magnólia, a flor típica da Coreia do Norte. São 16 arcos que sobem do chão até mais de 60 metros de altura e compõem a fachada e o teto do estádio.
Sua área de construção é de cerca de 166.000 m² e o espaço total do terreno é de cerca de 207.000 m².
O estádio esteve fechado para reformas em 2014 mas, ao contrário da maioria de estádios de futebol pelo mundo, as reformas não diminuíram sua capacidade.
Pravda.Ru

Total de visualizações de página