Postagem em destaque

CONCESSÃO DO PRÊMIO HOUPHOUET BOIGNY PELA BUSCA DA PAZ EM RCI: Os marfinenses poderão finalmente se olhar no espelho?

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Realiza-se esta quarta-feira, 8 de fevereiro de 2023, em Yamoussoukr...

terça-feira, 27 de abril de 2021

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


A polícia italiana fez 99 prisões em Bari, no sul de La Botte, na manhã de segunda-feira durante uma operação em grande escala contra a Máfia, relata a agência de notícias Ansa. Os suspeitos são líderes e associados do clã Strisciuglio, disse a polícia.

Eles são acusados ​​de extorsão, tráfico de drogas e formação de quadrilha, entre outros. A polícia já havia visado o clã Strisciuglio baseado em Puglia em operações anteriores em março. As mesmas acusações foram mantidas. A polícia dará uma entrevista coletiva por volta das 11h, durante a qual mais detalhes sobre essas últimas detenções serão aguardados.

Além disso, a polícia realizou buscas em 14 províncias do país contra a máfia nigeriana Black Axe, acusada de tráfico de drogas, prostituição forçada, fraude e lavagem de dinheiro com o uso de criptomoeda, disseram investigadores da cidade. a leste de Roma.

Grandes operações
A polícia italiana endureceu recentemente suas ações contra as máfias ativas no país e realizou grandes operações que culminaram em várias dezenas de detenções. Além disso, um julgamento extraordinário contra mais de 300 supostos membros da máfia calabresa 'Ndrangheta foi aberto em janeiro em Lamezia Terme, no sul.

fonte: seneweb.com

SENEGAL: Casamance - Rebeldes abrem fogo contra o exército

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Soldados, que destruíam vastos campos de cânhamo indígena em Casamance (sul), foram atacados por indivíduos armados.

Segundo Les Échos, que cita a DIRPA, o atentado ocorreu na passada quarta-feira perto da aldeia de Néma Djinaré, na comuna de Djibidionne, no setor de Bignona).

Seguiu-se então uma troca de tiros que obrigou os perpetradores a recuar.
A DIRPA cita um número "indeterminado" entre os agressores e afirma que os militares não sofreram danos.

fonte: seneweb.com

Total de visualizações de página