Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

quarta-feira, 25 de maio de 2016

GUINÉ-BISSAU - ESSE É O PAÍS ONDE NÃO SE PODE SONHAR COM UM AMANHÃ MELHOR, PODES CRÊR!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



PREZADO LEITOR,

EU, NA MINHA SIMPLES CRENÇA E DISPOSIÇÃO PARA SE AFIRMAR PERANTE QUALQUER UM, QUE ESTE PAÍS UM DIA SERÁ O PAÍS DO SONHO DE AMILCAR CABRAL, HOJE, A VOCÊ MEU CARO LEITOR, EU DIGO: NÃO ALIMENTE A ESPERANÇA DE QUE ISSO ACONTECERÁ, PELO MENOS A CURTO OU A MÉDIO PRAZO.

UM PAÍS ONDE NADA FUNCIONA ADEQUADAMENTE E DA PARTE DE QUEM QUER QUE SEJA, NÃO SE PODE COPIAR EXEMPLOS BONS - ESTE PAÍS SE CHAMA GUINÉ-BISSAU.

JÁ LÁ VÃO APROXIMADAMENTE 10 MESES QUE O PAÍS ESTÁ PARADO, MAIS UMA VEZ ESSA SITUAÇÃO SE DEVEU À TROCA-TROCA DE CARGO DE PRIMEIRO MINISTRO. ENQUANTO ISSO E APESAR DO POVO VIVER NO SUFOCO, ELE AINDA SE ALIMENTA DE MÍNIMA ESPERANÇA DE QUE ALGO VAI ACONTECER E ACONTECERÁ PARA MELHOR.

O PRESIDENTE QUE ENTRA CALADO E SAI MUDO NAS DIVERSAS SESSÕES, ENCONTROS E REUNIÕES INFRUTÍFEROS QUE REALIZA COM PARTIDOS DIVERSOS E COMUNIDADE INTERNACIONAL, AINDA SONHA UM DIA TER SOLUÇÃO PARA OS PROBLEMAS DESSE PAÍS. MAS CONTANDO O TEMPO, OS DOIS ANOS JÁ SE PASSARAM SEM QUE ELE CONSIGA DEMONSTRAR QUE TEM SOLUÇÃO PARA OS PROBLEMAS DA GUINÉ-BISSAU EM SUAS MÃOS.

OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS. COITADOS, ESSES REZAM DE PÉS JUNTOS PARA QUE O MILAGRE ACONTEÇA - QUE O SALÁRIO DO MÊS DE MAIO SEJA PAGO.

ESPERANÇAS - ATÉ AQUI NENHUMA! MOREM GENTE TODOS OS DIAS EM HOSPITAIS PÚBLICOS. A GREVE PERDUROU O TEMPO SUFICIENTE PARA QUE MUITAS FAMÍLIAS VISSEM SEUS ENTES QUERIDOS PARTIR PARA O OUTRO LADO DO MUNDO DEIXANDO PARA TRÁS, UM ÓDIO E INDIGNAÇÃO QUE REINARÃO PARA SEMPRE CONTRA OS ACTUAIS DIRIGENTES DO PAÍS. O REFLEXO DE SUCESSIVAS PARADAS EM NOSSAS ESCOLAS PÚBLICAS MOTIVADAS POR GREVES DECORRENTES, É SENTIDO OU VISTO NA QUALIDADE DE ENSINO JUNTO DOS NOSSOS ALUNOS. O NÍVEL MUITO BAIXO E O PORTUGUÊS, NOSSA LÍNGUA OFICIAL, COITADO, ESTÁ DE LÍNGUAS AMARADAS. SÃO TROPEÇOS GRITANTES NO USO DA GRAMÁTICA E NO ACTO DA  LEITURA. QUE FUTUROS QUADROS TEREMOS?!    

VOCÊ QUE ESTÁ FORA, QUE GANHOU SUA FORMAÇÃO E TEM CHANCES DE CONQUISTAR EMPREGO ONDE SE ENCONTRA, NÃO TROQUE POR NADA O PAÍS ACOLHEDOR POR ESTE. AQUI AS DECEPÇÕES SÃO INÚMERAS E COM CERTEZA PODEM TE LEVAR À FRUSTRAÇÃO. UM DOUTOR FORMADO EM QUALQUER QUE SEJA UNIVERSIDADE DE NOME, AQUI PODE SER ESTAGIÁRIO E CRITÉRIOS PARA DEFINIÇÃO DO CARGO SÃO DESCONHECIDOS. ÀS VEZES PARA MATAR A SUA FOME VOCÊ PODE CAIR NO RISCO DE ACEITAR UM CARGO QUALQUER, MAS O PROBLEMA É QUE SE VOCÊ SE ACOMODA PERMANECERÁ NELE POR UM BOM TEMPO.

O GUINEENSE MUDOU MUITO SEUS BONS MODOS NOS ÚLTIMOS TEMPOS. VOCÊ QUE ESTÁ FORA HÁ MUITO TEMPO, NÃO CAIA NA ILUSÃO DE QUE TEM AMIGOS. A FALTA DE CARÁCTER, FALSIDADE, EGOÍSMO, MENTIRA ASSOMBRAM O GUINEENSE ACTUAL. ELE HOJE PROMETE MUITO NO LARGO E DÁ POUCO NO ESTREITO. NÃO QUERO TE ASSUSTAR COM ESSA MINHA MENSAGEM, QUERO SIM, TE ALERTAR PARA QUE ESTEJAS PREVENIDO. SE TIVERES OPORTUNIDADE DE VIR PASSAR UNS DIAS POR AQUI, COM CERTEZA VOCÊ TERÁ PROVAS DE TUDO QUE LHE FALEI. NÃO CAIA NA DESGRAÇA DE PENSAR QUE TENS AMIGOS E, SENDO ASSIM, CAIR NA DESGRAÇA DE DESFRUTAR COM ELES ALGUNS MOMENTOS PAGANDO PARA ELES. ENQUANTO VOCÊ ESTIVER EM ALTA, VOCÊ VAI SER BEM QUISTO E O SEU TELEMÓVEL NÃO VAI PARAR DE TOCAR, MAS QUANDO A DESGRAÇA TE BATE A PORTA, ELES SÃO OS PRIMEIROS A FUGIR DE VOCÊ, FIQUE ATENTO.

UM GRANDE ABRAÇO, CARO LEITOR.

SAMUEL,

GUINÉ-BISSAU: PRS NEGA QUE TENHA RECUSADO AO CONVITE DO PRESIENTE A REPÚBLICA PARA FORMAR UM NOVO GOVERNO-

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Bissau, 24 mai. 16 (ANG) – O Partido da Renovação Social (PRS), negou hoje as informações postas a circular no site do jornal “O Democrata” segundo as quais o partido irá recusar ao convite do Presidente da República para a busca de uma solução governativa para o país com vista a ultrapassar a crise política vigente.

O Porta-Voz do PRS, Victor Gomes Pereira, disse à Agência de Notícias da Guiné-ANG que a sua formação política já reagiu atraves de um desmentido formal à essas informações avançadas pelo site de O Democrata.

Victor Gomes Pereira garantiu que neste momento, o PRS está reunindo o seu órgão executivo para a procura de uma solução governativa para a actual crise política que se vive no país.

Na sua edição "on line" de segunda-feira o Jornal O Democrata citando um membro da Comissão Executiva do PRS afirmava que o PRS iria declinar ao convite do Presidente da República para encontrar uma soluçao governativa com sustentabilidade parlamentar..

De acordo com aquele jornal, a fonte justificava essa posição com o facto do PRS não ter ganho as últimas eleições legislativas. 

“Não podemos em circunstancia alguma assumir a chefia do governo. Todavia o PRS está disposto a participar numa solução da crise", disse a fonte ao O Democrata

ANG/FGS/SG/Conosaba

"SOLUÇÃO É PÔR UMA MULHER A LIDERAR GOVERNO", DIZ IMPOSSA IÉ


Bissau, 24 Mai 16(ANG) - A solução para a crise política na Guiné-Bissau passa pela nomeação de uma mulher como Primeira-ministra, propôs segunda-feira Empossa Ié, um antigo candidato presidencial guineense e conselheiro do actual chefe de Estado.

Segundo refere, a crise seria "rapidamente ultrapassada" se fosse formado um Governo chefiado porOdete Semedo (actual ministra da Educação), Cadi Seidi (ministra da Saúde) ou Suzi Barbosa(secretaria de Estado da Cooperação Internacional).

As três mulheres são dirigentes do PAIGC.

A proposta, que já se encontra na posse dos partidos com assento parlamentar, prevê a divisão de pastas por todos os partidos, com e sem assento parlamentar, Presidência da República e um grupo de 15 deputados dissidentes do PAIGC.

Empossa Ié, ex-emigrante na Itália, que já foi candidato à Presidência da República em três ocasiões, dá a cara por um partido sem representação parlamentar, o Centro Democrático.

ANG/Lusa/Conosaba

GUINÉ-BISSAU: SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA GUINÉ-BISSAU INDEFERIU HOJE 'LIMINARMENTE' O RECURSO DO COLECTIVO DOS ADVOGADOS DA MESA DA ASSEMBLEIA NACIONAL POPULAR.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Confira o DESPACHO...





Fonte: Braima Darame/Conosaba

ANGOLA: VAMOS BRINCAR À… CPLP

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

elefante-branco-cplp

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Augusto Santos Silva, disse hoje desconhecer as razões da oposição de Angola ao facto de Portugal não assumir o Secretariado Executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), referindo-se a uma interpretação dos estatutos.

“Não conheço as razões da oposição, tinham-me dito que era uma interpretação dos estatutos e a invocação de regras supostamente prevalecentes em organizações internacionais”, referiu Augusto Santos Silva em declarações à Lusa e Antena 1, à margem do V Encontro “Triângulo Estratégico: América Latina-Europa-África”, que hoje terminou em Lisboa.
O dirigente nacional do PS, Vítor Ramalho, lamentou hoje o facto de Portugal não assumir agora o Secretariado Executivo da CPLP e considerou que a oposição de Angola se deveu a “problemas da banca”.
“Posso explicar a proposta que Portugal fez”, assinalou o ministro.
“Quando Portugal se deu conta de que o facto de o Brasil ocupar a presidência e Portugal o secretariado executivo ao mesmo tempo, que pela primeira vez desde a fundação da CPLP nenhum país africano teria posição de liderança na organização durante um biénio e que isto podia constituir um problema para os nossos amigos dos países africanos, Portugal imediatamente propôs uma solução que nos parece simples, prática e que resolve esse problema. Simplesmente trocar a ordem com São Tomé. Foi isso o decidido, é isso que se fará”, explicou.
Numa alusão à polémica sobre a data da próxima cimeira da CPLP, considerou a posição de Lisboa muito simples: “Cabe ao Brasil organizar a próxima cimeira de chefe de Estado e Governo da CPLP. O Brasil saberá quais são as datas que lhe convêm mais, e fará a proposta dessas datas quando sentir que está em condições de o fazer. E rapidamente chegaremos a uma data”.
Numa observação final, o ministro dos Negócios Estrangeiros referiu que a evolução da situação política brasileira é seguida “com atenção” mas também com “o respeito devido a decisões que são decisões internas do Brasil”.
A função de Portugal no designado “Triângulo América-Latina-Europa-África”, tema que também abordou na sua intervenção, deverá incluir na perspectiva do chefe da diplomacia três vectores fundamentais.
Assim Portugal deve “manter o protagonismo ao mais alto nível que caracteriza a participação portuguesa do ponto de vista político-diplomático”, um país que “sempre fez questão de se representar ao mais alto nível, isto é, Presidente da República, primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros, em todas as cimeiras da CPLP e em todas as cimeiras da Conferência Ibero-americana”.
“Tenho o gosto de dizer, que é público, que essa linha continuará com este Governo e este Presidente”, frisou.
O segundo segmento concreto deverá residir numa forte aposta na “cooperação triangular, cooperar na cooperação”, como assinalou: “Portugal, o Chile e a Argentina cooperarem na cooperação com África, Portugal e o Brasil reforçarem e estimularem a sua cooperação com África, Portugal e Angola cooperarem na cooperação com países terceiros…”.
Por último, “apostar tudo na difusão das duas grandes línguas da ibero-américa”, com o Governo a privilegiar naturalmente o português, e numa lógica adicional “de pensarmos que o bloco de duas línguas de compreensão recíproca chamadas português e espanhol, ser o segundo bloco de língua materna mais falado no mundo”, mas sem que a língua portuguesa perca a sua identidade.
As perspectivas em torno da mobilidade académica foi outro aspecto abordar pelo chefe da diplomacia, e num espaço triangular vasto e para o qual Portugal também poderá contribuir.
http://jornalf8.net/

ANGOLA: NOVO CÓDIGO PENAL PREVÊ 30 ANOS DE PRISÃO.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

NOVO CÓDIGO PENAL PREVÊ 30 ANOS DE PRISÃO

O anteprojecto que está a ser debatido, desde ontem, em Luanda, mantém em aberto a descriminalização do aborto e aumenta as penas de prisão de 3 meses a 25 anos , segundo o ministro da Justiça.
O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Rui Mangueira, disse, ontem, em Luanda, que a proposta de lei que aprova o Código Penal visa garantir uma política criminal e de reforma da justiça penal que contemple respostas à grande, média e pequena criminalidade, potenciando a superação das insuficiências e a aposição de melhorias do mesmo. No que diz respeito às questões   de descriminalização do aborto e a redução da idade penal, levantadas em 2011, Rui Mangueira esclareceu que todas essas preocupações foram acolhidas e devidamente analisadas, com precisão, apesar de informar que a segunda (redução da idade penal) deverá manter-se por enquanto, no estado em que se encontra. “Nós compreendemos que as questões que foram feitas anteriormente foram no sentido de olharmos com bastante profundidade sobre elas, e é verdade que a resolução tem os seus critérios, que passam, necessariamente, por um conjunto de condições que o Estado deve criar, de modo a poder reintegrar socialmente todos os indivíduos com menos de 16 anos”, disse.
Salientou que, no referido contexto, as penas de prisão passam a ter a duração mínima de três meses e a máxima de 25 anos, podendo chegar até aos 30 anos por força da punição da reincidência e do concurso de crimes ou em resultado de prorrogação da pena, nos casos em que a lei impõe. O governante, que falava na abertura do seminário para a apresentação do anteprojecto do Código Penal, no âmbito dos trabalhos da Comissão da Reforma da Justiça e do Direito, referiu que o mesmo prevê ainda combater a corrupção, as drogas a criminalidade organizada e económico-financeira, bem como a instituição e reforço do sistema de justiça ao serviço dos Direitos Humanos. Por outro lado, o ministro disse que o referido projecto, reforma completamente o sistema e a escala de penas dos artigos 55º, 56º e 57º do código penal de 1886, o que significa a anulação da distinção entre penas maiores e penas correccionais, instituindo como penas principais a pena de prisão e a multa, aplicadas em alternativa, eliminando, nessa sequência, o recurso a penalidades mistas e consagrando pela primeira vez as penas acessórias.
Na ocasião, o ministro mencionou que se trata de um trabalho começado há bastante tempo e, embora não seja ainda um projecto acabado, garantiu que irá trazer grandes evoluções ao sistema jurídico angolano. Aditou que o mesmo compõe um conjunto de legislação avulsa que está a ser incorporada no Código vigente. “Houve uma consulta pública em 2011, onde foram recolhidas muitas opiniões e estas também já estão incorporadas no Código”, informou o ministro, alegando que o trabalho que actualmente está a ser feito tem como finalidade aprimorar e enriquecer o texto do documento, a fim de entrar na fase de conclusão do processo.
Posteriormente, segundo afirmou, será submetido à apreciação do Titular do Poder Executivo e do Conselho de Ministros e, por via deste, chegará à Assembleia Nacional para a sua aprovação. O responsável fez saber que tal concretização implica uma estrutura que actualmente já está em curso e o Estado já está a implementá-la por via do julgado de menores e garantiu que o trabalho do Executivo é contínuo no sentido de se evitar possíveis consequências difíceis. “O novo anteprojecto do código penal traz como principal garantia para os cidadãos o princípio da legalidade, é do nosso conhecimento de que ninguém pode ser acusado sem ter uma lei”, disse.
#http://opais.co.ao/.


Total de visualizações de página