Postagem em destaque

Ucrânia: Lula se recusa a entregar munição para tanques.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... O governo brasileiro se opôs ao pedido da Alemanha de entrega de mun...

sábado, 29 de novembro de 2014

Criminalidade em Angola adquire contornos preocupantes.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Os crimes passionais, os homicídios, roubos qualificados, o consumo de drogas, a violação dos direitos civis e políticos, sobretudo os crimes selectivos, são os mais preocupantes.



A criminalidade está a ganhar corpo em Angola. As forças da ordem revelam-se incapazes de controlar na totalidade a situação. Analistas entendem que o aumento de crimes deve-se à causas sociais e à falta de definição de estratégias de actuação mais eficazes por parte do Estado.
Os crimes passionais, os homicídios, roubos qualificados, o consumo de drogas, a violação dos direitos civis e políticos, sobretudo os crimes selectivos, são os mais preocupantes. A sua proporção está a atingir contornos que mexem com a segurança dos citadinos.
O Professor e Coordenador dos Cursos de Pós-graduações da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, Paulo de Carvalho, pensa que a globalização é um dos factores que influenciam a onda de crimes selectivos no país, que, grosso modo, aumentam o sentimento de insegurança no seio dos cidadãos.
A acção da polícia precisa de ser mais incisiva, assim como os métodos de investigação criminal devem ser aprimorados para que os crimes sejam esclarecidos, os criminosos encontrados e responsabilizados civil e judicialmente.

#VOA

OMS confirma oitavo caso de ébola no Mali.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Agência despachou equipa para reunir-se com autoridades sanitárias do país e da vizinha Guiné Conacri; Missão da ONU de Resposta de Emergência ao Ébola instala-se oficialmente em Bamako esta quarta-feira.


Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

As autoridades malianas confirmaram mais dois casos de ébola, que elevaram o total de infeções para oito. Uma nota da Organização Mundial da Saúde, OMS, ressalta que os seis primeiros infetados pela doença no país morreram.
Cerca de 99% das pessoas com quem os pacientes tiveram contacto já foram identificadas para que tenham seguimento diário. A agência da ONU disse que com base nas experiências do Senegal e da Nigéria a medida dá indicações positivas para uma rápida contenção do surto no Mali.
Medidas Transfronteiriças
A OMS disse ter enviado uma equipa para reunir-se com autoridades sanitárias do Mali e da Guiné Conacri com vista a discutir medidas transfronteiriças para coordenar os esforços de controlo. Com a Libéria e com a Serra Leoa o país é um dos mais afetados pela doença que já fez mais de 5,4 mil mortos.
Foi a partir da Guiné Conacri que surgiu o primeiro caso maliano, numa menina de 2 anos que vivia com a família. O diagnóstico ocorreu no Mali, a 23 de outubro, um dia antes de perder a vida.
Esta quarta-feira, a Missão das Nações Unidas para Resposta de Emergência ao Ébola abre oficialmente o seu escritório em Bamako para apoiar os esforços malianos para conter o surto.
Importação
Na visita efetuada esta semana ao país, a diretora-geral da OMS, Margareth Chan, disse que a intervenção de parceiros vai ajudar a deter a transmissão e a responder de forma robusta a futura importação do vírus.
No Mali, Chan inteirou-se dos testes da vacina contra o ébola, que estão ainda na primeira fase em seres humanos.
A responsável disse que um dos elementos mais importantes para travar o surto é um forte envolvimento dos líderes comunitários influentes tanto no combate ao estigma como na comunicação para defender práticas culturais seguras.
*Apresentação: Laura Gelbert.
# Rádio ONU

Zimbabwe: detido o líder de veteranos de guerra

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Presidente Robert Mugabe. FOTO | ARQUIVO

Um líder dos ex-combatentes da guerra de libertação do Zimbabwe foi preso por se opor a elevação da mulher do presidente Robert Mugabe no topo da liderança do Partido Zanu-PF.

Sr Jabulani Sibanda, que no ano passado conduziu a campanha eleitoral violenta para Zanu-PF, foi acusado por supostamente ter minando a autoridade do Presidente Mugabe.

Sua detenção está supostamente ligada a comentários que fez prometendo se opor ao que ele chamou de um "quarto golpe '.

O franco líder dos veteranos de guerra tem sido criticado por conceder apoio ao Vice-presidente Joice Mujuru.

Sra Mujuru está à beira de perder o seu posto, tanto no partido como no governo por supostamente conspirar para derrubar o presidente Mugabe.

A polícia confirmou a prisão de Sr. Sibanda, mas não quis dar mais detalhes sobre o caso.

Sua esposa disse que ele havia informado de que ele foi detido por policiais seniores.

Sob ataque

O Presidente Mugabe no início deste mês atacou o veterano de guerra por este ter referido a indicação de sua esposa como um "quarto golpe '.

"Jabulani fala de como está possuído pelo demônio", disse então.

"É Jabulani agora a querer governar o país? Ouvi dizer que ele quer ir para a guerra contra mim ( eu Mugabe). Assim, como estes veteranos de guerra, ele quer lutar comigo, com meus soldados? Vou ter que ver para quando ele está planejando isso. "

Quinta-feira passada, um político da oposição, o Sr. Job Sikhala, da principal facção do Movimento para a Mudança Democrática foi temporariamente detido por supostamente trabalhar com a campanha da Sra Mujuru em um complô para matar o presidente Mugabe.

A mídia estatal informou no fim de semana que tinha obtido uma gravação onde o Sr. Sikhala estava discutindo com uma facção governista da Zanu-PF, onde eles planejavam para afastar o 90º(nonagésimo) líder do poder.

A Primeira mulher vice-presidente do Zimbábue,  Grace Mugabe está sendo atacada, e passaram a exigir a sua demissão há dois meses por supostamente tentar derrubar seu marido.

Ela prometeu ficar parada, mas os recentes acontecimentos na festa indicam que ela pode não sobreviver ao ataque.

# africareview.com

Total de visualizações de página