Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Presidente angolano nomeia a filha para a empresa estatal de petróleo.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Angolan president appoints daughter to state oil firm
Isabel dos Santos, filha do presidente angolano José Eduardo dos Santos. FOTO | NATION MEDIA GROUP

Presidente angolano José Eduardo dos Santos, nomeou sua filha mais velha, Isabel dos Santos, como administrador não executivo da empresa petrolífera estatal Sonangol.

A nomeação está contida em uma declaração emitida pelo Escritório da Casa Civil da Presidência  nesta quinta-feira.

Sr. Jerónimo Fernando de Carvalho foi nomeado o administrador executivo da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola, de acordo com o comunicado.

Filho mais velho

Presidente dos Santos, em 2013, nomeou seu filho mais velho, José Filomeno dos Santos, para dirigir os US $ 5 bilhões de investimento angolano como fundo soberano estratégico, criada em Outubro de 2012.

Ativos da Isabel dos Santos em Angola incluem uma participação de 25 por cento na Unitel, uma das duas redes de telefonia móvel do país e outros 25 por cento de participação no Banco Internacional de Crédito (BIC).

Na declaração nesta quinta-feira ela disse que a Sonangol tinha adotado um novo modelo de negócio e deixaria a prospecção e produção de petróleo.

A gerência

A empresa vai concentrar-se na gestão e no acompanhamento dos acordos de petróleo.

A Francesa Total é o maior produtor de petróleo em Angola, extraindo cerca de 700 barris por dia, respondendo por cerca de 42 por cento da produção de todo o país.

A britânica BP e a Chevron-americana também operam em Angola.

Rregularmente citado

Angola é o segundo maior produtor de petróleo em África e é regularmente citada como uma das economias de mais rápido crescimento do continente.

No entanto, desde o início de 2015, o país sul Africano enfrentou uma grave crise económica ocasionada pela diminuição dos preços do petróleo no mercado internacional.

Angola conta com as exportações de petróleo para dois terços das receitas fiscais, e 95 por cento das suas receitas em moeda estrangeira.

Receitas públicas

Os críticos dizem que os bilhões de dólares de petróleo fluíram e não têm beneficiado as pessoas comuns, e só conseguiram criar uma pequena elite.

De acordo com as Nações Unidas, o setor de petróleo representa 97 por cento das exportações de Angola e 80 por cento das receitas públicas e emprega um por cento da população que vive, com menos de US $ 2 por dia.

#africareview.com

NOVO GOVERNO DA GUINÉ-BISSAU COMPÕE-SE 19 MINISTROS E 12 SECRETÁRIOS DE ESTADO.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

NOVO GOVERNO DA GUINÉ-BISSAU COMPÕE-SE 19 MINISTROS E 12 SECRETÁRIOS DE ESTADO





Foto de Braima Darame

Novo governo guineense tem 31 membros.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

media

O novo governo guineense anunciado por decreto presidencial contempla 31 membros, entre 19 ministros e 12 secretários de Estado. O novo executivo de Baciro Djá tomou posse nesta quinta-feira.
Não foi divulgado até ao momento o nome do detentor da pasta da diplomacia e nenhuma explicação foi avançada para o efeito.
A maioria dos membros do elenco governativo é oriunda das fileiras do PRS, Partido da renovação social, maior força da oposição e de dissidentes do PAIGC, Partido africano para a independência da Guiné e Cabo Verde, força mais votada nas últimas eleições legislativas.
Três dos ministros têm a categoria de ministro de Estado, incluindo Botche Candé, nomeado para o Interior. 
Este sendo uma figura proeminente do PAIGC no leste do país não terá, porém, comparecido na cerimónia e encontrar-se-ia na sede do partido, junto a Domingos Simões Pereira, o respectivo presidente.
Esta força política, por sinal também a do chefe de Estado actual, continua em rota de colisão com José Mário Vaz.
A dissidência de 15 deputados do partido histórico e consequente aliança ao PRS veio fazer periclitar a maioria do partido de Amílcar Cabral na Assembleia nacional popular.
Este executivo tem sido alvo de contestação por parte do PAIGC que advoga ser constitucionalmente uma prerrogativa sua apontar o nome do chefe do executivo, após o presidente ter demitido, sucessivamente, Domingos Simões Pereira e Carlos Correia.
O PRS veio esta semana admitir ter sido da sua iniciativa a proposta de Baciro Djá para a chefia do novo executivo.
O partido do já desaparecido presidente Kumba Yalá advoga nova maioria no parlamento, graças ao acordo obtido com os dissidentes do PAIGC, tidos como próximos do presidente actual.
#rfi.fr

«QUE GANDA BRONCA!» "FUI CONVIDADO PELO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, MAS POSSO GARANTIR AOS DIRIGENTES, MILITANTES E SIMPATIZANTES DO MEU PARTIDO QUE JAMAIS IREI TRAIR O PAIGC", DIZ BOTCHE CANDÉ.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Botche Candé, o indigitado ministro de Estado e do Interior da Guiné-Bissau, disse ontem que declinou o convite que lhe foi endereçado para o cargo pelo Presidente guineense, José Mário Vaz.

Em curtas declarações na sede do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC),Botche Candé prometeu revelar na sexta-feira, em conferência de imprensa, os pormenores da conversa que manteve com o chefe de Estado, aquando do convite, mas adiantou que decidiu não integrar o Governo de Baciro Dja.

"Fui convidado pelo Presidente (da República), mas posso garantir aos dirigentes, militantes e simpatizantes do meu partido que jamais irei trair o PAIGC", disse Candé, membro da direção e atualmente coordenador do partido na província leste.

Botche Candé desempenhou o cargo de ministro do Interior entre 04 de julho a 28 de novembro de 2014, data em que foi exonerado pelo Presidente guineense na sequência de desavenças do então executivo com o chefe de Estado sobre um caso na fronteira do país com o vizinho Senegal.

Clube De Ouvintes Da Rádio Jovem Bissau com Conosaba


Total de visualizações de página