Postagem em destaque

Ucrânia: Lula se recusa a entregar munição para tanques.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... O governo brasileiro se opôs ao pedido da Alemanha de entrega de mun...

sábado, 25 de outubro de 2014

Ebola: França mobiliza 5 bilhões de FCFA para apoiar a Costa do Marfim com dispositivo de prevenção.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Lutte
© AFP por DOMINIQUE FAGET 
Luta contra Ebola 
em setembro 2014

Abidjan (Costa do Marfim) - A França está mobilizando 9 milhões de Euros, ou cerca de 5,85 bilhões de francos CFA para apoiar a Costa do Marfim no reforço das suas medidas de prevenção contra o vírus Ebola.

A informação foi dada no sábado pelo Presidente da Assembleia Nacional francesa, Claude Bartolone, durante uma visita técnica ao Centro de tratamento de Ebola no Centro Hospitalar e Universitário (CHU) de Yopougon a oeste de Abidjan.

"Durante essa turnê de visita do Ministro da Saúde e da luta contra a AIDS, Dr Raymonde Coffie-Goudou, com a presença do Presidente da Assembleia Nacional da Costa do Marfim, Guillaume Soro, a forte delegação chefiada pelo Sr. Bartolone viajou para centro este que é composto de seis tendas com uma capacidade de 22 camas ", indica uma nota do ministério, do qual APA obteve uma nota cópia.

As três primeiras tendas são reservadas respectivamente para o caso de "alertas, suspeitos e confirmados." Quanto aos três últimos, eles são destinados para o necrotério e SAS (vestiário despidas).

Além de equipamentos médicos (os guindastes, telas, termômetros, infravermelhos e mictórios, o tratamento medicamentoso e desinfecção), mais de 5.000 equipamentos de proteção individual (EPI) estão disponíveis frenquentemente no local o qual permanece em funcionamento durante 24/24h, com seis médicos, seis enfermeiros, seis auxiliares de enfermagem, seis técnicos de área, dois gerentes e 27 técnicos de higiene.

Congratulando-se com o sistema instituído pela Costa do Marfim e como ela faria face a um caso confirmado de Ebola em seu território, o presidente da Assembleia Nacional francesa "agradeceu a todas as equipes, todos os líderes políticos e todas as ONGs ", cuja participação tem permitido ao país não ter casos registrados até o momento.

Embora reiterando o apoio da França à Costa do Marfim, que chamou de "a comunidade internacional para uma mobilização mais rápida", a fim de conter a propagação do vírus Ebola na sub-região Africana, e convidou "os marfinenses a lutar contra o medo "que é causado por rumores de casos suspeitos.

Por sua parte, o Dr. Raymonde Coffie-Goudou aproveitou a oportunidade para tranquilizar as pessoas concernente ao contato que teria sido feito da Guiné para à Costa do Marfim, porque "ninguém até agora confirmou a sua entrada ou presença no meio de nós" . O presidente da Assembleia Nacional francesa, Claude Bartolone concluio no sábado, uma visita oficial de 72 horas à Costa do Marfim.

# abidjan.net

Portugal confisca US $ 26 milhões do oficial militar angolano.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos. IMAGEM | GRUPO Nation Media

A polícia portuguesa apreendeu US $ 10 milhões em três instalações de alojamento no valor de 16 milhões dólares pertencentes a um oficial militar de Angola, informou a imprensa do país.

O proprietário dos bens, Gen Bento dos Santos "Kangamba", é um colaborador próximo do presidente de Angola, José Eduardo dos Santos.

O general é também o secretário do partido MPLA no governo de Angola e do comité provincial para a organização e mobilização suburbana e rural.

Gen Kangamba é o marido da sobrinha do presidente dos Santos.

Ele é dono do Sport Clube Kabuscorp, um time de futebol popular de Angola, fundado por ele em 1994.
O general angolano também foi patrocinador do futebol clube Português Vitória de Guimarães.
Duas de suas instalações de alojamento confiscados estão localizados em Lisboa, enquanto o outro está localizado em Coimbra, no norte de Portugal, informou a imprensa do país lusófono.

Mandado de prisão

As Autoridades portuguesas, disseram que a fortuna tinha origem duvidosa.
Os meios de comunicação portugueses - Jornal de Notícias, O País e SIC Televisão de Notícias, entre outros, confirmaram a apreensão.

O dinheiro teria sido destinado para ser utilizado para ganhar favores políticos.
Gen Kangamba já havia sido implicado em vários escândalos e em vários países.
No ano passado, um mandado de prisão foi emitido pela polícia brasileira, alegadamente por ligações com a prostituição internacional e tráfico de mulheres.
De acordo com as acusações, além de envio de mulheres brasileiras para Angola, a rede tinha enviado as mulheres para Portugal, África do Sul e Áustria.

De acordo com as acusações, 90 mulheres estavam envolvidas no movimento ilícito e sua turma fez pelo menos 45 milhões dólares americanos desde 2007.
Autoridades francesas no ano passado apreenderam 3.800 mil dolares (€ 3 milhões) em dois veículos pertencentes ao General angolano.
Embaixador de Angola em Lisboa, José Marcos Barrica disse à  Radio Voz da América, nesta sexta-feira, que setores da sociedade Portuguesa queriam denegrir a imagem de seu país.
"Esses círculos têm a missão de simplesmente atacar Angola", disse Barrica.

# africareview.com


Casos do surto de Ebola passam de 10.000, informa OMS.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


As enfermeiras usando roupas de proteção escoltam um homem infectado com o vírus Ebola em um hospital em Monróvia, 25 de agosto de 2014 IMAGEM | MEDIA GROUP NAÇÃO.

O número de casos por surto de Ebola ultrapassou 10.000, com 4.922 mortes, a Organização Mundial de Saúde diz em seu último relatório.

Apenas 27 dos casos ocorreram fora dos três países mais atingidos, Serra Leoa, Libéria e Guiné.

Esses três países são responsáveis ​​por quase 10 das mortes.

Mali tornou-se o mais recente país a registrar uma morte, uma menina de dois anos de idade. Mais de 40 pessoas descobertas por ter entrado em contato com ela foram colocadas em quarentena.

O mais recente relatório da OMS diz que a situação na Libéria continua colocá-la como sendo o país mais afetado, com 2.705 mortes. Serra Leoa teve 1.281 mortes e houve 926 mortes na Guiné.

Nigéria registrou oito mortes e houve uma no Mali e um nos EUA.

A OMS disse que o número de casos foi de 10.141, mas agora que o número pode ser muito maior, já que muitas famílias estavam mantendo parentes em casa, em vez de levá-los para centros de tratamento.

| OMS afirma que muitos dos centros estavam superlotadas.

Registro de mortes

E o mais recente relatório não mostrou nenhuma mudança no número de casos e mortes na Libéria a partir do relatório anterior da OMS, há três dias.

Oito países têm casos registrados de surto. Na África Ocidental, o Senegal e a Nigéria já foram declarados pela OMS como livres de vírus.
Nos EUA, os governadores dos estados de Nova York e Nova Jersey já ordenaram um período obrigatório de quarentena de 21 dias para todos os médicos e outros viajantes que tiveram contato com as vítimas de Ebola na África Ocidental.

Quem chega de países da África Ocidental afetados sem ter confirmado o contato com as vítimas do Ebola será objecto de acompanhamento por profissionais de saúde pública.
O movimento segue o diagnóstico, em Nova York, disse o Dr. Craig Spencer, que tinha vindo de trabalhar na Guiné.

A primeira pessoa a ser colocada em quarentena sob as regras foi uma funcionária da saúde feminina que chegou ao Aeroporto Internacional de Newark Liberty na sexta-feira.

Ela não tinha nenhum sintoma, mas mais tarde desenvolveu a febre. Um teste preliminar deu negativo para Ebola, o departamento de saúde de Nova Jersey, disse neste sábado, mas a mulher permanece em isolamento.

Também nos EUA, dois enfermeiros infectados enquanto cuidavam do paciente que morreu em Dallas, Thomas Eric Duncan são declarados livres do vírus.

Uma, Nina Pham, de 26 anos, encontrou-se com o presidente Barack Obama na Casa Branca, horas depois de ser liberada.

# africareview.com




Morre menina infectada por ebola no Mali.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



A menina de dois anos infectada pelo vírus ebola no Mali morreu na tarde desta sexta-feira em um hospital de Kayes, no oeste do país, informaram à Agência Efe fontes da área de saúde locais.
A menina, que contraiu o vírus quando retornava da Guiné, onde estava acompanhada por um parente, foi a primeira pessoa a ser registrada com ebola no Mali.
O ministro da Saúde maliense, Ousmane Doumbia, se reuniu nesta sexta-feira com outras autoridades para debater a evolução da situação. Ele disse que seu país trabalha para reforçar as medidas existentes contra a doença, como "consolidar as medidas de higiene e evitar a aproximação de animais selvagens".
Segundo várias fontes locais, a notícia da morte da menina causou pânico entre os cidadãos malineses.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) determinou um "alto nível de vigilância" no Mali, já que se trata do único país da África onde há um caso confirmado de ebola fora de Libéria, Serra Leoa e Guiné. Senegal e Nigéria foram declarados livres da doença há poucos dias.
As autoridades do Mali identificaram cerca de 50 pessoas que tiveram contato com a menina durante sua viagem pelas áreas onde tinha passado entre Conacri (capital da vizinha Guiné) e sua cidade, a 500 quilômetros a oeste de Bamaco (capital maliense), e foram submetidos a exames médicos.
Além disso, o Mali comunicou à OMS que precisa de ajuda com equipes de prevenção e controle de infecções, equipamentos de proteção individual e assistência para o rastreamento de contatos e para uma investigação completa dos fatos.

# EFE 

Total de visualizações de página