Postagem em destaque

Ucrânia: Lula se recusa a entregar munição para tanques.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... O governo brasileiro se opôs ao pedido da Alemanha de entrega de mun...

domingo, 13 de julho de 2014

Senegal: Cimeira de Chefes de Estado em Accra - A CEDEAO criou um Fundo de Solidariedade contra Ebola.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Macky Sall Cedeao Accra

A Conferência de Chefes de Estado da CEDEAO (Comunidade Económica da África Ocidental) anunciou a criação do Fundo de Solidariedade, no âmbito da luta contra o Ebola e convidou os Estados-Membros e a comunidade internacional para contribuir para este fundo comunitário, terão aprendido ao fim da reunião regional. 

De acordo com o comunicado emitido na Cimeira realizada em Acra, capital de Gana, nesta quinta-feira, os chefes de Estado e de Governo saudaram a contribuição da Nigéria na ordem de 3,5 milhões de dólares americanos, idos quais 1 milhão beneficiando a Guiné, 500.000 para a Libéria, 500.000 para Serra Leoa, e 500.000 para a Organização da Saúde da África Ocidental (Waho) para apoiar os esforços atuais para conter o virus. Os líderes regionais também têm expressado preocupação com a contínua ameaça da epidemia na região, que já causou até agora cerca de 500 vítimas e expressaram suas condolências aos governos e povos dos Estados-Membros afectados. 

Os Chefes de Estado e de Governo encarregaram a Comissão da CEDEAO a trabalhar em colaboração com a Organização Oeste Africano de Saúde (Waho) para a adopção de uma abordagem regional para conter a propagação da epidemia. 

Na 45ª sessão ordinária realizada nesta quinta-feira, em Acra (Gana), os Chefes de Estado e de Governo "finalmente aprovaram" o Ape negociado tendo em conta as preocupações técnicas, disse em um comunicado recebido na Aps. Entre esses acordos, a declaração menciona a oferta de acesso ao mercado, o Programa de Ape para o Desenvolvimento (PAPED) e o texto do acordo. A este respeito, disse a fonte, a cúpula incentiva os principais negociadores chefes em particular "para continuarem os esforços de informação e sensibilização dos atores nacionais e regionais." 

A cimeira saúda o trabalho concluído da comissão ad-hoc criado pela 44 ª Sessão Ordinária para discutir questões técnicas levantadas por alguns Estados-Membros e cujas recomendações ajudaram a fornecer soluções adequadas a estas questões. Além disso, ela reiterou suas "calorosas felicitações" para Macky Sall, Presidente da República do Senegal pelo "papel decisivo e altamente político que desempenhou na conclusão bem sucedida desse acordo portador do desenvolvimento e que conforta o processo de integração na África Ocidental. "

# lesoleil.sn em colaboração com (APA-APS)

Final da Copa – Horário do jogo – Alemanha x Argentina – 13-07-2014.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

alemanha-argentina

 do Mundo – Final Argentina x Alemanha – Horário, escalações, festa de encerramento e transmissão – Neste domingo teremos a maior rivalidade das finais das Alemanha e Argentina fazem uma  histórica de um lado Leonel  considerado por muitos omelhor do mundo, de outro Thomas Müller serão as estrelas deste  que desperta vários sentimentos nos brasileiros. A Alemanha algoz da crise na  brasileira, de outro os  argentinos eternos rivais dos brasileiros.O palco dessa partida será o Maracanã às 16 horas;

Dúvida para a partida final contra a Alemanha, Dí Maria será avaliado no treino deste sábado

Após 24 anos, a Argentina chega a uma final deCopa do Mundo. Se a decisão não vai ser em casa, como no título de 1978, pelo menos será no Brasil, que recebe uma invasão de torcedores do país vizinho. Para o  da Albiceleste, Alejandro Sabella, este será um orgulho a mais em uma possível conquista do tricampeonato. O comandante foi  do Grêmio de Porto Alegre na década de 80 e assistiu ao título da seleção de , em 1986, em solo brasileiro.
“O fato de estar em uma final de Copa do Mundo, representando o meu país é uma das maiores satisfações  e . E no país mais vencedor da história do futebol é um fato a mais. Sempre fui um grande admirador do futebol brasileiro, que é o ganhador máximo da Copa do Mundo. Então, chegar a uma final no Brasil é um fato que nos orgulha ainda mais”, comentou.
A Argentina fará o último treino antes da partida decisiva contra os alemães na noite deste sábado (12.07), no estádio São Januário, no Rio de Janeiro. A principal dúvida na escalação do time titular é quanto a presença do atacante Dí Maria, que sentiu a coxa direita nas quartas de final contra a Bélgica e foi desfalque no compromisso seguinte. “Hoje será fundamental para vermos como vai estar o Dí Maria e como ele evoluiu. No treino teremos um panorama melhor”, analisou Sabella.
O comandante argentino também analisou a evolução da equipe durante a Copa e disse que a formação atual deu mais equilíbrio entre os setores ofensivo e defensivo. “O grande mérito é dos jogadores, que estão fazendo um grande esforço. Estamos com uma distribuição diferente no campo e ocupamos mais espaços laterais. Agora, temos tido mais equilíbrio”, destacou Sabella, para em seguida pontuar o que será preciso para superar os adversários da final de domingo.
“Temos que fazer um grande jogo, com concentração, ocupando os espaços rapidamente, sem desfazer da bola. A Alemanha tem um aspecto físico e tático muito poderoso, um sistema de jogo bem trabalhado e usa bem os espaços entre as linhas do time, com boas ultrapassagens dos laterais. Então, temos que fazer a partida perfeita”, afirmou.
Caso Dí Maria não se recupere a tempo, ou fique como opção no banco de reservas, o treinador da Argentina deve mandar a campo a mesma equipe que derrotou a Holanda nos pênaltis. Assim, a formação teria: Romero, Zabaleta, Demichelis, Garay e Rojo; Mascherano, Biglia e Enzo Pérez; Messi, Lavezzi (Agüero) e Higuaín.
alemanha-argentina-234324

Joachim Löw afirma que rivais não se restringem a Messi e mostrou confiança no título da Alemanha


O técnico da Alemanha, Joachim Löw, elogiou os adversários da final da Copa do Mundo que será disputada neste domingo (13.07), no Maracanã, e fez questão de ressaltar que a Argentina é mais do que o craqueLionel Messi. Para ele, os sul-americanos têm uma equipe compacta, com muitas variações de jogo e que se fortaleceu na defesa para chegar à decisão no Rio de Janeiro. Apesar disso, o treinador disse não temer os rivais e mostrou confiança em seus comandados.
“Os argentinos mostraram rendimento excelente nessa competição. São compactos, têm uma defesa forte e o time não é só Messi. Eles têm outros atacantes maravilhosos, como o Agüero, o Higuaín, o Dí Maria. Claro que o Messi consegue determinar o andamento da partida, mas o time está organizado e foi o que demonstraram até agora. Vai ser um jogo fascinante, de muita briga. O jogo com o Brasil não é a regra. A Argentina tentará manter a posse de bola e atacar. Então, são dois times no mesmo nível, conhecemos a força do adversário e temos respeito por eles, mas, se pudermos impor nossas potencialidades, podemos ganhar”, analisou o treinador, durante coletiva de imprensa no palco da final.
Joachim Löw comanda um treino com os atletas alemães no Estádio São Januário, neste sábado (12.07). É a última oportunidade para o técnico ajustar detalhes para o confronto que vale a Copa do Mundo e, quem sabe, aperfeiçoar as cobranças de pênaltis. “Em primeiro lugar, esperamos não chegar aos pênaltis. Esperamos decidir o jogo antes, porque a disputa de penalidades depende de tanta coisa e o jogador que cobra tem uma pressão enorme. Mas estudamos esse aspecto em todos os jogos e nos preparamos. Analisamos como os atletas cobram, mas eles também podem mudar o canto. Não há como prever, mas sabemos as tendências e preferências deles”, comentou.
Caso conquiste o título, a Alemanha será o primeiro país europeu a erguer a taça na América do Sul. Para Löw, esta seria uma alegria a mais. “É uma questão de querer ganhar e podemos entrar na história porque os sul-americanos dominaram sempre a Copa no continente. Poderia ser uma alegria a mais sermos os primeiros europeus a ganhar em solo sul-americano”.
Caso mantenha a mesma equipe que goleou o Brasil por 7 x 1 nas semifinais do torneio, o técnico mandará a campo a seguinte equipe: Neuer, Howedes, Hummels, Boateng e Lahm; Khedira, Schweinsteiger e Kroos; Özil, Müller e Klose.A TV Globo, o SporTV e o GloboEsporte.com transmitem Brasil x Sérvia, ao vivo. O site também acompanha a partida em Tempo Real.

Cerimônia de encerramento terá atrações como Shakira, Santana e Ivete Sangalo

foto-abertura
Antes de alemães e argentinos pisarem o gramado do Maracanã neste domingo (13.07) para decidirem o título da Copa do Mundo de 2014, um time com três brasileiros, uma colombiana, um mexicano e um haitiano promete animar a torcida na cerimônia de encerramento. Os cantores Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, Alexandre Pires e Shakira, o guitarrista Carlos Santana e o rapper Wyclef Jean subirão ao palco para um show de 18 minutos de duração, que terá início às 14h20.
A cantora baiana Ivete Sangalo, que apresentará uma mistura de músicas brasileiras ao lado de Alexandre Pires, destacou a hospitalidade do povo brasileiro. “É um prazer estar nesse time vencedor, desfrutando da música, da união pela alegria e paz. Estou honrada de cantar na final e no meu país. No decorrer dos anos vamos entender quantas coisas boas serão proporcionadas para a gente. Demos um grande exemplo como anfitriões”, disse, para acrescentar que a Copa do Mundo fez crescer o amor das pessoas pelo país.
“Eu acho que o Brasil não volta ao normal na segunda-feira. O Brasil continua sendo o Brasil e espero que se transforme sempre. Como legado físico da Copa, espero que possamos usufruir ao máximo e da melhor maneira em prol da nossa sociedade. E a Copa acendeu esse sentimento de amor pelo nosso país, pelo nosso lugar. A transformação vem disso. Quando você percebe o quão importante é o lugar em que você vive”, afirmou.
A colombiana Shakira cantará ao lado de Carlinhos Brown a música “Dare”. Esta será a terceira participação dela em Copas do Mundo, evento que faz parte de vários momentos importantes da vida da artista. “O futebol mudou a minha vida de formas muito diferentes. Nunca irei esquecer que em 2010 encontrei o amor da minha vida. Estar aqui tem um significado enorme. Levamos esperanças e patriotismo, que se intensificam, assim como as sensações mais sublimes e nobres se despertam com o futebol”, exaltou, fazendo referência ao marido e jogador da seleção da Espanha Gerárd Piqué.
Para ela, o Brasil foi muito importante em sua carreira e por ter muitos fãs brasileiros, considera o país a sua segunda casa. “O Brasil é diferente da África do Sul, mas os dois países tem raízes parecidas. O Brasil é um país querido. Eu amo esse país com paixão. Desde o começo da minha carreira os brasileiros foram os que mais me apoiaram. Eu aprendi português antes de aprender inglês. Tenho tantos amigos queridos aqui, então essa é a minha segunda casa. Estou animada e ansiosa pela apresentação de amanhã”.

Sentimentos

A cerimônia de encerramento terá como conceito a celebração do futebol e de valores relacionados ao esporte, como liberdade, solidariedade, paixão e diversidade. O músico Carlinhos Brown disse que a Copa do Mundo serviu para aflorar vários sentimentos nas pessoas em torno da união e da recepção promovida pelos brasileiros. “O Brasil recebe e alerta para o mundo, que todos aqui são bem vindos. Todos saem daqui conhecendo um pouco mais da nossa cultura e do nosso acolhimento. O Brasil descobriu com a Copa a explosão de amor que estava escondido. Nossa música propõe isso, o Brasil e o mundo sem fronteiras para o amor”.
Por fim, Carlos Santana e Wyclef Jean serão os responsáveis por tocar e cantar o hino oficial da Copa “We will find a way”. O guitarrista mexicano descreveu a emoção que quis transmitir com a melodia da música. “A melodia é uma ressonância, uma vibração sonora que faz cada ser humano lembrar que tem uma música esquecida dentro de si. A melodia lembra que somos pessoas de luz. Essa celebração global, usando esse evento de futebol, para trazer luz e amor é o que queremos. É o mesmo que queria Lennon, Bob Marley, Michael Jackson, mudar o mundo pela paz”, declarou Santana.
Na cerimônia, as 32 equipes participantes do Mundial serão representadas, com destaque para os finalistas Alemanha e Argentina. Também haverá uma apresentação da escola de samba Acadêmicos do Grande Rio.
ba360graus.com.br


Total de visualizações de página