Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Autoridades mexicanas recapturam "El Chapo" Guzman.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Anunciou foi feito pelo Presidente Enrique Peña Nieto na sua conta do twitter.

 Joaquin "El Chapo"

O Presidente mexicano anunciou há momentos a caputra do traficante de drogas Joaquín “El Chapo” Guzmán Loera.
O anúncio foi feito por Enrique Peña Nieto na sua conta do twitter sem dar mais detalhes
“Missão cumprida: temo-lo. Quero informar aos mexicanos que Joaquín Guzmán Loera foi detido”, escreveu Peña Nieto, que, noutra mensagem, agradeceu às forças de segurança pela captura do traficante mais procurado pelo México e pelos Estados Unidos.
“El Chapo” foi detido inicialmente em Fevereiro de 2014, naquele que foi considerado o maior golpe contra o narcotráfico no México numa década.
Entretanto, em Julho de 2015, o traficante fugiu através de um sofisticado túnel construído pelos seus funcionários.
Várias autoridades do sistema carcerário foram exoneradas e presas por suposta colaboração com a fuga.
#VOA

GUINÉ-CONACRY: EM MEMÓRIA - Georges Gandhi Tounkara não está mais entre nós.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

O líder da União guineense para a Democracia e Desenvolvimento (UGDD) e candidato presidencial em 11 de outubro, Georges Gandhi Tounkara morreu esta quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 após uma curta doença.

http://www.guineeconakry.info/typo3temp/_processed_/

Georges Gandhi Tounkara, ex-ministro da Educação Superior e de Pesquisa Científica encontrou-se com o presidente Alpha Condé no seu palácio Sékhoutouréya depois dos resultados provisórios divulgados pela Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI), na reunião durante a qual ele disse: '' é a Guiné que está reconciliada consigo mesma! ".
Ele era competente e patriótico, absolutamente dedicado à educação, fundou escolas e universidades em Conakry.
Os calaboradores do site de informação geral, www.guineeconakry.info apresentam as suas mais sentidas condolências à família enlutada.

Nós voltaremos!

GCI

ESCRITORES LUSÓFONOS ENCONTRAM-SE NA PRAIA.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

UCCLA

José Luís Peixoto (Portugal), Germano de Almeida (Cabo Verde) e Luandino Vieira (Angola) são alguns dos participantes da sexta edição do Encontro de Escritores de Língua Portuguesa, que decorre em Fevereiro na capital cabo-verdiana.

encontro, promovido pela União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA) em parceria com a Câmara Municipal da Praia, visa “contribuir para o diálogo e enriquecimento recíproco entre escritores dos diferentes continentes”, adianta a organização em comunicado.
No encontro participam escritores de todos os países de língua portuguesa e da região administrativa especial de Macau.
Na sexta edição do encontro, que decorre entre 1 e 3 de Fevereiro, serão analisados os temas “A Literatura e a Diáspora”, “A Literatura e a Insularidade” e a “Poesia e a Música”.
Ana Paula Tavares, José Luís Mendonça e Luandino Vieira (Angola), João Paulo Cuenca (Brasil), Abraão Vicente, Germano Almeida e Vera Duarte (Cabo Verde), Odete Semedo (Guiné-Bissau), Ricardo Pinto e Yao Jing Ming (Macau), Luís Patraquim e Paulina Chiziane (Moçambique), João de Melo, José Carlos Vasconcelos, José Fanha, José Luís Peixoto, Miguel Real e Zeca Medeiros (Portugal), Goretti Pina (São Tomé e Príncipe) e Luís Cardoso (Timor-Leste) são presenças já confirmadas no encontro.
O programa do encontro, que contará com a presença do Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, inclui uma homenagem ao poeta cabo-verdiano Corsino Fortes, falecido no verão, pelo também escritor cabo-verdiano Germano de Almeida.
Será ainda apresentado o prémio Cabo-Verdiano de Literatura do BCA, em parceria com a Academia Cabo-verdiana de Letras e o Prémio Literário UCCLA “Novos talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa”.
No âmbito do encontro estão ainda previstas várias iniciativas paralelas, nomeadamente visitas à Cidade Velha e Tarrafal de Santiago, a inauguração da exposição “Casa dos Estudantes do Império, 1944-1965. Farol da Liberdade” e a realização de uma feira do livro.
O Encontro de Escritores de Língua Portuguesa realiza-se este ano na Praia, depois de as quatro primeiras edições terem decorrido em Natal (Brasil) e a quinta em Luanda (Angola).
PROGRAMA
1 de Fevereiro
Abertura do Encontro (manhã)
- Intervenção do representante dos Escritores – José Carlos de Vasconcelos;
- Intervenção do Secretário-Geral da UCCLA – Vítor Ramalho;
- Intervenção do presidente da Câmara Municipal da Praia – Ulisses Correia e Silva;
- Intervenção do Presidente da República de Cabo Verde – Jorge Carlos Fonseca.
- Homenagem a Corsino Fortes por Germano Almeida;
- Apresentação do prémio Cabo-Verdiano de Literatura do BCA, em parceria com a Academia Caboverdiana de Letras, por António Castro Guerra e a Vera Duarte;
- Apresentação/divulgação do Prémio Literário UCCLA “Novos talentos, Novas Obras em Língua Portuguesa”.
Tema “A Literatura e a Diáspora” (tarde)
Moderador: Silvino Évora (Cabo Verde)
Oradores: Luandino Vieira (Angola), Vera Duarte (Cabo Verde), Ricardo Pinto (Macau), Yao Jing Ming (Macau), Goretti Pina (São Tomé e Príncipe), José Luís Mendonça (Angola) e Miguel Real (Portugal).
2 de Fevereiro
“Encontro com os Novos” (manhã)
Com novos escritores de Cabo Verde: Carmelita Gonçalves, Chissana Guimarães, Dai Varela, Dâmaso Vaz, Débora Sanches, Eileen Barbosa, Hélder Fortes, Natacha Magalhães e Silvino Évora.
Tema “A Literatura e a Insularidade” (tarde)
Moderador: Margarida Fontes (Cabo Verde)
Oradores: João de Melo (Portugal), Germano Almeida (Cabo Verde), Luís Cardoso (Timor), Luís Patraquim (Moçambique), Paulina Chiziane (Moçambique), João Paulo Cuenca (Brasil) e Odete Semedo (Guiné-Bissau).
Encontro animado/tocatina/conversa sobre literatura cabo-verdiana
Com leitura de poesia orientada por Vera Duarte
Local: Galeria Nela Barbosa (Condomínio Miramar – Palmarejo)
3 de Fevereiro
Tema “A Poesia e a Música” (manhã)
Moderador: Fátima Fernandes (Cabo Verde)
Oradores: José Carlos Vasconcelos (Portugal), José Luís Peixoto (Portugal), Abraão Vicente (Cabo Verde), José Fanha (Portugal), Zeca Medeiros (Portugal) e Ana Paula Tavares (Angola)
Encerramento do Encontro (tarde)
- “Arménio Vieira o cultor da língua de Camões”
Oradores: Ondina Ferreira (Escritora), Jorge Carlos Fonseca (poeta) e Arménio Vieira.
- Intervenções institucionais.
No âmbito do encontro estão previstas as seguintes iniciativas complementares:
Dia 31 de Janeiro
Visita guiada à Cidade Velha
Sessão literária com Nuno Rebocho e João Lopes Filho e convidados no auditório da cidade;
Inauguração da exposição “Casa dos Estudantes do Império, 1944-1965. Farol da Liberdade”
Local: Centro Cultural Português na Praia (Embaixada de Portugal)
Hora: 18 Horas
De 1 a 3 de Fevereiro
Mostra/Feira do Livro
Editoras envolvidas: Rosa de Porcelana; Sotavento
Local: Hotel Praia Mar
Dia 4 de Fevereiro
Visita ao Tarrafal
Com sessão literária, visita à prisão e lançamento de livros.
 #http://jornalf8.net

Libéria: Proposta da presidente Sirleaf para mandatos presidenciais mais curtos.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

http://www.africareview.com/image/view/-/3024746/highRes/1222947/-/ml380jz/-/
Presidente Ellen Johnson Sirleaf em 13 de Dezembro de 2015. FOTO | ARQUIVO

A Presidente da Libéria Ellen Johnson-Sirleaf quer que os legisladores debrucem para cortar o mandato presidencial do país de seis para quatro anos.

"Ela tem escrito para os legisladores pedindo-lhes para considerar que alterar a Constituição para o mandato presidencial; para que ela possa ser limitada a um prazo de dois de quatro anos ", disse um funcionário.

Informações do ministro Lewis Brown que fez o anúncio em entrevista quando foi entrevistado pela rádio Voz da América em 6 de janeiro de 2016.

A Presidente Sirleaf também tem dupla cidadania, o que ela disse que isso destina a impedir a alienação de pessoas que são verdadeiramente as liberianas.

Em 2014, mais de 500 delegados da conferência nacional da Constituição do país votaram a favor da redução do limite de mandato presidencial de seis para quatro anos.

Também votaram para que os senadores reduzam  o mandato de nove para seis anos, aos representantes de seis para quatro anos, bem como a proposta polêmica pedindo a declaração da Libéria como uma nação cristã.

O Comité de Revisão da Constituição de 1986 do Dr Amos C. Sawyer aumentou o mandato presidencial da Libéria a partir de dois mandatos de quatro anos para dois mandatos de seis anos.

#africareview.com

Líderes religiosos se opõem à proposta da Serra Leoa sobre a lei do aborto.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

http://www.africareview.com/image/view/-/3024620/highRes/1222832/-/15drf1b/-/
Presidente Ernest Bai Koroma. FOTO | AFP

O Presidente Ernest Bai Koroma da Serra Leoa cedeu à pressão de líderes religiosos nesta quarta-feira e se recusou a assinar uma lei fundamental que poderia ter legalizado o aborto no país.

O presidente disse que iria enviá-lo de volta ao parlamento para revisão.

O Aborto Seguro Bill 2015 foi aprovado pelo Parlamento em 08 de dezembro de 2015, a cerca de cinco anos desde que os ativistas começaram a fazer campanha para revisão da actual lei em vigor desde 1861.

A lei pré-colonial impõe até três anos de prisão para quem se envolver na prática.

Devido a isso, argumentam os activistas, que mulheres e meninas são obrigadas a se submeter à prática no disfarce, muitas vezes por profissionais de saúde treinados e não em ambientes inseguros. E desta forma muitas mulheres morreram ou foram submetidas a sofrimento pós-parto, segundo a alegação.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, cerca de uma em 70 mulheres na Serra Leoa morrem durante ou logo após o parto. E cerca de um terço das mortes está ligado ao aborto inseguro.

A proposta de lei permite o aborto livre durante as primeiras 12 semanas de gravidez para qualquer figura feminina de 18 anos e acima, após o que só é permitido em casos de estupro, incesto ou risco à vida da mãe ou do feto.

O presidente tinha até 06 de janeiro de 2016 para assinar o texto legislativo em lei ou devolvê-lo ao parlamento com explicações, porque ele não o fez.

Oposição

Embora ambos os líderes cristãos e muçulmanos, por meio do Conselho Religioso Inter (IRC), são conhecidos por serem contra a nova lei, os relatórios indicam que a maior parte da oposição vem da Igreja Católica, que se opõe a todas as formas de aborto, e considera-o "um mal moral. "

"Estamos lidando com a vida de forma inalienável reservado ao ser humano para viver. Qualquer lei que tende a assumir o contrário, isso pode fazer com que a vida vá ter implicações graves ", disse o bispo Archibald Cole.

Os líderes religiosos dizem que querem mais esclarecimentos sobre a aplicação da lei se ele entrar em vigor. Eles também pediram a uma cúpula de líderes religiosos para debruçarem sobre a questão antes de dar a sua posição final.

Mesmo entre os legisladores, de ambos os lados da ilha, o projeto se mostrou bastante impopular.

Uma semana antes de ser finalmente aprovado pelo Parlamento, que se opôs quando a maioria dos deputados saiu da casa, o parando debate sobre a mesmo.

O grupo lobista pró-aborto com base nos EUA, Ipas, fazia parte de uma pequena coligação que patrocinou a lei.

A sede no Reino Unido de Proteção denominada Unborn Children (SPUC), uma organização pró-vida internacionalmente ativo, pediu ao governo para reverter a lei depois que foi aprovado pelo parlamento.

Casa Estado, sede do poder na Serra Leoa, disse que também recebeu uma carta de um congressista dos EUA aconselhando o presidente contra a assinatura do projeto de lei.

De acordo com a Constituição da Serra Leoa, o parlamento pode passar o projeto de lei se o considerar oportuno, sem ter que recorrer ao presidente.

#africareview.com

Total de visualizações de página