Postagem em destaque

CONCESSÃO DO PRÊMIO HOUPHOUET BOIGNY PELA BUSCA DA PAZ EM RCI: Os marfinenses poderão finalmente se olhar no espelho?

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Realiza-se esta quarta-feira, 8 de fevereiro de 2023, em Yamoussoukr...

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Criminalidade organizada diminui na Guiné-Bissau desde 2014.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

A criminalidade organizada diminuiu na Guiné-Bissau depois de novas autoridades terem chegado ao poder na sequência das eleições de 2014, disse hoje à Lusa fonte das Nações Unidas.


"As dificuldades foram durante o período de transição. Foi um período complicado", após o golpe de Estado militar de 2012, referiu Pierre Lapaque, representante para a África Ocidental e Central do escritório das Nações Unidas para Combate à Droga e Crime (ONUDC).
Depois de as novas autoridades terem tomado posse, a situação "melhorou", acrescentou.
Na última década, a Guiné-Bissau foi apelidada por vários observadores como um "narcoestado", tal a prevalência do tráfico de estupefacientes, nomeadamente cocaína oriunda da América do Sul com destino à Europa.
Hoje, a droga continua a passar, com recurso "a lanchas rápidas" e "pequenos aviões", mas o tráfico está mais distribuído por todos os países da sub-região, sublinhou Lapaque.
Ou seja, acontece na Guiné-Bissau, "como acontece noutros países".
"Há uma grande vontade política na Guiné-Bissau em combater a corrupção, o crime e a cultura de impunidade", acrescentou aquele responsável após encontros com o primeiro-ministro, Carlos Correia, e a ministra da Justiça, Aida Fernandes.
Pierra Lapaque refere que vai ser preciso tempo para fazer as reformas necessárias, porque "não há varinhas mágicas", mas desde que haja vontade política acredita que é possível fazer evoluir o país, livrando-o das fragilidades de que os criminosos se aproveitam.
"Quando há um ponto fraco, os criminosos tentar utilizá-lo" para fazer tráfico de qualquer coisa: droga, pessoas, armas, "não importa o crime", referiu.
O crime organizado na sub-região tem ligações com grupos terroristas, que também fazem recrutamento na África Ocidental, alertou Lapaque, mas não há indicações de que tal esteja a acontecer na Guiné-Bissau.
O representante da UNODC falava à Lusa à margem de uma reunião do comité político de alto-nível da Iniciativa da Costa Ocidental Africana (WACI, sigla inglesa), realizada hoje em Bissau.
A WACI foi criada por diversas organizações para implementar unidades contra a criminalidade transnacional em três países-piloto da sub-região em que há uma missão de paz da ONU: Guiné-Bissau, Libéria e Serra Leoa.
Os participantes no encontro de hoje recomendaram, entre outros, o reforço da cooperação entre os diferentes membros e propuseram um mecanismo simplificado para a adesão ao projeto WACI de outros países.
#noticiasaominuto.com

Presidente da Serra Leoa em uma turnê nacional para dizer obrigado ao povo por combater o Ebola.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Presidente da Serra Leoa Ernest Bai Koroma

Presidente da Serra Leoa Ernest Bai Koroma embarcou em uma turnê nacional para dizer "obrigado" ao povo por combater com sucesso a epidemia de Ebola.

A Presidência informou na segunda-feira que o presidente vai usar a turnê para reforçar e exigir uma vigilância em meio a temores renovados provocados pelo ressurgimento do vírus mortal na vizinha Libéria pela terceira vez.

No sábado, o país observou um Dia Nacional de Ação de Graças organizado para louvar a Deus por suas misericórdias em acabar com a epidemia.

Recaídas na Libéria

A Serra Leoa foi declarada livre do vírus Ebola em 7 de novembro, após a conclusão de uma contagem regressiva de 42 dias, depois de cerca de 4.000 pessoas morrerem da doença.

Na Libéria, um menino de 10 anos apresentou teste positivo do vírus na semana passada. Três outros membros da família já foram confirmadas como positivas também.

No fim de semana as autoridades disseram que estavam monitorando mais de 150 pessoas que tinham revelado medo por ter entrado em contato com membros da família do garoto.

O Presidente Koroma disse que a situação da Libéria, enfatiza a necessidade de uma vigilância reforçada da comunidade.

Apelo a qualquer organismo

"Nós não queremos passar por dificuldades e sofrimentos que passamos", disse ele na primeira etapa de sua turnê na cidade que é sede oriental de Kenema, um dos primeiros locais a serem atingidos pela doença, no início de 2014.

A Serra Leoa ainda está sob vigilância de 90 dias declarada pela Organização Mundial de Saúde, durante esse período qualquer um que morre, deve ser examinado e testado para detenção do vírus.

Equipes de enterro oficialmente designados também vai enterrar qualquer indivíduo que apresente sintomas de Ebola.

Durante sua turnê nacional, o presidente Koroma procurará igualmente popularizar o programa de recuperação pós-Ebola do seu governo e procurará obter o apoio em massa para ele.

#africareview.com

PRESIDENTE DO KENIA NOMEIA NOVO GABINETE.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



O Presidente do Quênia Uhuru Kenyatta anunciou nesta terça-feira uma nova estrutura de governo, aumentando o número de ministérios e departamentos. As mudanças vieram na sequência de pedidos de combate contra a corrupção em massa no governo que viu seis Secretários de gabinetes passarem para outro lado. Nenhum dos seis, a Sra Charity Ngilu, Sra Anne Waiguru, Sr. Kazungu Kambi, Sr. Phelix Koskei, Sr. Michael Kamau e o Sr. Davis Chirchir, foi mantido. Retransmitido ao vivo, os ministérios foram aumentados de 19 para 20, enquanto que os departamentos de estado subiram para 40 em relação a 26 anteriores. O discurso do Presidente Kenyatta foi retransmitido ao vivo pela televisão nacional. Os nomeados serão examinados pela Assembleia Nacional antes de assumirem as respectivas funções.

#africareview.com

Senegal recupera dinheiro 'roubado' no valor de US $ 13 milhões de Karim Wade

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Foto: Abdoulaye Karim Wade.

Autoridades senegalesas revelaram que 24 mil milhões de francos CFA (cerca de US $ 13 milhões) foram recuperados a partir de fundos que dizem ter sido roubado pelo filho do ex-presidente, o Sr. Abdoulaye Karim Wade.

O dinheiro supostamente foi pago pela administração do Dubai World Port para obter uma concessão no porto de Dakar.

Fontes do Ministério das Finanças revelaram que o montante foi pago para Karim Wade, que foi responsável por credenciar os clientes no porto.

Ele teria depositado o dinheiro, como tinha feito em várias outras operações semelhantes, em suas contas privadas em bancos estrangeiros.

Foi recentemente depositado

O cheque foi recuperado pelo ministro das Finanças e da Economia Amadou Ba e foi depositado por quase dois anos antes de ter sido recentemente depositado na conta das autoridades do Porto de Dakar.

Sr Ba explicou que a transferência atrasou por causa de uma disputa prolongada com o diretor da Autoridade Portuária, Sr. Cheikh Kanté.

O ministro explicou que o Sr. Kanté tinha insistido que o cheque fosse depositado em conta do porto porque o dinheiro foi recuperado do Dubai World Port.

Por sua parte, o ministro das Finanças tinha argumentado que os fundos devem ser depositados junto do tesouro público que recai sob seu ministério.

A questão veio à tona na semana passada quando um membro do Parlamento levantou a questão sobre o dinheiro.

Riqueza infundada

Um legislador independente, o Sr. Mamadou Lamine, queria saber como e por que o dinheiro estava sendo transferido para a conta do porto quando o cheque foi emitido para o ministério das Finanças.

Funcionários do ministério da Justiça está investigando a legalidade da transferência do cheque.

O ex-primeiro-ministro Aminata Touré, que havia dirigido a luta contra a riqueza roubada por funcionários do Presidente Wade, havia recomendado que parte do dinheiro devia ser usado para reforçar as agências de segurança.

Seu ex-marido, o Sr. Oumar Sarr, que agora é segundo-no-comando do partido político do ex-presidente, está entre aqueles que estão sendo perseguidos por riqueza infundada.

Um dos seus filhos já teria jurado em cometer suicídio se as ações de sua mãe levarem para prisão o seu pai.

#africareview.com

Total de visualizações de página