Postagem em destaque

CONCESSÃO DO PRÊMIO HOUPHOUET BOIGNY PELA BUSCA DA PAZ EM RCI: Os marfinenses poderão finalmente se olhar no espelho?

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Realiza-se esta quarta-feira, 8 de fevereiro de 2023, em Yamoussoukr...

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Camarões expulsa ex-presidente da RCA (República Centro Africana), Bozizeo.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


O Deposto líder da República Centro-Africana François Bozizé. FOTO | Arquivo

Yaoundé expulsou o ex-presidente da República Centro Africana (RCA ), que buscou refúgio em Camarões, revelou a imprensa da África.

Fontes seguras dizem que François Bozizé irritou autoridades dos Camarões, porque ele supostamente recebia convidados e coordenava suas atividades políticas na casa de hóspedes do estado no elegante bairro de Golfe da capital, que a presidência lhe tinha concedido.

Seu novo lugar de refúgio no entanto permanece não revelado por funcionários camaroneses.

Depois de voltar para os Camarões em 15 de janeiro vindo da França, Bozizé disse ter feito visitas à cidade fronteiriça oriental de Garoua-Boulai onde se reuniu com os seus apoiantes.

Ele nega alegações de que ele está armando e usando milícia anti-Balaka para prolongar o ciclo de violência em seu país de origem.

Bozizé que formou a Frente para o retorno da ordem constitucional na RCA ( FROCCA ) após sua expulsão em março 2013 sempre manteve a posição de que ele é o líder democraticamente eleito e legítimo de seu país.

Bozizé não descartou a possibilidade de retornar para o cargo e concorrendo a uma futura eleição presidencial. A Presidente de Transição Catherine Samba-Panza é esperado para organizar uma eleição geral, em meados do próximo ano.

# africareview


Angola: Vídeos - Diamantes, Milionários, Violência e Pobreza nas Lundas.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Acesse o LINK e acompanhe: AQUI.

# makaangola

Obama e Hollande trocam elogios.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Acesse o link e veja o vídeo: AQUI.


# euronews.pt

EUA define agenda da cúpula de África.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


A Secretária Adjunto de Estado dos EUA para Assuntos Africanos, Linda Thomas-Greenfield em foto de arquivo em setembro de 2013.

Paz, segurança, democracia e a questão da juventude serão questões-chave a serem discutidas quando o presidente dos EUA, Barack Obama receber os chefes de Estado africanos ainda este ano, um alto diplomata dos EUA revelou nesta terça-feira.

Mas a secretária de Estado adjunto para os Assuntos Africanos, a Sra. Linda Thomas-Greenfield, disse que a agenda exata será liberada após discussões com especialistas africanos.

"Estamos em consulta com especialistas sobre o continente Africano para determinar quais as questões que eles estão interessados ​​em discutir durante a Cúpula ", disse aos jornalistas via vídeo-conferência.

"Tivemos uma série de questões para serem analisadas daqui para frente. Paz e segurança é uma prioridade na agenda e são consideradas localmente ( por os EUA ) como uma das questões que pretendemos ter na agenda.

O diplomata argumentou que a população jovem do continente causou emoção, mas havia uma necessidade de abordar os números de jovens " não referenciados ".

Quarenta e sete líderes, a maioria da África subsaariana, incluindo o presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta foram convidados a participar de uma conferência sobre as relações EUA-África, em Washington, em agosto.

Os líderes também devem discutir a extensão do tratado AGOA, que prevê formas mais fáceis para a África exportar seus produtos para os EUA.

A Sra Thomas-Greenfield disse que os EUA esperam estendê-la até o final do próximo ano.

A conferência é vista como movimento dos EUA para combater a crescente influência da China no continente. O país do Extremo Oriente tem vindo a acolher uma cúpula semelhante sob o manto da Focus sobre Cooperação China-África (FOCAC ).

E, embora a súbita mudança para o Oriente por líderes africanos, isso é entendido como resultado da não interferência da China, os EUA insiste que não patrocinam África sobre democracia e boa governação.

" Nós ainda acreditamos que os países devem ser transparentes. Nós não estamos mudando nossa posição só porque eles está dando uma vantagem injusta para as empresas chinesas. "

"Queremos sempre uma igualdade de condições, mas as empresas chinesas irão apenas perceber que ela é importante para operar em um ambiente de transparência. "

# africareview

Total de visualizações de página