Postagem em destaque

CONCESSÃO DO PRÊMIO HOUPHOUET BOIGNY PELA BUSCA DA PAZ EM RCI: Os marfinenses poderão finalmente se olhar no espelho?

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Realiza-se esta quarta-feira, 8 de fevereiro de 2023, em Yamoussoukr...

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

O presidente voltou de Banjul: "Nosso relacionamento com a Gâmbia são excelentes".

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Depois de assistir a celebração do 48 º aniversário da independência da Gâmbia, o presidente ampliou as "excelentes relações" entre seu país e de Yahya Jammeh. Uma declaração após o pedido que lhe foi dada pela sociedade civil e ONGs da Gâmbia em direitos humanos, respectivamente para recusar o convite de Jammeh e para incluir em sua agenda a questão dos direitos humanos.
O Presidente da República de
Senegal, Macky Sall, disse segunda-feira em Banjul, que a sua presença na celebração do 48 º aniversário da adesão da República da Gâmbia à soberania internacional demonstra as excelentes relações secular entre os dois países.Convidado de honra do Dia da Independência, 48o de Gâmbia, o Chefe de Estado foi acompanhado por uma dezena de ministros, afirmou que "este convite reflete as boas relações entre os nossos dois países que nunca devem virar em conflito. " "A amizade e a fraternidade entre os povos do Senegal e da Gâmbia serão reforçadas através da harmonia entre os dois povos e governos, reforçar a unidade Africana", disse Sall. Observou que "a relevância da diplomacia, nas proximidades é boa. " "A construção da ponte, a fim de ajudar a abrir o sul do Senegal é uma perfeita ilustração do desejo de consolidar Povos Senegambia da economia da Senegâmbia", argumentou Macky Sall que quando voltou a Dakar, logo após o desfile .Esta declaração Macky Sall ocorre após o apelo que ele lançou na véspera da sua visita, a sociedade civil e ONGs da Gâmbia pelos direitos humanos, que lhe pediram para recusar o convite respectivamente de Jammeh e incluir em sua agenda a questão dos direitos humanos.A sociedade civil da Gâmbia também disse em um comunicado publicado no Diário n º 3022: "O presidente Sall é solicitado a pedir ao presidente Jammeh a libertação imediata e incondicionalmente de Abdourahman Balde, um senegalês e nacional de Tambacounda, detido sem julgamento desde julho de 1997 , a libertação imediata e incondicional de todos os prisioneiros de consciência e detidos ilegalmente, incluindo Imam Baba Leigh, Ebou Cham Ma, Mb. Ebrima Jallow e Sarr, autorizar o Comitê Internacional da Cruz Vermelha o acesso às prisões e centros de detenção para avaliar as condições de detenção para permitir a Embaixada do Senegal na Gâmbia ter acesso imediato nacionais senegaleses mantidos em prisões (...). " Ao mesmo tempo, as ONGs de direitos humanos também convidou
Macky Sall, através de um comunicado de imprensa, exigindo a luz sobre o senegalês executado e o retorno de seus corpos.O presidente senegalês, seguiu o desfile militar, paramilitar e juventude em Gâmbia na Praça da Independência. Um desfile das Forças Armadas, incluindo alunos do Licéu de Banjul  acompanhados por banda militar que encerrou a cerimônia que durou pouco mais de uma hora de relógio comando superior dado pelo Chefe de Estado gambiano vestido de branco, com cana, cópia do Alcorão e um rosário na mão.

Com/ Aps

fonte: lequotidien.sn



África do Sul: Oscar Pistorius pode pegar prisão perpétua.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Suspeito de matar a namorada, corredor vai depor hoje a um juiz
FRANCK FIFE/AFP/JC
Paratleta cancelou a participação em provas
Paratleta cancelou a participação em provas
O paratleta sul-africano Oscar Pistorius, 26 anos, pode ser condenado à prisão perpétua caso fique comprovado que foi ele quem matou a namorada e tenha premeditado o crime. Não há pena de morte na África do Sul.

Na quinta-feira passada, Pistorius foi detido pela polícia sul-africana acusado de assassinar a modelo e apresentadora de TV Reeva Steenkamp, 29 anos, em Pretória. Ela foi encontrada morta em sua casa com quatro tiros no Dia dos Namorados (na África do Sul, a data é comemorada no Dia de São Valentim).

Pistorius permanece na prisão pelo menos até hoje, quando falará diante de um juiz sobre o caso. A família do corredor alega que ele é inocente. No domingo, foi divulgado que havia um taco de críquete ensanguentado na casa do atleta. Ontem, os jornais britânicos The Sun e Daily Mail revelaram que a polícia encontrou esteroides anabolizantes na residência, e evidências de que Pistorius tinha bebido na noite do crime.

A família de Reeva cobra explicações. “Por que minha pequena garota? Por que ele fez isto”, questionou June Steenkamp, mãe da modelo.

O atleta olímpico e paralímpico sul-africano cancelou a participação em todas as provas previstas para os próximos meses para concentrar-se em sua defesa da acusação de homicídio, disse o agente do velocista. “Decidi que, após esses trágicos acontecimentos, nós não temos opção, a não ser cancelar todas as provas futuras que Oscar Pistorius estava contratado para competir”, disse o agente Peet van Zyl em comunicado. Entre as provas canceladas estão uma no Brasil, em março.

Pistorius é um herói na África do Sul e um ícone do paratletismo. O corredor, que é biamputado, tornou-se uma das figuras mais conhecidas do esporte ao disputar, no ano passado, os 400 metros rasos dos Jogos Olímpicos de Londres.

Ele nasceu sem um osso nas duas pernas e foi submetido à dupla amputação aos 11 meses de idade. Correndo com um par de próteses de fibra de carbono, tornou-se multicampeão paralímpico e conseguiu se classificar para enfrentar atletas sem deficiência.

fonte:www.jcrs.uol.com.br

Costa do Marfim: Educação - Mais de um milhão de cartões de identidade escolares emitidos para os alunos.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Grève
© Abidjan.net por Atapointe
Greve de Intersindicais do Sector da Educação: Kandia Camara recebe líderes religiosos e reis tradicionais do bairro de Abidjan.
Sexta-feira, 14 de dezembro, 2012. Torre de escritórios do Planalto. Ministro da Educação Nacional e Ensino Técnico, Kandia Camara trocando informações com os líderes religiosos e chefes tradicionais do distrito de Abidjan, de modo que eles possam trazer à razão ao Sector da Educação Inter / Formação (ISEF), que pretendem entrar greve por tempo indeterminado, com efeitos a partir de 14 de janeiro de 2013.


O Ministério da Educação Nacional, a fim de controlar a inscrição para obter dados confiáveis ​​para o planejamento eficaz das instalações escolares, decidiu, através da Direcção de Planeamento e avaliação das estatísticas, levar em conta a produção de cartões de identidade escola . Para o ano de 2012/2013, cerca de 1,5 milhões de cartões serão produzidos pelos serviços da SED. Em 14 de fevereiro, na Escola St. Mary High em Cocody, o Ministro da Educação Nacional, Kandia Camara, fez a apresentação oficial dos cartões para os Directores Regionais de Educação e diretores. Esta operação, apesar das dificuldades, devido à incapacidade de a primeira operadora a cumprir com as especificações e de acordo com o Ministério, já entregou 2.500 (250.000) cartões de identidade originais da escola. Segundo Kandia Camara, ministro da Educação Nacional e Ensino Técnico ", o objetivo é permitir que todos os estudantes do país a serem identificados onde quer que eles se encontrem com um único documento, reconhecido e aceito por todos" . O diretor da SED, Mamadou Fofana, mais uma vez convidou as escolas privadas do ensino médio para se inscrever no processo que visa fornecer estatísticas confiáveis ​​sobre o número de alunos em colégio público secundário geral e no sector privado. Esta inovação permite que Costa do Marfim possa ser classificado como o terceiro, atrás de Canadá e França neste processo de manutenção de arquivos de estudantes.

POR: JEAN PRISCA


fonte: abidjan.net

Chávez anuncia regresso a casa.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Presidente Venezuelano recorre ao Twitter para 
anunciar que está de volta a Caracas, onde vai prosseguir os tratamentos oncológicos.







Na semana passada, o Governo de Caracas divulgou as primeiras fotografias de Chávez em dois meses CARLOS GARCIA RAWLINS/REUTERS


O Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, internado desde Dezembro em Cuba, regressou ao país. O anúncio foi feito nesta segunda-feira na conta oficial na rede Twitter.
Três tweets publicados com um intervalo de três minutos,  por volta das 8h40 de Portugal continental, anunciam o regresso "à Pátria venezuelana" e agradecem ao povo, à Venezuela, a Cuba, a Fidel e a Raul Castro.
O estado de saúde de Chávez, 58 anos, foi, nos últimos meses motivo de controvérsia, em parte devido à falta de informações. Reeleito em Outubro de 2012, foi internado em Dezembro em Havana, para tratamento a um cancro na região pélvica que lhe foi diagnosticado em 2011.
Segundo informação colocada também no Twitter por ministros venezuelanos, o Presidente está agora no Hospital Militar de Caracas, onde prosseguirá os tratamentos.
Numa curta declaração na estação estatal da Venezuela, o ministro da Comunicação (e genro de Hugo Chávez), Ernesto Villegas, informou que o Presidente aterrou no aeroporto de Caracas às 2h30 e seguiu imediatamente para o hospital. O vice-presidente Nicolás Maduro entrou na emissão para exprimir a sua "felicidade" com o regresso do líder ao país.

Na sexta-feira da semana passada, o Governo de Caracas divulgou as primeiras fotografias de Chávez em dois meses. Nelas surge com a edição de quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2013, do jornal cubano Granma na mão, está sorridente e com as filhas ao lado.
Hugo Chávez não era visto desde 10 de Dezembro de 2012, quando foi internado em Havana,  para uma quarta cirurgia num período de 18 meses No quarta-feira da semana passada, o vice-presidente venezuelano, Nicolás Maduro, dissera estava a passar para uma nova etapa do tratamento, e que essa fase iria ser, também, "complexa e difícil". No entanto, e como anteriormente, não foi divulgado nenhum boletim clínico de Chàvez, nem avançada qualquer informação sobre o tipo de tratamentos a que será submetido.
fonte: publico.pt





































Total de visualizações de página