Postagem em destaque

Ucrânia: Lula se recusa a entregar munição para tanques.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... O governo brasileiro se opôs ao pedido da Alemanha de entrega de mun...

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Guiné-Conacry: Guineenses aguardando os resultados da eleição presidencial.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

As populações da cidade de Conacri e das prefeituras vivem na expectativa, à espera dos resultados da eleição presidencial de domingo, 11 de outubro de 2015. Enquanto se aguarda o resultado da votação, a oposição através de sete candidatos, rejeitou categoricamente os possíveis resultados que serão anunciados pelo CENI nos dias que estão por vir, em causa, segunda ela, de suposições sobre alegadas irregularidades na eleição.



O campo presidencial, por sua parte exortou os cidadãos por calma, esperando os resultados, que ela já qualificou como emana a vontade popular.

A tensão está em seu pico em Conakry e à rejeição dos resultados das eleições presidenciais por parte da oposição, enquanto isso a CENI ainda não anunciou os resultados preliminares, nada tem feito para melhorar as coisas. Conakry vive em câmera lenta neste segundo dia após a eleição, principalmente na estrada principal Hamdallaye-Bambeto-Cosa-Kagbelin.

Os comércios estão fechados a sobre a longa via o tráfego está reduzido. Confrontos foram relatados em locais incluindo notadamente Hamdallaye e do lado de Dixinn perto da casa do líder da oposição guineense, Diallo.
A suite é de todo o mais imprevisível, que as posições de trincheiras e de atores políticos parecem irreconciliáveis. Se do lado do movimento nós já temos um vislumbre de "um ko súbito", as conversações da oposição sobre qualquer coisa, mas é justo que a eleição foi credível e transparente. No entanto, a comunidade internacional (UA, UE, OIF, a CEDEAO, EUA) reconhece a eleição como válida, apesar das avarias registadas, que não são susceptíveis de pôr em perigo o voto dos guineenses.

De Aliou Mamadou Diallo para GCI
2015-GuineeCnakry.Info

Guiné-Bissau: O País vai continuar a beneficiar dos apoios do Fundo Monetário Internacional.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Sede do Fundo Monetário Internacional (Foto forumcompetitividade.org)



A Guiné-Bissau «vai continuar a beneficiar dos apoios do Fundo Monetário Internacional (FMI)», garantiu o representante residente da instituição financeira internacional à saída de uma audiência com o novo primeiro-ministro guineense, Carlos Correia.

«Disse ao primeiro-ministro e ao ministro da Economia e Finanças que podem contar com os apoios do FMI nesta nova etapa do país», disse Oscar Edgardo Melhado Orellana, acrescentando, depois, que a instituição financeira «está empenhada em continuar a ajudar a Guiné-Bissau».

Esta audiência ocorreu poucas horas antes da cerimónia da tomada de posse do novo executivo, encontro durante o qual o primeiro-ministro, Carlos Correia, apontou «a exploração racional dos recursos naturais da Guiné-Bissau «como uma das prioridades do governo».

#abola.pt

Guiné-Bissau: PUSD espera um Governo idóneo que priorize combate à corrupção e impunidade.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Bissau,14 Out 15(ANG) - O Partido Unido Social Democrata (PUSD), exortou ao Governo de Carlos Correia a privilegiar o combate a corrupção,  impunidade, bem como a criação de condições para a reforma no sector da defesa e segurança e na administração pública.

Em declarações à imprensa à margem da reunião da Comissão Politica do PUSD, realizada hoje, o Porta-Voz do partido, Valdir da Silva disse que congratularam com o actual executivo de Carlos Correia e na esperança de que os dias melhores virão para os guineenses.

Instado a dizer o que motivou o partido a ficar fora do Governo de Carlos Correia, Valdir da Silva sublinhou que o PAIGC como vencedor das últimas eleições, é soberano e tem toda a legitimidade e direito de formar o seu executivo com quem quiser.

"A nossa missão agora é de fazer uma oposição responsável para que haja justiça, democracia e governabilidade no país. Temos ainda de fazer o papel de mediador tanto dos órgãos da soberania como no seio dos partidos políticos", informou.

Fazendo o  balanço  da participação do PUSD no anterior Governo de Domingos Simões Pereira, a testa da justiça, o Porta-voz daquela formação política disse que é positiva apesar de alguns bloqueios que a titular daquele pelouro neste caso a líder do PUSD sofrera.

Aquele responsável afirmou que agora o PUSD vai trabalhar para a implantação de  uma democracia verdadeira no país e para a criação de  um ambiente de coesão dentro do partido e elaboração de estratégias para o eventuais embates eleitorais.

A reunião da Comissão Política do PUSD, que termina ainda hoje, tem como objectivo: análise da actual situação politica do país, a organização interna do partido entre outros. 

ANG/ÂC/SG

Burkina Faso: Sankara permanece popular - o falecido líder 'crivado de balas'

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Thomas Sankara, que adotou política de esquerda radical, continua a ser popular em muitas partes da África. FOTO | BBC

Os resultados de uma autópsia sobre os restos de líder assassinado do Burkina Faso Thomas Sankara deram positivos, fontes confirmaram em Ouagadougou na terça-feira.

Os resultados da autópsia do corpo  "crivado de balas", referiu o advogado de sua família.

A família ainda está à espera de resultados de DNA para confirmar a identidade do corpo.

O Sr. Bénéwendé Stanislas Sankara, o advogado da família (sem nenhuma relação), disse que o tribunal militar encarregado do caso insiste em que um teste de DNA é necessário ainda para autenticar o corpo.

O relatório da autópsia e o relatório de peritos em balística "foram apresentados para a família".

O relatório de balística confirmou que Thomas Sankara foi baleado por armas de fogo.

Visto como Che Guevara da África, o revolucionário anti-imperialista foi enterrado às pressas quando do golpe de Estado de 1987.

A permissão para uma exumação foi negada durante o reinado do seu sucessor Blaise Compaoré, que foi deposto em um levante no ano passado após 27 anos no poder.

O Presidente Compaoré sempre negou envolvimento no assassínio do ex-líder, insistindo que os "fatos são conhecidos" e que ele não tem "nada a esconder".

Mas, enquanto ele estava na presidência, o tribunal do Burkina Faso bloqueou um pedido da família de Sankara para que os seus restos mortais fossem exumados.

"Incompreensível"

Isso mudou no ano passado quando um governo de transição  foi nomeado depois de protestos de rua.

A exumação começou em maio, mas o relatório da autópsia foi adiado durante sete dias após o golpe do mês passado.

O Sr. Ambroise Farama, um dos advogados que representam a família Sankara, disse que as revelações sobre o corpo do Sr. Sankara são "incompreensíveis", relata a agência de notícias AFP.

" Poderiam dizer pura e simplesmente que ele foi crivado de balas ", disse ele.

Autópsias nos outros 12 soldados enterrados com ele, em 1987, revelaram que eles tinham apenas um ou dois ferimentos de bala.

"Mas, tanto quanto o corpo de Thomas Sankara que gerou preocupação, havia também mais de uma dúzia de corpos, o " Sr Farama foi citado como quem disse".

Soldados ligados a Compaoré estavam por trás do golpe do mês passado, o que atrasou eleições presidenciais que devia acontecer no último domingo.

Governo interino do Burkina Faso remarcou agora a votação para terça-feira, 29 de Novembro.

#africareview.com

Obama 'invade' casamento e posa para fotos ao lado de noivos.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Presidente jogava golfe em campo onde seria realizada a cerimônia
O casal Stephanie Mirkin e Brian Tobe foi surpreendido com a presença do presidente Barack Obama durante seu casamento em La Jolla, Califórnia. Obama terminava uma partida de golfe nas proximidades do local da cerimônia e posou para fotos com os noivos. Foto tirada dia 11 de outubro
O casal Stephanie Mirkin e Brian Tobe foi surpreendido com a presença do presidente Barack Obama durante seu casamento em La Jolla, Califórnia. Obama terminava uma partida de golfe nas proximidades do local da cerimônia e posou para fotos com os noivos. Foto tirada dia 11 de outubro(Jeff Youngren/Reuters) 


Um casal que realizava sua cerimônia de casamento em um campo de golfe da Califórnia no final de semana ganhou um memorável convidado inesperado: o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. 
Os americanos Brian Tobe e Stephanie Mirkin estavam prestes a começar a cerimônia quando a administração do local pediu que eles atrasassem um pouco o evento, pois o presidente americano estava prestes a terminar sua partida de golfe no campo de Torrey Pines, no bairro de La Jolla, em San Diego. 
"Após completar sua rodada, o presidente se dirigiu até o casal para cumprimentá-los e posar para fotos", escreveu em seu blog a fotógrafa do casal, Erin Youngren. 
Obama não permaneceu no local para acompanhar a cerimônia, mas tornou o dia ainda mais especial para noivos e convidados. "Ele desejou 'boa sorte' e nos parabenizou pelo casamento. Foi incrível", disse a noiva à rede ABC.
#veja.com.br

O IMPASSE POLÍTICO FOI QUEBRADO NA GUINÉ-BISSAU.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


O IMPASSE político foi quebrado na Guiné-Bissau e o país já tem Governo, sob a chefia do Primeiro-Ministro Carlos Correia, dois meses depois do Presidente da República, José Mário Vaz, ter demitido o Executivo liderado por Domingos Simões Pereira. O novo Executivo tomou posse ontem (13). 

Um decreto presidencial anunciou, na noite de segunda-feira (12), quase madrugada de ontem (13) em Maputo, a formação de um novo Governo, após vários dias de impasse entre o chefe do Estado, o Primeiro-Ministro e o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), vencedor das eleições legislativas de 2014. 

O decreto foi divulgado no final de uma maratona negocial, com forte envolvimento de representantes da comunidade internacional, entre o antigo Presidente da Nigéria Olusegun Obasanjo, mediador da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO). 

A nova equipa governamental comporta 15 ministros e 14 secretários de Estado, além do Primeiro-Ministro Carlos Correia, nomeado a 17 de Setembro pelo Presidente Mário Vaz. 

Os novos ministros são, na sua maioria, da equipa dissolvida em Agosto e membros do PAIGC. 

A sociedade civil assim como duas formações da oposição - o Partido da Convergência Democrática (PCD) e a União para a Mudança (UM) - estão representados no novo Executivo. 

A principal força da oposição, o Partido de Renovação Social (PRS) declinou a oferta de participação na nova equipa governamental. 

Dois ministérios-chave estão confiados à mulheres. Adiatu Nandigna (PAIGC) é ministra da Defesa Nacional e Aida Injai Fernandes (sociedade civil) da Justiça. Artur Silva (PAIGC), que foi ministro em diferentes Governos bissau-guineenses, é o novo titular dos Negócios Nstrangeiros. Cadi Seidi Mané (sociedade civil), ministra da Defesa no Governo de Simões Pereira, transitou para Saúde. Gerardo Martins (PCD) foi reconduzido como ministro da Economia e Finanças. 

Por designar estão ainda os ministros da Administração Interna e Recursos Naturais, na sequência de um desacordo entre Correia e Vaz sobre a escolha dos nomes. Assim, as duas pastas serão assumidas interinamente pelo chefe do Governo.
#jornalnoticias.co.mz

Novo governo da Guiné-Bissau toma posse hoje.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Palácio da Presidência da Guiné-Bissau.
Palácio da Presidência da Guiné-Bissau.
Liliana Henriques / RFI

O Chefe de Estado José Mário Vaz nomeou ontem o novo executivo guineense. O governo liderado por Carlos Correia é composto por 15 ministros e 14 secretários de Estado, contudo ficaram os responsáveis pelas pastas da Administração Interna e Recursos que serão assumidas interinamente pelo chefe do executivo. A tomada de posse deve ter lugar hoje.

Dois meses depois da demissão de Domingos Simões Pereira do cargo de primeiro-ministro a Guiné-Bissau acordou hoje com um novo governo. Uma nomeação que acontece após alguma resistência do presidente em aceitar as propostas do PAIGC, partido maioritário na Assembleia, para a composição do executivo e que levou à retirada de nomes como Domingos Simões Pereira e Daniel Gomes.
No decreto 12/2015 pode ler-se que compete ao presidente e ao primeiro-ministro a nomeação do executivo e que esta escolha deve reflectir uma confluência "que não possível com a maior parte dos nomes propostos". No documento divulgado pela presidência subtende-se que persiste um descontentamento com o elenco governamental, no entanto é ressalvada "a necessidade e urgência na nomeação do novo executivo".
O decreto presidência nomeia 15 ministros, entre as quais quatro mulheres, e 14 secretários de Estado, todavia ficar por designar os responsáveis pelas pastas da Administração Interna e Recursos que serão assumidas interinamente por Carlos Correia. A tomada de posse do executivo guineense deve acontecer esta tarde.
Composição do governo liderado por Carlos Correia
  • Malai Sane, ministro da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares;
  • - Adiatu Nandigna, ministra da Defesa Nacional;
  • - Valentina Mendes, ministra da Mulher, Família e Coesão Social;
  • - Artur Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação Internacional e Comunidades;
  • - Geraldo Martins, ministro da Economia e Finanças;
  • - Vicente Fernandes, ministro do Comércio e Indústria;
  • - Agnelo Regala, ministro da Comunicação Social;
  • - Odete Semedo, ministra da Educação;
  • - João Aníbal Pereira, ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural;
  • - Cadi Seidi, ministra da Saúde Pública;
  • - José António Almeida, ministro das Obras Públicas, Construção e Urbanismo;
  • - Aida Fernandes, ministro da Justiça;
  • - Wasna Papai Danfa, ministro da Energia;
  • - Luís Vaz Fernandes, ministro da Função Pública e Trabalho;
  • Malam Jaura, ministro do Turismo e Artesanato;
#RFI

Total de visualizações de página