Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Boko Haram lança primeiro ataque no Níger.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



O grupo dos militantes islâmicos nigerianos Boko Haram atacou uma cidade no Níger, pela primeira vez, dizem testemunhas.
O ataque à cidade fronteiriça de Bosso foi o segundo do grupo em um país vizinho em dois dias.
Seus militantes teriam matado pelo menos 70 pessoas em um ataque contra a cidade de Fotokol nos Camarões na quinta-feira.
A insurgência Boko Haram deixou milhares de mortos e deslocado mais de um milhão nos últimos seis anos.
Os militantes controlam uma grande extensão de terra no nordeste da Nigéria.
Yacouba Soumana Gaoh, o governador da região de Diffa em torno de Bosso, disse que os guerrilheiros islâmicos tinham sido empurrados de volta com êxito após confronto com tropas nigerianas.
Sr Gaoh disse que o número de vítimas é desconhecido, mas ele acreditava que nenhum civil foi ferido durante os combates.
A repórter disse que os militantes do Boko Haram atacaram Bosso no início da manhã com armas pesadas, fazendo com que os moradores fugissem e se escondessemdentro de casa.
Um morador disse à agência de notícias Agence France-Presse: "Nós podíamos ouvir o som das armas por toda a cidade, muitas vezes muito perto de nossas janelas.
"O barulho de armas pesadas e de armas ligeiras, fazem nossas casas tremer."
Bosso encontra-se do outro lado da fronteira do estado de Borno da Nigéria, uma das áreas mais afetadas pela violência islâmica.
A cidade é o lar de milhares de refugiados que fugiram da Nigéria e do Boko Haram.
O grupo militante, que jurou fidelidade ao Estado Islâmico e desejos de seu próprio califado na Nigéria, já matou milhares de pessoas e deslocou milhões no nordeste do país.
Eles agora estão ameaçando o Chade, Níger e Camarões, o Chade está em estado de alerta para implantar 2.500 tropas para áreas de fronteira, incluindo Bosso.

O Chade enviou tropas para Camarões no mês passado para se juntar à ofensiva contra o Boko Haram, na sequência de críticas generalizadas do fracasso do exército nigeriano para conter a insurgência.

#africareview.com

Total de visualizações de página