Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

UNITA vai pedir impugnação dos resultados eleitorais.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Os resultados definitivos indicam que a UNITA é a segunda força política mais votada, tendo conseguido mais de 1,81 milhões de votos (26,67%) e 51 deputados.

fonte: DW ÁFRICA
UNITA - Ende des Wahlkampfs (DW/A.Cascais)
A União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) vai recorrer nos tribunais dos resultados das eleições gerais de 23 de agosto, que dão vitória ao Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), anunciou o mandatário do partido da oposição.
Estêvão Cachiungo falava aos jornalistas após o anúncio dos resultados definitivos pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE), numa cerimónia em que não participaram os comissários nacionais eleitorais representantes dos partidos da oposição.
"Temos fóruns próprios, estamos a trabalhar para que a justiça faça com que se resgate a verdade eleitoral para cumprimento daquilo que a lei estabelece", disse o mandatário da UNITA, sublinhando que a ata dos resultados nacionais definitivos não foi assinada por todos os comissários nacionais eleitorais.
"Há problemas dentro da CNE que o senhor presidente não falou", disse Cachiungo, salientando que a posição dos comissários será divulgada ainda hoje (06.09) em conferência de imprensa.O mandatário do maior partido da oposição angolana, também nestas eleições a segunda força política mais votada, tendo alcançado 26,67% dos votos, disse não perceber "por que é que a CNE faz um exercício de tanta responsabilidade e oculta o que de facto está a acontecer".
"Vamos pedir ao tribunal a impugnação, estamos dentro da lei, estamos serenos, calmos", disse o político, reiterando a necessidade de que os processos eletivos angolanos sejam feitos "de acordo com a lei, sejam transparentes".
Angola Pressekonferenz der Opposition | Benedito Daniel (APN), Abel Chivukuvuku (CASA-CE), Isaías Samakuva (UNITA) und Lucas Ngonda (FNLA)
Oposição reuniu-se no último fim de semana para fazer reclamações contra o escrutínio provicinal da CNE
"As ruas estão cheias de polícias”
O responsável reforçou que "este processo não foi transparente, não foi de acordo com a lei e não é festa, porque as ruas estão cheias de polícias". A  UNITA e outras forças políticas concorrentes - a Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), o Partido de Renovação Social (PRS) e a Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) - têm vindo a apresentar várias reclamações à CNE, nomeadamente aos procedimentos para o apuramento dos resultados provinciais eleitorais, entretanto julgadas improcedentes.
Também os resultados provisórios divulgados pela CNE, que davam já vitória ao partido MPLA foram rejeitados pela UNITA, CASA-CE e PRS, alegando que a contagem paralela efetuada por si, com base nas atas sínteses das mesas de voto, apontavam para dados diferentes.
CNE felicita vencedor e pede aos vencidos que aceitem resultados
Angola erste Wahlergebnisse (DW/A. Cascais)

A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) já felicitou o vencedor das eleições gerais de 23 de agosto, o MPLA, com 61,07% dos votos, e apelou às forças políticas derrotadas a manterem "serenidade e respeito" pela vontade dos cidadãos.
A posição foi expressa pelo presidente da CNE, André da Silva Neto, antes do anúncio dos resultados definitivos das eleições gerais angolanas, que confirmaram João Lourenço como o novo Presidente de Angola e Bornito de Sousa como o novo vice-Presidente. Nas suas felicitações, André da Silva Neto manifestou a convicção de que o partido no poder "mereceu a confiança da maior parte dos eleitores e que fará o seu melhor para a concretização dos anseios dos angolanos".
 Às restantes forças políticas concorrentes - UNITA, CASA-CE, PRS, FNLA e APN - o responsável do órgão eleitoral angolano felicitou igualmente "pela sua participação na festa da democracia e por enobrecerem o país com a sua participação" nas eleições gerais.
Tentativa de descredibilizar o processo
André da Silva Neto lamentou, contudo, as declarações de alguns partidos, "que, imbuídos de má-fé, procuraram confundir a comunidade nacional e internacional, na tentativa de descredibilizar todo o processo eleitoral e o empenho da Comissão Nacional Eleitoral em realizar eleições credíveis, com afirmações torpes e destituídas de elementos de prova merecedoras do mínimo de credibilidade".
"A estas forças e pessoas coletivas e singulares lembramos que Angola é um Estado democrático e de direito, e que os mesmos têm a opção de fazer valer os seus direitos através de mecanismos legalmente estabelecidos, e não por via de ameaças físicas, morais ou psicológicas e difamações ou injúrias injustificáveis", disse o presidente da CNE.
O responsável do órgão eleitoral sublinhou que, colocados à parte alguns constrangimentos ocorridos durante todo o processo eleitoral, como perdas humanas e de meios materiais, e a tentativa de criação, por algumas forças políticas, "de um ambiente de desestabilização e intranquilidade", toda a atividade da CNE "decorreu num clima de serenidade e calma exemplares.

Homicídios no México disparam com o governo de Peña Nieto.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

 | Fonte de informações: 

Pravda.ru

 
Homicídios no México disparam com o governo de Peña Nieto. 27256.jpeg

Homicídios no México disparam com o governo de Peña Nieto

De acordo com o semanário ZETA, o número de homicídios continua a aumentar sob a administração de Enrique Peña Nieto, tornando o actual governo «um dos mais violentos e inseguros da história contemporânea» do país azteca.
O México é considerado o segundo país mais violento do mundo, depois da SíriaCréditos/ zonapotosinaslp.com
O México é apontado como o segundo país mais violento do mundo, onde os assassinatos de jornalistas são frequentes, onde se registaram mais de 30 mil desaparecimentos forçados nos últimos anos, onde as execuções relacionadas com o narcotráfico e as valas comuns clandestinas encontradas se integram na realidade.
Na sua edição de 4 de Setembro, o semanário ZETA revela que, de 1 de Dezembro de 2012 - quando Peña tomou posse - a 31 de Julho de 2017, foram cometidos 104 602 homicídios dolosos.
«Um de cada quatro homicídios no México registados nos últimos 27 anos foram cometidos na administração do presidente da República, Enrique Peña Nieto. Os seus números sangrentos ultrapassam, inclusive, os do seu antecessor, Felipe Calderón Hinojosa, que declarou a "guerra" ao narcotráfico, despertando milhares de sicários às ordens dos grupos criminosos no país», lê-se na peça do semanário, intitulada «104 602 executados com Peña Nieto».
De acordo com o ZETA, o quinto ano da governação de Peña Nieto vai ser o pior em termos de «execuções», na sequência da atomização do Cartel de Sinaloa - após a extradição El Chapo Guzmán - e da expansão do Cartel Jalisco Nueva Generación. Nos primeiros sete meses de 2017, registaram-se 16 152 mortes violentas.
«O número, já por si arrepiante», ganha maior dimensão quando comparado com o número de homicídios registados no primeiro ano (2007) em que Calderón abriu fogo aos cartéis das drogas: 8867. Ou seja, entre Janeiro e Julho deste ano, o número de execuções é quase o dobro das então registadas.
Os assassinatos durante a era peñanietista representam 25% dos homicídios registados entre 1990 e 2016: 427 698, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística e Geografia (Inegi).
NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Com slogan ‘Família não tem cor, nem gênero’, Circuito Baiano de Direito da Família discute temática

Fonte de informações: 

Pravda.ru

 
Com slogan ‘Família não tem cor, nem gênero’, Circuito Baiano de Direito da Família discute temática. 27260.jpeg

O IBDFAM realiza o Circuito Baiano de Direito da Família, na cidade de Teixeira de Freitas, explorando temas atuais relacionados ao assunto

Este é um momento da história da sociedade onde nunca foram tão amplamente discutidas as questões de cor,gênero e identidade, com inúmeros movimentos e vertentes que defendem as mais diferentes bandeiras e posicionamentos. Um assunto tão relevante como esse atinge também o centro da sociedade: a família.
 
Com o intuito de suprir a escassez de informações da sociedade, sem acesso ao profissional de Direito no interior do estado da Bahia, a diretoria regional da Bahia do Instituto Brasileiro de Direito das Famílias (IBDFAM) desenvolveu o projeto Circuito Baiano de Direito da Família e Sucessões, que terá a sua primeira edição sediada na cidade de Teixeira de Freitas, nos dias 14, 15 e 16 de setembro.
 
“Esta escolha decorre da importância social e econômica, além da estratégica situação geográfica, como também, a proximidade de outros centros culturais do País e do Estado da Bahia, fatores que permitem a expansão do conhecimento e a difusão do entendimento do multifacetário Direito das Famílias e das Sucessões da atualidade”, explica Alberto Raimundo, presidente do IBDFAM/BA.
No evento serão discutidos temas como: violência contra a mulher; nome social transgênero; multiparentalidade; testamento vital; mediação judicial e constelação familiar; igualdade entre união estável e casamento, assim como serão abordadas todas as questões referentes à diversidade de cor e gênero, presente nas famílias.
Todos os temas serão apresentados e discutidos por grandes especialistas na área em uma vasta programação, que inclui palestras com nomes de peso como:
 
•    Maria Berenice Dias
 
Advogada especializada em Direito de Famílias, Sucessões e Direito Homoafetivo, presidente da Comissão Especial da Diversidade Sexual e Gênero do Conselho Federal da OAB, vice-presidente do IBDFAM – Instituto Brasileiro de Direito das Famílias, ex-desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. Maria Berenice Dias já participou de grandes programas de televisão, de alcance nacional, sendo entrevistada por Jô Soares, Ana Maria Braga, com participação em matérias e reportagens nos principais jornais da TV brasileira. Ela é considerada uma das vozes mais ativas na defesa do Direito das Famílias na atualidade.
 
•    Sami Storch
 
Advogado especialista em Constelações Organizacionais – abordagem Bert Hellinger (Hoffmann & Partners Organizational Consulting/ Alemanha – Brasil) e Hellinger Sciencia - Moving with the Spirit-Mind (Treinamento Avançado Intensivo em Constelações Familiares com Bert Hellinger e Maria Sophie Hellinger). Juiz de Direito no Estado da Bahia, atualmente em exercício na Comarca de Itabuna. Graduado na Faculdade de Direito da USP, Mestrado em Administração Pública e Governo (EAESP-FGV/SP) e doutorando em Direito na PUC-SP, com tese em desenvolvimento sobre o tema "Direito Sistêmico: a resolução de conflitos por meio da abordagem sistêmica fenomenológica das constelações familiares". Cursou diversos cursos de formação e treinamentos em Constelações Sistêmicas Familiares e Organizacionais segundo Bert Hellinger. Desde 2006, vem ministrando palestras e workshops de constelações familiares e obtendo altos índices de conciliações com a utilização dos princípios e técnicas das constelações sistêmicas para a resolução de conflitos na Justiça.
 
A programação completa pode ser conferida através do site do evento: www.circuitobaiano.com.br/progrmacao.
 
Produzido pela Smile Entretenimento, especializada na organização e produção de eventos corporativos, o Circuito Baiano de Direito das Famílias conta com o apoio do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, Faculdade do Sul da Bahia, Defensoria Pública do Estado da Bahia, UNEB, UNOPAR e W3 Solutions.
 
Sobre o Instituto Brasileiro de Direito da Família (IBDFAM)
 
O Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM) foi criado em 25 de outubro de 1997, em Belo Horizonte (MG), durante o I Congresso Brasileiro de Direito de Família.
 
Atualmente o IBDFAM já possui 10 mil associados e reúne entre seus membros advogados, assistentes sociais, defensores públicos, desembargadores, estudantes, promotores e procuradores de Justiça, juízes, psicanalistas e psicólogos. Operadores do Direito do Brasil e do Exterior.
 
O Instituto é uma entidade técnico-científica sem fins lucrativos reconhecida pelo Ministério da Justiça como de utilidade pública federal que tem o objetivo de desenvolver e divulgar o conhecimento sobre o Direito das Famílias, além de atuar como força representativa nas questões pertinentes às famílias brasileiras.
 
Desde a sua fundação, vem trabalhando para adequar o atendimento às diversidades e especificidades das demandas sociais que recorrem à Justiça. O Instituto tem a sua representação consolidada por meio das diretorias estaduais em todos os estados brasileiros. Em 2017, o IBDFAM completa vinte anos de novos paradigmas no campo do Direito das Famílias.
 
Serviço
Circuito Baiano de Direito das Famílias
Quando: 14, 15 e 16 de setembro de 2017
Onde: Cenarium Eventos, Teixeira de Freitas – BA
Público-Alvo: Juízes, Promotores, Produradores, Conciliadores, Advogados, Estudantes, Professores, entre outros.
Inscrições: www.circuitobaiano.com.br 

fonte: pravda.ru

Total de visualizações de página