Postagem em destaque

CONCESSÃO DO PRÊMIO HOUPHOUET BOIGNY PELA BUSCA DA PAZ EM RCI: Os marfinenses poderão finalmente se olhar no espelho?

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Realiza-se esta quarta-feira, 8 de fevereiro de 2023, em Yamoussoukr...

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Costa do Marfim: Comunicado do Conselho de Ministros, quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Activités

© Aristide da Presidência
Atividades governamentais: Presidente Ouattara presidiu a um Conselho de Ministros nesta
quarta-feira, 13 de fevereiro, 2013. em Abidjan. Palácio presidencial em Plateau. O Chefe de Estado, o Sr. Alassane Ouattara preside o tradicional Conselho de Ministros.


Quarta-feira, 13 fevereiro, 2013, o Conselho de Ministros foi realizado de 10 a 11:30 no Palácio Presidencial da República, em Abidjan, sob a presidência de Sua Excelência, Alassane Ouattara, Presidente da República e Chefe de Estado.

A agenda da reunião incluiu o seguinte:

A / - Medidas Gerais
- Projecto de decretos
/ B - Medidas individuais
C / - Comunicações
D / - Diversos

A / - MEDIDAS GERAIS

Projecto de decreto

1. No âmbito do Ministério de Estado, Ministério do Interior e da Segurança

Após a apresentação do Ministro de Estado, o Conselho aprovou dois decretos:

• O primeiro decreto do eleitorado porta convocação para a eleição dos Conselheiros Regionais e Conselheiros.

Assim, sob proposta da Comissão Eleitoral Independente (IEC), os círculos eleitorais para as eleições são chamados no domingo, 21 de abril, 2013. A votação é aberta e fechada dás 7-17 horas.

• O segundo decreto define a duração da campanha para a eleição de Conselheiros Regionais e Conselheiros em 21 de abril de 2013.

A duração da campanha eleitoral para as eleições é fixado em 15 dias.
Assim, sob proposta da Comissão Eleitoral Independente (CEI) campanha está aberta a partir de sexta-feira 5 de abril, 2013 à meia-noite e zero minutos e fechar sexta-feira, 19 de abril de 2013 às 24 horas.


2. No âmbito do Ministério dos Transportes, em conjunto com o Ministério do Primeiro-Ministro da Economia e Finanças, do Ministério da Infra-estrutura Econômica, do Ministério da Construção, Habitação, Saneamento e Urbanismo e do Ministério da Segurança, Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável

Após a apresentação do ministro, o Conselho aprovou três decretos:

• Um decreto de aprovação Horários 2 e 5 com as especificações do contrato de concessão da empresa Aéria para a extensão, desenvolvimento, renovação, modernização, manutenção e operação do aeroporto internacional Félix Houphouët-Boigny, em Abidjan;

• Uma declaração do decreto de trabalho de utilidade pública de desenvolvimento no campo das atividades terciárias do aeroporto, localizado rota de Grand-Bassam, comuna Port Bouet;

• Um decreto autorizando o âmbito geográfico da concessão, conforme previsto no anexo 3 com as especificações do contrato de concessão da empresa Aéria, e que altera o anexo.

Estes três decretos vão permitir à empresa para atualizar seu plano de investimentos Aério, para o Aeroporto Internacional Félix Houphouët-Boigny, em Abidjan, o centro da África Ocidental, com uma previsão de 8 milhões de passageiros por ano em 2020.

2. Sob o Ministério do Desenvolvimento, Construção de Habitação, Saneamento e Urbanismo,

Após a apresentação do ministro, o Conselho adoptou uma declaração do decreto de utilidade pública, perímetros reservado para a reabilitação da Estação de Cargas Vridi e estrada-Grand-Bassam Aboisso-Noé e a infra-estrutura adjacente.

São declaradas de utilidade pública:

- Perímetros reservados para a expansão da rota Abidjan-Lagos, a partir de Grand-Bassam Noé, um comprimento de cerca de 135 km, uma largura de 40 m, e os recintos da estrada que liga a estação ferroviária de carga no Vridi encruzilhada de Akwaba;

- Áreas reservadas para áreas de estacionamento, incluindo terminal de cargas e o estacionamento de Noé.

Esta operação é parte da proposta de facilitação do comércio e do transporte de pessoas e bens no corredor Abidjan-Lagos.

B / - MEDIDAS INDIVIDUAIS

O Conselho aprovou as deliberações da reunião da Comissão para a revisão das nomeações propostas em departamentos governamentais realizadas na quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013, e começou as nomeações em seis (6) departamentos (Ministério de Estado , Ministério do Planejamento e Desenvolvimento, Ministério de Estado, Ministério do Emprego, Assuntos Sociais e Formação Profissional, Ministério da Cultura e Francofonia, Ministério da Água e Florestas do Ministério do Comércio, o Artesanato e Promoção PME, o Ministério da Comunicação).

A lista destas nomeações está anexada a esta versão.

C / - COMUNICAÇÕES

1. Do Ministério da Justiça, Direitos Humanos e Liberdades Civis, em conjunto com o Departamento de Estado, Ministério dos Negócios Estrangeiros,

Após a apresentação do ministro, o Conselho autorizou a organização da Conferência Internacional sobre a impunidade na Costa do Marfim pela Alta Comissária para os Direitos Humanos das Nações Unidas.

A conferência, que terá lugar de 21 a 23 de fevereiro de 2013 em Yamoussoukro, é parte da Resolução 17/21 do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas. Ele se propõe a desenvolver uma impunidade abrangente e sustentável contra, e definir formas e meios para fortalecer a convivência entre luta judicial e extra-judicial contra a impunidade.

2. Do Ministério da Segurança, Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável,

Após a apresentação do ministro, o Conselho encarregou o Ministro de Estado, Ministro do Interior e Segurança e do ministro da Segurança, Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, com a finalidade de tomar medidas regulamentares urgente para proibir o acesso público, incluindo a recuperação de Akouédo eliminação de resíduos e centros de consolidação de resíduos domésticos.

Esta medida visa reduzir e eliminar os fatores de risco físicos, químicos e biológicos, que estes skimmers expõe a sua saúde e a saúde das populações.


D / - DIVERSOS

1. No âmbito do Ministério de Estado, Ministério do Emprego, dos Assuntos Sociais e da Formação Profissional, em conjunto com o Ministério da Função Pública e da Reforma Administrativa

Após a apresentação do Ministro de Estado, o Conselho adoptou uma comunicação sobre as conclusões do seminário nacional realizado em Yamoussoukro, em 14, 15 e 16 de Dezembro de 2012 sobre o modo de representação de funcionários mútuos nos órgãos Mútuos e Diretores gerais da Costa do Marfim (MUGEF-CI).

O Conselho aprovou as recomendações do workshop, e encarregou o Comité de Gestão MUGEF-CI, com a finalidade de levar em conta as seguintes recomendações:

- Manter a área como unidade territorial de referência para a nomeação de delegados (em vez de sub-prefeitura);
- Manter a lista de votação para a nomeação dos membros dos órgãos diferentes (em vez de como plurinominal da maioria );
- Ter em conta o peso demográfico de cada família trabalhor, entidades privadas, aposentados da classe e outros membros que participam na composição do Conselho de Administração.

Estas medidas visam pôr fim a desavenças entre sindicatos rivais para controlar MUGEF-CI.

2. No âmbito do Ministério ao Presidente da República no comando da Defesa

Após a apresentação do ministro, o Conselho adoptou uma comunicação sobre os resultados da 8 ª edição do Campeonato Africano Militar de Futebol (CAMFOOT 2012).
O saldo da CAMFOOT 2012, realizada em Abidjan 3-16 Dezembro de 2012, é considerado positivo.

O Conselho incentiva a equipe militar nacional, que ficou em terceiro lugar no final da competição, e tem a intenção de fornecer os meios para uma melhor representação da Costa do Marfim na próxima edição da Copa Futebol Mundial Militar.

3. No âmbito do Ministério para a Promoção da Juventude, Esportes e Recreação

Após a apresentação do ministro, o Conselho ouviu uma apresentação sobre a participação da equipa nacional de futebol para o Campeonato Africano das Nações de 2013.

O Conselho lamentou a retirada dos  elefantes do estádio de futebol nas quartas-de-final da competição, e nossa equipe nacional, no entanto, incentivou a fazer melhor em competições futuras.

Neste contexto, o Governo tenciona propor, de acordo com a Federação de Futebol da Costa do Marfim, um conjunto de medidas para reestruturar o futebol e torná-lo mais eficiente na Costa do Marfim.

4. No âmbito do Ministério da Integração de Africanos e marfinenses no Exterior, em conjunto com o Departamento de Estado, Ministério dos Negócios Estrangeiros,


O Conselho foi informado sobre a participação do Presidente da República na Cimeira Especial dos Chefes de Estado e de Governo dos países membros da Comunidade dos Estados Sahelo-Sarianos (CEN-SAD), que será realizada sábado, 16 de fevereiro, 2013 em N'Djamena (Chade). Esta cimeira vai adotar a Carta Revista da CEN-SAD, e discutir questões de paz e segurança no Sahel-Sahara.

Abidjan, 13 de fevereiro de 2013

Bruno Koné Nabagné
Ministro dos Correios e TIC
O porta-voz do governo
porteparoledugvt@e.gouv.ci




Uganda: em breve, não se poderá sequer pronunciar a palavra homossexualidade.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

A expulsão do produtor britânico de um show de lidar com gays reabre o debate sobre uma lei que criminaliza a "promoção" da homossexualidade em Uganda.


Militantes anti-homosexual em Ouganda, agosto 2007. ©REUTERS/James Akena


A Uganda expulsou um produtor britânico que havia desempenhado um papel no país de lidar com a homossexualidade, anunciou terça-feira a embaixada da Grã-Bretanha em Kampala.

O produtor David Cecil, localizado em Kampala onde funcionou um teatro e centro cultural, sua prisão ocorreu em privado, foi preso em setembro por supostamente ter ignorado a proibição pelas autoridades do país.

Ele enfrentou até dois anos na prisão antes do julgamento, a justiça soltou-o em janeiro.

"Temos a confirmação da expulsão", disse o porta-voz da Embaixada Britânica, Chris Ward, disse à AFP.

Companheira de David Cecil, a ugandesa Florence Kenirungi, confirmou a sua saída, acrescentando que o produtor provavelmente "já está de volta ao Reino Unido." Ela disse na segunda-feira que ele foi transferido da delegacia de polícia, onde foi levado a partir de quarta-feira para o aeroporto.

"Ele ligou do aeroporto, que não parecia partir", disse ela, acrescentando que os serviços de imigração de Uganda haviam explicado a expulsão do britânico, porque ele era "indesejável".

"É uma surpresa, não tivemos a oportunidade de contestar (a decisão) para a justiça", lamentou Kenirungi Florença, que tem dois filhos com David Cecil.

A peça em questão, intitulado O rio e a montanha escrito especificamente para as tropas de Uganda por um autor britânico, Beau Hopkins, lida com o destino trágico de um homem que admite sua homossexualidade.

A autoridade de supervisão dos meios de comunicação tinha assegurado o pedaço de uma proibição temporária, explicando que o estudo deve rever o cenário, o que não impediu a empresa a dar vários espectáculos em vários locais em Kampala, em agosto de 2012.

As relações homossexuais são punidas com prisão perpétua em Uganda.

Mas um projeto de lei recente, que ainda tem de ser apresentado ao Parlamento prevê no futuro punir com uma pena capital qualquer um condenado por atos homossexuais em reincidência, sendo com a maior ou com uma menor de idade.

O projeto de lei também prevê punição de cinco a sete anos de prisão qualquer "promoção" da homossexualidade.

fonte: AFP






Total de visualizações de página