Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Crise Maliana: o diálogo de Chefes de Estado da CEDEAO na quarta-feira em Yamoussoukro.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Ouverture
© Presidência por Seïbou T
Abertura da cimeira de chefes de Estado da CEDEAO
Sábado 19 de janeiro, 2013. Abidjan.


Uma cimeira extraordinária de Chefes de Estado da Comunidade Económica dos Estados Africanos (ECOWAS), será realizada quarta-feira em Yamoussoukro, Costa do Marfim, disse à Xinhua de fonte oficial nesta sexta-feira.

Acreditar que uma organização dê notícias, as questões relacionadas com o funcionamento da instituição e as crises de segurança em Mali e Guiné-Bissau que estão no centro deste diálogo.

A Cimeira de Chefes de Estado será precedida por uma reunião na segunda-feira em Abidjan por Conselho de Mediação e Conselho de Segurança da CEDEAO.

Esta reunião preliminar reunirá ministros de Relações Exteriores, Defesa, Integração Africana, oficiais superiores das forças armadas dos países membros da Comunidade Económica da África Ocidental especialistas em questões de segurança e pessoas de recursos diversos.

Em outra cimeira extraordinária da CEDEAO 19 de janeiro, em Abidjan, o Presidente marfinense Alassane Ouattara, que preside a organização havia recebido a mobilização Africana e internacional que teve lugar no âmbito da Missão Suporte no Mali (misma) .

A reunião contou com a presença do ministro francês dos Negócios Estrangeiros Laurent Fabius cujo país está envolvido com o Mali para empurrar os jihadistas e restaurar a integridade do país.
 

Por: Xinhua

fonte: abidjan.net

Senegal: Mankeur Ndiaye - "Nossa imagem foi reforçada com a chegada de Macky Sall"

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

 Mankeur Ndiaye APS 2
O Ministro dos Negócios Estrangeiros e dos Senegales no Exterior, Mankeur Ndiaye, disse sábado, em Dakar, "que há o fortalecimento da imagem" do Senegal no estrangeiro desde a chegada do presidente Macky Sall ao poder, Após o 25 de março de 2012 na eleição presidencial.
 
"Desde a eleição do presidente Macky Sall, Senegal é referido em todos os lugares. Nossa imagem é fortalecida ", congratulou-se o Sr. Ndiaye, fechando um seminário interno sobre a diplomacia do Senegal (22-23 de Fevereiro).
 
Segundo o ministro dos Negócios Estrangeiros, referiu que antes de
fevereiro e março que passou a eleição presidencial,  e antes da chegada do presidente Sall, "O Senegal foi atacado e criticado", particularmente por violações à democracia.
 
Ele lembrou, a este respeito, no momento de tensas relações com um certo número de países, incluindo os Estados Unidos e a Grã-Bretanha.
 
Mas, com a reversão da situação em favor da chegada do presidente
Macky Sall ao poder, Senegal foi capaz de vencer a Cimeira da Francofonia e com "feedback positivo" que se destacou por sua candidatura ao Conselho de Segurança das Nações Unidas como membro não-permanente, observou ele.
 
Então Mankeur Ndiaye observou que o Senegal não renunciou a sua candidatura, afirmando que ele é diferente.

 
Entre os efeitos positivos de melhorar a imagem do Senegal, ele também fez observação sobre os convites que o Presidente Sall recebeu para o G8, BRICS (Brasil, Índia, China e África do Sul), e o TICAD (Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento Africano).
 
Todas as essas coisas fazem agora com que o chefe do Estado senegalês, Macky Sall, tenha uma "agenda lotada", segundo o ministro dos Negócios Estrangeiros.
 
Em outro nível, anunciou uma pontuação de comissão de cooperação conjunta em 2013, citando em particular a cooperação da Comissão com o Brasil.



fonte: lesoleil.sn 

Total de visualizações de página