Postagem em destaque

Veículo robótico russo pode destruir facilmente tanques de Leopard e Abrams.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... A versão de combate do veículo robótico russo Marker será capaz de d...

domingo, 6 de julho de 2014

Briga entre emigrantes ilegais deixa 20 feridos em Melilla.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Foto: veja.abril.com.br

RABAT, 07 Jul 2014 (AFP) - Ao menos 20 pessoas ficaram feridas neste domingo em um confronto entre emigrantes clandestinos na região de Nador, vizinha ao enclave espanhol de Melilla, anunciaram as autoridades marroquinas.

O incidente ocorreu no monte Gurugú, que domina a cidade de Nador, local de concentração de emigrantes procedentes da África subsaariana que aguardam o melhor momento paraentrar na Espanha.

Segundo a agência de notícias MAP, emigrantes do Mali e de Camarões brigaram entre si e os feridos foram levados para o hospital de Nador.

As autoridades marroquinas abriram uma investigação sobre o caso.

A pressão migratória se agravou a partir do início do ano nos enclaves espanhóis de Ceuta e Melilla, no norte do Marrocos, as únicas fronteiras terrestres entre Europa e África.

# notícias.uol.com.br

Vírus ebola pode chegar ao Brasil durante a Copa? Especialistas respondem.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Micrografia eletrônica colorida de transmissão (TEM) obtida pelo Centro de Controle de Doenças (CDC) em Atlanta, Estados Unidos, revela um pouco da morfologia ultraestrutural exibida por uma partícula viral do vírus

  • Micrografia eletrônica colorida de transmissão (TEM) obtida pelo Centro de Controle de Doenças (CDC) em Atlanta, Estados Unidos, revela um pouco da morfologia ultraestrutural exibida por uma partícula viral do vírus
Ebola é considerado por muitos o vírus mais perigoso que a humanidade conhece atualmente. Ele voltou às manchetes recentemente graças a um surto em Guiné que já causou a morte de 84 pessoas, e sete outras na Libéria. Sem contar casos suspeitos no Mali, todos países da África Ocidental. Trata-se de uma "epidemia sem precedentes", segundo a organização humanitária Médicos Sem Fronteiras (MSF).

"Enfrentamos uma epidemia de uma magnitude nunca vista antes em termos de distribuição de casos no país", disse o coordenador da MSF em Conacri (capital de Guiné), Mariano Lugli, por meio de um comunicado.

O vírus foi batizado com esse nome por ter sido identificado pela primeira vez em 1976 na República Democrática do Congo (antigo Zaire), perto do rio Ebola. Desde então, causou cerca de 1.500 mortes na África e é considerado uma ameaça para a saúde global e até mesmo um possível agente de guerra biológica.

Nunca houve casos da doença em humanos fora do continente africano, mas agora, com a chegada da COPA DO MUNDO, quais seriam as chances do vírus imigrar para o Brasil?

Para o infectologista Celso Granato, diretor clínico do Fleury Medicina e Saúde, as chances de o vírus chegar ao país são muito remotas, mas não impossíveis, já que vivemos num mundo globalizado.

"O problema seria a pessoa vir da África, ou após ter visitado algum país do continente, com o vírus incubado. Isso porque é muito comum se confundir ossintomas da doença com os da malária, dengue e leptospirose, por exemplo. Também é comum que a equipe médica acabe se infectando, por não saber qual a real doença".

Com ele concorda o infectologista José Ribamar Branco da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo: "Muito improvável que chegue aqui. Esses surtos costumam ocorrer em locais muito pobres, desprovidos de modelos de higiene".
 # noticias.uol.com.br

Três dias sem governo preocupa senegaleses.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Aminata Touré, primeira-ministra senegalesa demitida

André Ferreira

O Senegal está já há três dias sem governo, desde que na passada Sexta-feira a primeira-ministra Aminata Touré, foi demitida pelo presidente Macky Sall. Uma demissão que aconteceu por causa dos maus resultados alcançados nas últimas eleições municipais.

Três dias sem governo é algo inédito no Senegal, e que começa a preocupar os senegaleses que esperam um novo primeiro-ministro já esta Segunda-feira, como nos explica o nosso correspondente em Dakar, Cândido Camará.

# rfi.fr

Documentário conta histórias de estudantes caboverdianos no Brasil.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Uma equipa de realizadores brasileiros, encontra-se actualmente, em Cabo Verde, para filmagens de um documentário, que conta as histórias de estudantes africanos dos PALOP, no Brasil.

"O outro lado do Atlântico, o Brasil revelado na África", é um documentário dos Realizadores brasileiros, Márcio Câmera e  Daniele Herli, que conta "histórias de vida", de estudantes e ex-estudantes dos PALOP, Países Africanos de Lingua Oficial Portuguesa, no Brasil.

O documentário, já está na fase final, com gravações nas ilhas de S. Vicente e S. Antão, em Cabo Verde, onde, segundo a Realizadora Daniele Herli, estão a ser ouvidos ex-estudantes caboverdianos, que passaram por Universidades, no Brasil.

"A ideia é que tenha uma diversidade de contextos e situações, como aquele estudante que acabou de chegar, que vai privilegiar na sua fala, os aspectos mais negativos; porque é muito novo, está pela primeira vez fora de casa e as dificuldades que eles vão ter, sempre aparecem mais", nota Daniele Herli.

Odair Santos, correspondente em  Cabo Verde.

# rfi.fr

Cuba: Efetuada 8ª Reunião Plenária do Comitê Central.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

• O primeiro secretário do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro, presidiu a reunião
 NA tarde da quinta-feira, 3 de julho, teve lugar a 8ª Reunião Plenária do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, onde o segundo secretário do Comitê Central, José Ramón Machado Ventura, apresentou o relatório sobre a gestão do Bureau Político, no primeiro semestre de 2014.

No referido documento precisa-se que o Bureau Político continuou tendo como centro de sua atividade o controle do cumprimento dos acordos aprovados pelo 6º Congresso do Partido. Através de suas diferentes comissões, examina semanalmente as políticas e demais assuntos relativos à implementação das Diretrizes, assim como os principais temaseconômicos do país.
 Os membros do Comitê Central conheceram, ainda, a execução do Plano da Economia e o Orçamento do Estado no primeiro trimestre deste ano. Igualmente, aprovaram o relatório do estado da implementação das Diretrizes, nos meses de janeiro a junho de 2014, o qual será apresentado, no sábado 5 de julho, à Assembleia Nacional do Poder Popular.

# granma.cu

Libertação de um país não se limita só à vitória militar, diz Presidente rwandês.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

Kigali, Rwanda – O chefe de Estado rwandês, Paul Kagame, afirmou sexta-feira em Kigali que a libertação de um país não se resume apenas a uma vitória militar.
(newsofrwanda.com)

O Rwanda escolheu fazer da luta contra o divisionismo o seu cavalo de batalha e existe também uma necessidade de transmitir esta herança às gerações futuras », declarou Kagame quando intervinha durante a celebração oficial dos 20 anos da Festa de Libertação do Rwanda.
Efetivamente, um desfile militar de quase três horas marcou, sexta-feira em Kigali, está pomposa cerimônia que lembra a tomada do poder e a cessação do genocídio pela Frente Patriótica do Rwanda (FPR), antigo movimento rebelde, a 4 de julho de 1994.
Três chefes de Estado africanos, designadamente os Presidentes queniano, Uhuru Kenyatta, ugandês, Yoweri Museveni, e sul-sudanês, Salva Kiir, assistiram a esta imponente festa militar realizado no grande estádio Amahoro (paz) de Kigali, e ritmado pelas fanfarras na presença de todas as componentes dasForças Armadas Rwandesas e da Polícia.
celebração da Festa de Libertação, a 4 de julho de cada ano, marca a vitória total do ex-movimento rebelde, a atual FPR, que tomou o poder em 1994 depois de expulsar o então regime genocida de Juvenal Habyarimana acusado de ter conspirado e perpetrado o massacre dos Tutsi (tribo minoritária) no Rwanda. 
# panapress.com



Senegal: Depois de 11 meses como Primeira-Ministro - Aminata Turé é demitida.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...



Primeira-Ministro deposto - Aminata Touré

Agora está claro, Aminata Touré não é mais o chefe de governo. Ela foi demitida de seu cargo pelo Chefe de Estado Macky Sall após 11 meses passados ​​como primeira-ministro. Um novo primeiro-ministro é esperado nas próximas horas assim também como a nova equipe governamental.

Aminata Touré não é mais o primeiro-ministro do Senegal. O Chefe de Estado Macky Sall pós fim suas funções, ontem, à noite, de acordo com um comunicado da célula da comunicação da Presidência da República. "O presidente veio a pôr fim as suas funções como primeira-ministro", lê-se no referido comunicado. Notificação de demissão foi feito para a ex-primeira-ministro às 18 horas. Na mesma nota, que foi enviado para nós, é relatado que o chefe de Estado homenageia Aminata Touré, a primeira-ministro cessante, elogiando sua "dedicação e parabenizando-a pelo seu trabalho na busca de um futuro melhor para o povo do Senegal ".
Além disso, o Presidente da República agradeceu também a todos os membros do governo por seu "engajamento ousado à frente de seus respectivos departamentos e pelo compromisso de estarem disponíveis para servir a República."

"Mimi", como é chamada pela grande maioria dos senegaleses, não terá passado mais de 11 meses no cargo de primeiro-ministro, antes de ser demitido. Depois de vários dias, as pessoas comentavam a sua provável demissão após a derrota que sofreu nas últimas eleições locais de 29 de junho contra o atual prefeito de Dakar, Khalifa Sall Ababacar. Esta derrota foi seguida com duras críticas de grande parte da classe política e de muitos senegaleses que apelaram para a sua demissão. Mesmo a rede de professores da Aliança para a República (APR), liderado por Youssou Touré, pediu para ela deixar o cargo. Foi no fim da manhã de ontem, em Dakar. Ela, que foi o segundo primeiro-ministro de Macky Sall depois Abdoul Mbaye, foi nomeado em 1 de setembro de 2013. Pouco depois de sua confirmação para o cargo, ela prometeu "acelerar o ritmo" das reformas empreendidas por seu antecessor.

Além disso, é sob sua magistratura que o Senegal adotou o Plano emergente (PSE), validado pelos doadores no Grupo Consultivo em Paris. Mulher de Punho, Aminata Touré foi um dos mais próximos colaboradores do chefe de Estado, Macky Sall, durante a eleição presidencial em março de 2012. Após a vitória de Macky Sall, foi nomeada Ministra da Justiça, Ministra da Justiça no primeiro governo de Abdoul Mbaye. É um dos ministros mais influentes deste governo, concordando em gerir a questão candente da repressão sobre as suspeitas de ganhos ilícitos, bem como a do ex-chefe de Estado chadiano, Habré.

Por enquanto, o Chefe de Estado ainda não nomeou um sucessor para o cargo de Aminata Touré, não vai demorar muito para fazê-lo. Ele terá a difícil tarefa de formar um novo governo. Em setembro passado, ele passou um dia inteiro para em seguida para nomear a ex-primeira-ministro e fazer conhecer a composição de seu governo.

Maguette NDONG

Macky Sall rende homenagem à Aminata Touré
O presidente da República veio a pôr fim as funções do primeiro-ministro. O Chefe de Estado aproveitou esta ocasião para, uma vez mais, prestar homenagem a primeira-ministro Aminata Touré pela sua dedicação ao seu lado, e parabenizá-la pelo seu trabalho na busca de um novo futuro para o povo do Senegal .
O presidente também agradeceu a todos os membros do governo por seu duro engajamento a cabeça de seus respectivos departamentos e estarem sempre disponíveis para servir a República.

Feito em Dakar, a 04 de julho de 2014 

REAÇÕES ... REACÇÕES...REAÇÕES ...

Sra. Madické NIANG, membro de PDS : "O país exige uma mudança profunda"
"Acho que o presidente está fazendo sua leitura sobre eleições locais. O país exige uma mudança profunda. Esta é uma oportunidade para seguir uma outra direção, contrária aquela que se seguiu até aqui. O presidente não pode manter-se surdo ao sinal forte que é dado pelo povo. "

Youssou Toure, rede de professores da RPA: "Esta é a vitória da democracia"
"Esta é a vitória da democracia. Por respeito aos fundamentos da República, o presidente tem o direito de nomear ou de agradecer a quem ele quer. Não deverá mesmo ter um braço de ferro. Reconhecemos o mérito e as competências da ex-primeira-ministro Aminata Touré. Se o presidente tem necessidade de estar cercado por novas competências, não há que discutir sobre isso. A resistência não é bom para a nossa democracia. "

Mamadou Mbodji, coordenador do M23: "Esta é a consequência do erro"
"Esta é a consequência de erro do Presidente da República e da sua equipe ao seu redor. Essa devia estar unida. Tem o privilégio o partido à frente da pátria. Cometemos o erro de enviar Aminata Touré em Grand-Yoff para que ela faça oposição a Khalifa Sall, que é um aliado na "Bennoo Bokk Yaakaar", através do Partido Socialista. Este erro é compartilhado entre eles, Macky Sall e sua equipe. Eles preferiam os seus interesses. Eles devem assumir as suas responsabilidades. "

Entrevista feita por Serigne Mansour Sy Cisse

# lesoleil.sn

Total de visualizações de página