Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

sexta-feira, 6 de março de 2015

OPINIÃO: NEM TUDO QUE PARECE, É.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...

                                                              Filomeno Pina               

Um triângulo "narcisista" fez pontas em bicos dos pés para se ver ao longe, todos juntos, somam três cabeças! Não se podem medir no tamanho de cada um e, não é importante, porque aqui outras belezas serão apreciadas: a maturidade politica e a inteligência, "mai-Nada", só.

P; P; P. os três "P's", todos eles situados no primeiro lugar do pódio do desafio a que se propuseram na corrida eleitoral e venceram! Cada um na sua respectiva Casa (Presidência, Governo e Parlamento) é reconhecido no papel que desempenha, no entanto hoje qualquer um anda de olho-gordo a espiolhar o vizinho. É normal acontecer em Democracia, mas convém não esquecer, que a tarefe de “árbitro” da Nação, bem vista as coisas, é na figura do Presidente da República que recai o peso maior da responsabilidade de árbitro da Nação, perante o Povo e Internacionalmente!

O que tem sido uma constante entre os três líderes, desde o início deste mandato, não se confundem na beleza ou na atitude politica, mas também sabemos bem como são, por um lado “querem-se” feios e sobretudo activos na acção politica, e por outro lado, também preferimos vê-los sérios e convincentes no cumprimento do dever para que tomaram posse sob juramento diante do Povo! 

Os três, receosos uns dos outros, parece, que transportam o ansioso miudinho, vigiam-se constantemente, ciumentos, apreciam-se mutuamente e até de olhos fechados, longe uns dos outros ou lado a lado, "tocam" em pensamento, toda a vida politica de cada um no terreno, usando o espelho do diz-que-diz, do ouvi-dizer,  como quem olha num retrovisor e parece admitir com toda a "in/certeza", qualquer coisa em que não acredita ao mesmo tempo, mas, acreditando no fundo ao mesmo tempo, que não há razão para dar ouvidos ao vento que passa sem rosto! 

Meus amigos, não há espaço para certas desconfianças sem fundamento, nem há razão para dúvidas fantasmagóricas neste momento do campeonato, ok?
Resolvam tudo olhos nos olhos sem recadinhos ou indirectas através dos media, é pior para todos.

Não havendo problemas objectivos, não se reúne nunca muito mais gente, para “resolver” uma hipotética questão, supostamente pessoal! Aí estaremos a invadir e a complicar ainda mais, a esfera da vivência pessoal de cada um. Pois convém não confundirmos problemas políticos, opção política ou outros, como se fossem “zangas” de comadres (sem ofensa).

Não tenho dúvidas aqui, pois os três Camaradas têm sido cautelosos, e mais, também não são uns inimigos que se dão ao luxo de parecerem amigos, aos olhos dos menos atentos. Não, são Lideres Guineenses preocupados com o País!

Os três não querem medir forças numa altura destas, tenho a certeza. Embora muitos cá fora (público) acreditem já nessa possibilidade vinculada na opinião pública ultimamente que a meu ver, só incita à desconfiança na relação institucional ou pessoal entre líderes, e a ser verdade é menos bom estar a acontecer um “boato” desta natureza sem controlo sobre seu conteúdo, pense nisto.

Lê-se, de há algum tempo para cá na "escrita-tchutchydur", que eles estão zangados e com raiva uns dos outros, será? Compreendo, mas não aceito, seria mesquinho, surreal, quando o problema a resolver é o País e não questões de foro pessoal...

Penso sinceramente que não se passa nada de grave, para quê, não haverá razão, se cada um governar no seu campo de acção, com funções atribuídas e apoiadas na Constituição da Republica, tem mais é que trabalhar e contribuir para levar a bom Porto todo o País.

Camarada, um ambiente político com críticas apontadas com frontalidade à cabeça/cara, julgo que é saudável em Democracia. Problema os há em todo o lado, também os nossos têm solução positiva, acredite e avance mais optimista, mas cauteloso, só.

Não são necessariamente vistas como conflitos interinstitucionais tudo que aparece como problema, pois aqui, não parece justo afirmar, que estamos perante existência de nova crise institucional ou politica (como se diz por aí), e a crescer progressivamente para o pior no País!?

É falso, jamais haverá réplica do passado recente negativo na nossa Terra, na presente conjuntura politica, social e cultural, acredito.

Não acredito sim no contrário Camaradas, haja bom senso e humildade na análise politica em relação ao andamento deste Comboio Gigante, que mal arrancou. Vamos ter calma, o caminho é longo, lá chegaremos e a vitória é certa.

Pois nem tudo que parece, é!

Djarama. Filomeno Pina. 

Zimbabue: Meu salário é de apenas 12.000 dólares mensais, diz Mugabe.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...


Presidente Mugabe comemorando seu aniversário com sua família. FOTO | ARQUIVO

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, revelou que agora ganha R $ 12.000 por mês, acima dos 4,000 dólares que foi anunciado no ano passado.

Ele fez as revelações na quinta-feira, enquanto que a comissão de equipamentos médicos comprados através de empréstimos facilitados de um Bank Export-Import da China em 100 milhões de dólares para Harare.

O líder de 91 anos descreveu seu salário como magro e não de acordo com os salários de outros líderes da região. Ele disse que ganha um salário base de US $ 10.000 e subsídios no valor de US $ 2.000.

O Presidente Mugabe disse aos zimbabuanos que estão cambaleando sob um colapso econômico grave que devem ser gratos por eles ainda poderem colocar comida na mesa.

"Todos nós devemos apenas ser gratos porque nós ainda temos comida em nossas mesas", disse ele. "Se há isitshwala (milho grosso feito mingau para refeição) e carne - então é isso. Eu também estou sofrendo como vocês. "

No entanto, a família do presidente tem a fama de ser uma das mais ricas do país, após a aquisição de diversas fazendas durante o programa de reforma agrária controversa que começou em 2000.

Luxuoso casamento

No ano passado, ele deu para sua filha e seu marido $ 100.000 dólares e 55 cabeças de gado como presente de casamento.

A de 24 anos Bona e seu marido piloto Simba Chikore se casaram em uma cerimônia realizada na residência privada de pelúcia da Primeira Família em Harare.

A maioria dos funcionários públicos do Zimbabué ganham em média US $ 300 por mês.

O Presidente Mugabe culpa o colapso econômico no país por causa das sanções impostas pelos países ocidentais sobre seu governo.

No entanto, os críticos dizem que os problemas econômicos foram causados ​​pelo programa de reforma agrária caótico e decisão unilateral do governante veterano de enviar tropas para lutar na República Democrática do Congo na guerra civil de 1997.

O presidente também foi acusado de implementar políticas econômicas mal pensadas  desde que ele assumiu o poder, em 1980.

#africareview.com

Total de visualizações de página