Postagem em destaque

BAMAKO E IYAD ENGAJADOS NA MESMA LUTA CONTRA EIGS NO MALI: Cuidado com o efeito bumerangue!

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!... Há poucos dias, foi em Menaka que foi visto ao lado de notáveis ​​tu...

domingo, 27 de novembro de 2022

São Tomé:Advogado denuncia detenção "ilegal" de Delfim Neves.

NO BALUR I STA NA NO KUNCIMENTI, PA KILA, NO BALURIZA KUNCIMENTI!...
O ex-presidente do Parlamento de São Tomé e Príncipe Delfim Neves, detido na sexta-feira por militares na sequência de um ataque ao quartel, ainda não foi ouvido. Segundo o advogado a sua "detenção é ilegal". Em declarações à Lusa na noite de sábado (26.11), Hamilton Vaz disse que Delfim Neves "esteve todo o dia e noite sem ser ouvido pelo Ministério Público" - pelo segundo dia consecutivo. O ex-presidente da Assembleia Nacional, que terminou o mandato no passado dia 09, na sequência das eleições legislativas de 25 de setembro, foi detido ao início da manhã de sexta-feira (25.11), quando se encontrava em casa, e levado pelos militares para o quartel, poucas horas depois de ter sido "neutralizado" o assalto às instalações militares, que o primeiro-ministro, Patrice Trovoada, descreveu como "uma tentativa de golpe de Estado". Delfim Neves foi, juntamente com Arlécio Costa - antigo oficial do 'batalhão Búfalo' que foi condenado em 2009 por uma tentativa de golpe de Estado -, identificado pelos assaltantes do quartel como os mandates do ataque, ocorrido na madrugada de sexta-feira. Três dos quatro assaltantes e Arlécio Costa morreram quando se encontravam sob custódia do exército são-tomense. A detenção de Delfim Neves "é ilegal", disse Hamilton Vaz. "Nenhuma autoridade conseguiu até agora exibir o mandado de detenção", afirmou, à Lusa. Neves dispõe de imunidades parlamentares Delfim Neves foi eleito deputado pelo movimento Basta, nas legislativas de setembro passado, encontrando-se atualmente com o mandato suspenso. "É deputado da Assembleia Nacional, dispõe de imunidades parlamentares" e "há procedimentos regimentais próprios para a sua detenção, nos termos da Constituição". Neves dispõe de imunidades parlamentares Delfim Neves foi eleito deputado pelo movimento Basta, nas legislativas de setembro passado, encontrando-se atualmente com o mandato suspenso. "É deputado da Assembleia Nacional, dispõe de imunidades parlamentares" e "há procedimentos regimentais próprios para a sua detenção, nos termos da Constituição". https://www.dw.com/pt-002/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo desde que contribua para melhorar este trabalho que é de todos nós.

Um abraço!

Samuel

Total de visualizações de página